Archives for posts with tag: 1955

A COMEÇAR EM 9 DE SETEMBRO DE 1955, com as sessões habituais, o “emocionante” filme “DESTRY”, um western, para maiores de 18 anos.

FOLHETO: 19,5 cm x 13,5 cm
O verso do folheto apresenta o filme “Marie Antoinette”, apresentado no passado dia 7 de Setembro. (1)

“Destry”, um western americano, filme de 1954, com os actores, Audie Murphy, Mari Blanchard, Lyle Bettger, Lori Nelson e Thomas Mitchell e dirigido por George Marshall. Terceira versão cinematográfica (2) da popular novela “Destry Rides Again” de 1930, Max Brand.

(1) https://nenotavaiconta.wordpress.com/2021/09/07/noticia-de-7-de-setembro-de-1955-folheto-de-cinema-teatro-capitol-lxix-maria-antonieta/

(2) “Destry Rides Again” (1932), com o actor Tom Mix; “Destry Rides Again” (1939), com o actor James Stewart e Marlene Dietrich, dirigido por George Marshall; e este “Destry” (1954), com o acor Audie Murphy. “Destry”, um western americano, filme de 1954, com os actores, Audie Murphy, Mari Blanchard, Lyle Bettger, Lori Nelson e Thomas Mitchell e dirigido por George Marshall. Terceira versão cinematográfica (2) da popular novela “Destry Rides Again” de 1930, Max Brand. (https://en.wikipedia.org/wiki/Destry_(film)

A COMEÇAR EM 7 DE SETEMBRO DE 1955 (somente dois dias, 7 e 8)

Atenção para a alteração da hora devido à extraordinária extensão do filme

14.30, 19.15 e 22.00 horas

MARIE ANTOINETTE

Espectáculo para maiores de 18 anos de idade

Marie Antoinette” é um filme de 1938, drama histórico, produzido pelo «Metro-Goldwyn-Mayer», dirigido por W. S. Van Dyke, baseado na biografia da rainha, escrito em 1932 pelo escritor Stefan Zweig. Actores: Norma Shearer, Tyrone Power, John Barrymore, Robert Morley e Anita Louise. Apesar de 4 nomeações para os “Óscar 1939” (melhor actriz, melhor actor secundário, melhor direcção artística e melhor música original), não obteve grande êxito popular, com grande prejuízo financeiro.

https://en.wikipedia.org/wiki/Marie_Antoinette_(1938_film)

FOLHETO: 19,5 cm x 13,5 cm

O verso do folheto apresenta o filme “DESTRY”, para começar a 9 de Setembro. (postagem nesse dia)

 Trailers: https://www.youtube.com/watch?v=UsQAmrFRXUQ https://www.youtube.com/watch?v=2aw21UKhBrI https://www.youtube.com/watch?v=EBJnepl5ePI

No dia de 23 de Agosto celebra-se a festa litúrgica de Santa Rosa de Lima (1).

Recordo o papel missionário ligado ao ensino do Colégio de Santa Rosa de Lima, em Macau, nomeadamente a acção educativa das Franciscanas Missionárias de Maria transcrevendo parte dum artigo (com fotos) não assinado, publicado no Boletim de Macau (2)

As alunas numa aula prática de Físico-Química

“O Colégio de Santa Rosa de Lima ficou debaixo da direcção das Franciscanas Missionárias de Maria (F.M.M.) (3) a partir de 1903. Foi no dia de 17 de Novembro de 1903, que as Franciscanas chegaram a Macau, tendo assistido ao seu embarque a própria fundadora do seu Instituto, a Reverenda Madre Maria da Paixão. Anos antes havia ela visitado Portugal por ocasião do sétimo centenário de Santo António de Lisboa, pelo qual ela tinha grande devoção, e daí levou gratas recordações do país.

Professoras dão aulas de costura

Assim não recusou o pedido (insistente) de D. João Paulino de Azevedo e Castro, para a vinda de um grupo de Religiosas para Macau. Foram instaladas na primitiva habitação das monjas de Santa Clara (4) (5) e, transformado o mosteiro em colégio de educação feminina, com o nome de Santa Rosa de Lima. Assim decorreram anos, quando em 1910, as Religiosas se viram obrigadas a tomar outro rumo, deixando atrás de si uma obra.

