Archives for posts with tag: Teatro Capitol

A começar no dia 29 de Junho de 1956, (1) no Teatro Capitol, o filme “WICHITA”, (2) com

LEGENDAS EM PORTUGUÊS NESTE FILME (3)
“Across the lawless west WYATT EARP left his imprint of courage !”

Western” americano realizado pelo francês (depois naturalizado americano) Jacques Tourneur (primeiro filme em CinemaScope),  de 1955, com argumento de Daniel B. Ullman (estória ficcionada do lendário/real xerife do oeste Wyatt Earp) (4)
Actores: Joel McCrea( no papel de Wyatt Earp), Vera Miles (5) e Lloyd Bridges.
Uma chamada de atenção para o filme a apresentar “Brevemente”
Aclamados pela crítica mundial no filme «Obcessão Generosa» (6) Rock Hudson e Jane Wyman aparecem agora neste grandiosos e emocionante drama intitulado «Tudo que o céu permite» (7)
Todos eles conseguiram dar a este filme o clima dramático que os produtores e autores pretenderam.
É um filme que alcançou grande êxito nos cinemas onde fôra exibido havendo sempre grande enchente nas bilheteiras.
Um emocionante romance que gira com paixões profundas duma dona de casa com o seu jardineiro.
É um filme que não deveis faltar! Nele contém amor, drama e emoção.”
(1) Estreia em Portugal sensivelmente na mesma data: 26 de Junho de 1956
(2) Wichita é actualmente, a cidade mais populosa do estado americano do Kansas
(3) O primeiro filme estrangeiro com legendas em português na própria película foi o filme francês “O Salário do Medo” , no Teatro Capitol, no dia 18 de Setembro de 1955. O filme que esteve em exibição durante três dias, foi apresentado pela “Eurásia Filmes Lda” (produtora do filme “Caminhos longos”).
Ver anterior postagem :
https://nenotavaiconta.wordpress.com/2012/09/18/noticia-18-de-setembro-de-1955/
(4) Wyatt Berry Stapp Earp (1848-1929) vulto real que se tornou lendário pelos seus feitos no Velho oeste ocupando em várias cidades (na altura pequenos postos policiais) o posto de xerife (Wichita, em 1875; Dodge City, em 1876 Tombstone, em 1879)

Wyatt Earp aos 39 anos de idade (em San Diego) cerca 1887
https://pt.wikipedia.org/wiki/Wyatt_Earp

(5) Vera Miles foi Miss Kansas (estado americano onde fica a cidade de Wichita) em 1948 e depois 3.ª classificada no concurso “Miss America pageant”
(6) “Magnificent Obsession” de 1954drama dirigido por Douglas Soirk com os actores Jane Wyman, Rock Hudson e Agnes Moorehead.
(7) “All That Heaven Allows” (Tudo o que o Céu Permite), de 1955, drama, realizado por  de Douglas Sirk com o seguinte elenco principal: Jane Wyman, Rock Hudson e Agnes Moorehead.
https://www.youtube.com/watch?v=WxKb0QsUtNY
https://www.youtube.com/watch?v=xAJTf2jwukU
Trailers do filme “Wichita

https://www.youtube.com/watch?v=edQaSzPj8-I
https://www.dailymotion.com/video/xm5g2c