Preparando-se para a vida, aprendem também dactilografia

Retomaram esse lugar, quando D. José da Costa Nunes desejando haver uma casa de educação onde fossem instruídas meninas de origem portuguesa, resolveu fazer de Santa Rosa de Lima, um centro intelectual e religioso, admitindo alunas de todas as nacionalidades, qualquer que fosse a crença que professassem. Assim em 1932 era entregue a direcção às F.M.M. este estabelecimento, que, pouco a pouco, vai ampliando e remodelando surgindo do antigo edifício, um novo que foi inaugurado no dia de 24 de Março de 1934. Posteriormente, foi construída a igreja de Santa Clara que liga o Convento com o Colégio, benzida e inaugurada no dia 25 de Outubro de 1936, festa de Cristo Rei.

As alunas escuteiras numa aula de sinalização

No ano lectivo de 1955/1956 estavam inscritas um total de 929 alunas inscritas nas três sessões de ensino, (6) respectivamente: secção portuguesa com 220; secção chinesa com 355 e secção inglesa com 354. Os Cursos Secundários das Sessões Chinesa e Inglesa estavam oficialmente reconhecidos, dando o primeiro ingresso às Universidades da Ilha Formosa e o segundo à Universidade Católica de Washington.

Os desportos fazem parte das actividades diárias das alunas

Há ainda uma escola gratuita primária, para meninas pobres, chinesas, cujas aulas eram diários das 5 h às 7h da tarde. Essas aulas eram frequentadas por 158 crianças. Ministrava-se no Colégio o ensino de línguas estrangeiras, assim como o da música, tendo muitas alunas feito os exames do «Trinity College of Music» em Hong Kong.”

Na Igreja,durante uma festa religiosa no mês de Maio

(1) Rosa de Lima (Lima, 20 de abril de 1586 – Lima, 30 de agosto de 1617), nome de baptismo de Isabel Flores y Oliva, foi uma mística da Ordem Terceira Dominicana, beatificada em15 de Abril de 1668 por Papa Clemente IX e canonizada em 2 de Abril de 1671, Roma por Papa Clemente X. Santa Rosa é a primeira santa nativa da América e padroeira do Peru.

(2) Macau, Boletim Informativo da Repartição Provincial dos Serviços de Economia e Estatística Geral, Ano III, n.º 60, de 31 de Janeiro de 1956, pp. 8-9.

(3) 4-10-1903 – Partiram para Macau, vindas da Europa, (chegaram a 17-11-1903), as religiosas Missionárias Franciscanas de Maria, para dirigirem o Colégio de Sta. Rosa de Lima (iniciativa de D. João Paulino de Azevedo e Castro (1902-1918) para educação de pensionistas, e órfãs, esta gratuitamente). Acolhia, como internas, raparigas de vários pontos do Extremo Oriente – incluindo Tailândia. Depois de um interregno (1916-1932), voltaram, já em tempo de D. José da Costa Nunes. Em 1933 abriu a secção chinesa. Em 1936 é inaugurado o novo Colégio-Sede, resultante de ampliação. (SILVA, Beatriz Basto da – Cronologia da História de Macau, Volume III, 2015, p. 17)

 (4) https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/convento-de-santa-clara/ https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/igreja-de-santa-clara/

 (5) Até 1903, era dirigido pelas Filhas Canossianas da Caridade desde 1889. Antes das canossianas, o colégio, naquela altura chamado de recolhimento, albergou as clarissas, cujo convento foi destruído por um incêndio em 1824. As irmãs foram albergadas no Recolhimento de Santa Rosa de Lima. Com o falecimento da última clarissa em 1875, o recolhimento passou a chamar-se de Colégio de Santa Rosa de Lima.

(6) As línguas de ensino do colégio foram o português, o Inglês e o cantonense. O ano lectivo 1992-1993 foi o último ano do ensino em português do Colégio Santa Rosa Lima. 

Sessão solene no Leal Senado no dia 28 de Maio de 1955, para comemorar o golpe de estado (28 de Maio de 1926) protagonizado por militares e civis antiliberais, comandado pelo general Gomes da Costa, que resultou a queda da Primeira República Portuguesa e a instauração da Ditadura Militar. Depois legitimada na Constituição de 1933, e instauração do Estado Novo.

A mesa que presidiu à sessão solene, vendo-se o Governador Joaquim Marques Esparteiro (1) a discursar
Edmundo Senna Fernandes (2) fazendo a sua conferência sobre o tema «Salazar – A sua política de sempre»

Imagens extraídas de «BGU»,  XXXI-361-362, Julho-Agosto 1955 pp. 382

(1) https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/joaquim-marques-esparteiro/

(2) Edmundo José de Senna Fernandes (1897-1981), filho de Bernardino de Senna Fernandes Jr (2.º conde) (1867-1911) e Maria Francisca Xavier do Couto. Leccionou na Escola Comercial «Pedro Nolasco», no Seminário de S. José e no Colégio do Sagrado Coração. Presidente da Associação Promotora da Instrução dos Macaenses (APIM) e comendador da Instrução Pública (1979). FORJAZ, Jorge – Famílias Macaenses, Volume III. ICM, 1996, p. 552. https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/edmundo-de-sena-fernandes/

D. Lígia Pinto Ribeiro cantando no Teatro D. Pedro V

Realizou-se na noite de 14 de Abril de 1952, um concerto, no Teatro D. Pedro V, em benefício do Colégio D. Bosco de Artes e Ofícios, promovido pela senhora Lígia Pinto Ribeiro, (1) esposa do Dr. Aires Pinto Ribeiro, ilustre Chefe de Serviços de Saúde. (2) Acompanhou-a ao piano, o professor Harry Ore. (3)

O professor Harry Ore, na execução de um dos números do seu programa

A Sra. D. Lígia Pinto Ribeiro recebendo cestos e ramalhetes de flores das mãos dos alunos do Colégio D. Bosco

Os lugares de honra, no Teatro D. Pedro V, ocupados pelas altas individualidades da província

Fotos extraídos de «MOSAICO», IV-21/22 de Maio e Junho de 1952

(1) Lígia Edmunda de Morais Correia de Sá Pinto Ribeiro – ver anteriores referências em: https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/ligia-pinto-ribeiro/

(2) Dr. Aires Pinto Ribeiro (1899) – Formado em Medicina pela Universidade do Porto, praticou nos hospitais do Porto, nomeado em 1925 médico do Quadro de Saúde Moçambique, onde esteve em diversas funções médicas até 1948, quando foi transferido para Macau para exercer o lugar de Chefe da Repartição Central dos Serviços de Saúde (4 de Maio de 1948). Em 1950 nomeado vice-presidente do Conselho do Governo e em 1951, tomou posse do cargo de Encarregado do Governo (18 de Abril até 23 de Novembro de 1951, data da chegada do Governador Almirante Joaquim Marques Esparteiro (1951-1957). Em 15 de Abril de 1955, nomeado Inspector Superior da Saúde do Ultramar pelo que deixou a chefia da Repartição Provincial dos Serviços de Saúde e Higiene de Macau, em 31 de Julho, seguindo para Portugal a 1 de Agosto. Ver anteriores referências em: https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/aires-pinto-ribeiro/

(3) https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/harry-ore/

O verso do folheto de cinema do Teatro Capitol, postado no dia 4 de Março (1) apresenta para o dia 12 de Março de 1955 , o filme “Dawn at Socorro” (em Macau: “Numa madrugada em “Socorro”), espectáculo para maiores de 18 anos.

Dawn at Socorro” é um filme americano, de 1954, tipo “western”, da “Universal Pictures”, dirigido por George Sherman, escrito por George Zuckerman (uma história ficcionada sobre o famoso duelo em 1881 perto de  “O.K. Corral” , Tombstone (Arizona), com os actores Rory Calhoun e Piper Laurie.

(1) https://nenotavaiconta.wordpress.com/2021/03/04/noticia-de-4-de-marco-de-1955-folheto-de-cinema-teatro-capitol-lxv-johnny-dark/

Trailers do filme: https://www.youtube.com/watch?v=8Xk4BeIUHKAhttps://www.youtube.com/watch?v=E8k46gFZ6sI

A começar em 4 de Março de 1955, no Teatro Capitol (com sessões às 14.30, 19.15 e 21.45 horas, o filme o “O Grande Circuito”, precedido de desenhos animados (“Dog That Cried Well”), documentário da M. G. M. e reclamos de próximos filmes. Preço mínimo $0,20 avos.

“O Grande circuito” (Johnny Dark), é um filme americano de 1954, em tecnicolorido, da U. I., comédia/drama/acção dirigido por George Sherman, com os actores, Tony Curtis, Piper Laurie e Don Taylor. (1)

O presente folheto anuncia os próximos filmes para os dias 8 e 9 de Março de 1955, respectivamente “O FUROR (PASSION)”, um”western” de 1954, dirigido por  Allan Dwan com os actores Cornel Wilde e Yvonne De Carlo e “A SERPENTE DO NILO (Serpent of the Nile)”, de 1953, dirigido por William Castle com os actores Rhonda Fleming, (no papel de Cleópatra) , William Lundigan (no papel de Marco António) e Raymond Burr.

No verso deste folheto apresenta o filme “Dawn at Socorro” para o dia 12 de Março de 1955 (publicarei o verso, no próximo 12 de Março)

(1) https://www.youtube.com/watch?v=DhGmZ5K3g9A / https://www.youtube.com/watch?v=nDhzm8pbEg8 / https://www.youtube.com/watch?v=XrvPKjspnbA

Extraído da p. 8 do semanário “A Província“ de Montijo I-3 de de 17 de Março de 1955 (1)

Álvaro Borges Leitão”, autor de dois livros publicados em Macau: “Se Até o Fumo Sobe”, e “Passagem”, expedicionário (tenente) adaptou-se bem à vida de Macau, tornando-se um animador do movimento literário da geração de 50. “ (2)

Sócio fundador do «Círculo Cultural de Macau», e membro vogal do Conselho Fiscal, participou no dia 16 de Setembro de 1950, no Teatro D. Pedro V, numa conferência-recital, integrada no plano de conferências para a 1.ª temporada. (3) Colaborador da revista «Mosaico»

Uma das “Três Canções” da sua autoria, publicada no «Mosaico» Vol I – n.º 5 Janeiro de 1951 pp.562 e no «O Clarim» em 1951.

(1)

(2) REIS, João C. – Trovas Macaenses, 1992, pp. 269 e 276

(3) nenotavaiconta.wordpress.com/tag/alvaro-leitao/    

Estreia a 28 de Setembro de 1955, no Teatro Apollo, o «emocionante filme tecnicolorido» “ULISSES” (versão inglesa), (1) com preço especial para militares sem graduação, isto é, soldados – $1.00 pataca. Foram impressos 1500 exemplares deste folheto (Tipografia “San Chong Trading & Co”).

Filme italiano (1) de aventuras, de 1954, dirigido por Mario Camerini (2) com argumento de Franco Brusati e do próprio Mario Camerini (entre outros), baseado na famosa obra de Homero, as aventuras de “Ulisses”, tem como a actores principais: Kirk Douglas (Ulisses), Silvana Mangano (desempenha dois papéis, como Penélope, a fiel esposa de Ulisses e a feiticeira Circe),  Anthony Quinn e Rossana Podesta.

Foi produzido por Dino De Laurentiis e Carlo Ponti, para a “Paramount Pictures (USA)” (3) com música de Alessandro Cicognini.

Trailers:

PRÓXIMA MUDANÇA: “I Wonder Who’s Kissing Her Now”, filme musical, biográfico do popular (na altura, princípios do século XX) compositor, produtor, actor/cantor do teatro musicado, Joseph Edgar Howard 1870 –  faleceu em 1961, no palco actuando e cantando “Let Me Call You Sweethear”) em “tecnicolorido”,  de 1947, dirigido por Lloyd Bacon, com os actores, June Haver e Mark Stevens. (4) https://en.wikipedia.org/wiki/I_Wonder_Who%27s_Kissing_Her_Now_(film)

(1) O filme foi lançado com duas versões, a italiana e a inglesa. Os actores Kirk Douglas Anthony Quinn “dobraram” as suas próprias vozes para a versão inglesa. Exteriores foram filmados nas costas do Mediterrâneo e ilhas da Grécia (era para ser na ilha de Ítaca, mas um terramoto cancelou as filmagens).

 (2) A escolha original para o diretor foi Georg Wilhelm Pabst, mas ele pediu demissão no último minuto. O diretor de fotografia do filme, Mario Bava, co-dirigiu o segmento “Polyphemus Cyclops” (não creditado)

(3) O sucesso internacional deste filme levou à produção de Hércules (1957), e depois a uma série de filmes épicos italianos conhecidos por “peplum” até meados dos anos de 1960.

Joseph Edgar Howard 1870 – 1961

4) “I Wonder Who’s Kissing Her Now” é o título de uma das canções mais conhecida de Joseph Edgar Howard embora, após o lançamento do filme, o compositor e seu colaborador Harold Orlob processou-o pela autoria tendo ganho no tribunal.

A data consagrada à memória do grande bombeiro português Guilherme Gomes Fernandes (1) – 20 de Agosto – foi, como nos anos anteriores, aproveitada pelos briosos bombeiros municipais de Macau para assinalar o «Dia do Bombeiro». Constantes dum programa cuidadosamente elaborado, os festejos deste ano tiveram brilhantismo especial, dada a presença honrosa de mais de 30 bombeiros de Hong Kong que se deslocaram a Macau, propositadamente, para assistirem às comemorações. Agrupados em duas deputações, os bombeiros visitantes pertenciam à «Hong Kong Fire Brigade» e ao «Auxiliary Fire Service», os primeiros sob o comando de Lee Pin Cheng e os últimos comandados por Henry Cheng, totalizando as duas deputações 34 homens.

Durante a romagem ao monumento-ossário dos bombeiros

De manhã foi hasteada, no mastro do quartel dos bombeiros municipais, a bandeira da corporação. Pelas 8.30 horas, o Revdo. Cónego Fernando Maciel celebrou, na capela do Cemitério de S. Miguel, uma missa em sufrágio das almas dos bombeiros falecidos, após o qual, houve uma romagem ao monumento-ossário dos bombeiros, onde várias individualidades depuseram coroas de flores naturais e onde foi observado um minuto de silêncio. Pelas 13 horas, no quartel, perante a formatura dos bombeiros, o comandante do Corpo, Sr. Manuel Dimas Pina, leu um trecho sobre a vida e personalidade de Guilherme Gomes Fernandes, cujo valor foi enaltecido com justiça.

O Bispo de Macau, benzeno, no Largo do Senado, a nova autobomba

Pelas 17 horas, no Largo do Senado e imediações, juntou-se uma enorme multidão que ali assistiu à bênção duma nova autobomba «Dennis», adquirida pelo Município de Macau para o serviço dos bombeiros. A bênção da nova viatura foi dada pelo Ver. Bispo de Macau, D. Policarpo da Costa Vaz, tendo a Da. Laurinda Marques Esparteiro servido de madrinha que pronunciou na ocasião as seguintes palavras: «Que a Divina Proveniência acompanhe sempre esta autobomba e todos os que a manejarem na sua nobre e humanitária missão». Em seguida, as viaturas do Corpo de Bombeiros Municipais desfilaram ao longo da Avenida Almeida Ribeiro, vindo prestar continência ao Governador e principais autoridades da Província, próximo do edifício do Leal Senado, em cuja varanda se encontravam.

Milhares de pessoas assistiram, no Largo do Senado, à demonstração do potencial de água

No Largo do Senado e circundando o monumento de Mesquita, houve, seguidamente, uma demonstração do potencial de água, com 12 agulhetas habilmente manejadas pelos bombeiros, demonstração que entusiasmou grandemente a enorme assistência.

No campo desportivo da Praia Grande (antigo campo dos operários; hoje ocupado pelo Hotel Grand Lisboa), realizou-se um encontro de bolinha entre o Grupo Desportivo «Negro- Rubro» e a equipa da «Hong Kong Fire Brigade», o qual terminou pela vitória do primeiro, que ganhou por 6-2. À noite, no quartel da corporação, foi servido um jantar a que assistiram os bombeiros de Hong Kong e de Macau, representantes da Imprensa e outros convidados. A festa terminou com uma animado sarau musical, levado a efeito pelo grupo «Negro-Rubro».” (2)

(1) Guilherme Gomes Fernandes (1850- 1902). Fundador, em Portugal, da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários (1874-75) e do Corpo de Salvação Pública, foi nomeado Comandante do Corpo de Bombeiros em 1877 e Inspector de Incêndios do Porto em 1885. De seguida, transferiu-se para a Companhia de Incêndios (designada Corpo de Salvação Pública a partir de 1889 e Batalhão de Sapadores Bombeiros de 1946 em diante), assumindo o cargo de comandante. Biografia mais completa em: https://ahbvvc.com/pt/guilherme-gomes-fernandes

(2) Retirado de «MBI», III-50 de 31 de Agosto de 1955, pp. 5-6 https://nenotavaiconta.wordpress.com/2016/09/30/leitura-corpo-de-bombeiros-municipais-de-macau-em-1955/ https://nenotavaiconta.wordpress.com/2015/08/18/noticia-de-18-de-agosto-de-1953-dia-do-bombeiro/