Só para os dias 9 e 10 de Junho de 1957, no Teatro Capitol, o filme Rock Pretty Baby (Música Alucinante) (1)
Para os apreciadores da «Dança do Histerismo» há neste filme 16 sensacionais melodias tocadas pelos conjuntos instrumentais. É um filme dedicado aos fans do «Rock Around the Clock» (2), «Rock, Rock, Rock» (3) e «Don´t Knock the Rock» (4)….
Portanto mais um filme da época (1956) sobre “teenagers”, rock- n´- roll, comédia com músicas de Henri Mancini e  «Jimmy Daley and the Dingalings». A música “Rock, Pretty Baby” é de Sonny Burke (I) (1914 – 1980). Das melodias presentes, o que teve maior êxito foi “”Young Love” (5)
Dirigido por Richard Bartlett com Sal Mineo, (6) John Saxon, Luana Patten e Shelley Fabares (7)
Ver trailers em:
https://www.youtube.com/watch?v=StKqUE9yxmg
(1) Originalmente com o nome de «Crazy Love», depois alterado para “The Living End,” e por fim ficou «Rock, Pretty Baby».
(2) https://nenotavaiconta.wordpress.com/2017/11/29/noticia-de-29-de-novembro-de-1956-folheto-de-cinema-teatro-vitoria-xxxi-moby-dick/
(3) https://nenotavaiconta.wordpress.com/2018/01/11/noticia-de-11-de-janeiro-de-1957-folheto-de-cinema-teatro-vitoria-xxxii-rock-rock-rock/
(4) https://nenotavaiconta.wordpress.com/2015/12/30/noticia-de-30-de-dezembro-de-1956-folheto-de-cinema-teatro-vitoria-xvii-boas-festas-e-feliz-ano-novo/
(5) “Young Love” música de Ric Cartey e Carole Joyner
https://www.youtube.com/watch?v=pU_8D5jBqd0
(6) SAL MINEO (1939-1976)
Estreou.de aos 11 anos de idade, na «Broadway», na peça de Tennessee Williams “The Rose Tattoo”. Aclamado pelo seu papel de «Plato” no filme de 1955, “Rebel Without a Cause”, com James Dean. Também cantor muito popular entre a juventude na década de 50. (século XX) : “Start Movin’ (In My Direction)” and “Lasting Love.” Morreu assassinado em 1976 aos 37 anos de idade.
https://www.youtube.com/watch?v=qZlI_owyaLk
https://www.youtube.com/watch?v=m_HzqaZsVo8
(7) Shelley Fabares (1944 – ) umas da «teen queen» na década de 60 que conseguiu manter-se em actividade depois em papéis dramáticos (mais na televisão) e como cantora.. Estreou-se aos 12 anos de idade num filme como filha de Rock Hudson e Cornell Borchers: «Never say Goodbye»

Esteve três dias em exibição no Teatro Capitol, a começar em 22 de Maio de 1957, o filme “Four Girls In Town” (Quatro beldades na cidade).
Filme (drama) de 1957,em “CinemaScope Technicolor”, argumento e direcção de Jack Sher.
As quatro beldades de diferentes nacionalidades candidatas a actriz são : Julie Adams, Marianne Cook, Elsa Martinelli e Gia Scala.
Julie Adams (1926 -) – americana
Marianne Koch (1931-) – alemã
Elsa Martinelli (1935-2017) – italiana
Gia Scala (1934-1972) – britânica (1)
Os actores mais conhecidos são: George Nader, Sidney Chaplin e John Gavin.

Duas músicas conhecidas do filme: “Rhapsody for Four Girls” de Alex North.e “Cha Cha Cha for Gia” de Henry Mancini,
PRÓXIMA MUDANÇA: O filme “The Brave One” estreou no dia 25 de Maio de 1957. Filme norte-americano de 1956, dirigido por Irving Rapper, rodado no México.
(1) Gia Scala (1934-1972) –  actriz e modelo;  faleceu aos 38 anos, vítima de overdose de drogas e álcool.

A começar nesta data, 17 de Abril de 1957 o Teatro Capitol,  “o grandioso filme”

O MÉDICO E O MONSTRO
DR. JEKYLL AND MR. HYDE

É uma versão (1) de 1941 (portanto não seria uma estreia em Macau, mas uma reposição para os dias 17 e 18 de Abril de 1957) dirigida por Victor Fleming para a “MGM” do célebre livro de Robert Louis Stevenson, a sua obra-prima – “The Strange Case of. Jekyll e Mr. Hyde” (tradução em português – O Médico e o Monstro), publicado em 1886.
Esta versão tem como protagonistas Spencer Tracy, Ingrid Bergman, Lana Turner e Donald Crisp.
Indicado para o Oscar 1942 em 3 categorias, não ganhou nenhum: melhor montagem ( para o filme “Sergeant York”), melhor trilha sonora – drama (para o filme “All the Money Can Buy”  e melhor fotografia – preto e branco (para o filme ” Rebecca”).
(1) Ao longo da história do cinema, esta novela deu origem a um maior número de adaptações desde as mais fiéis até às mais livres. (muitas delas adaptações medíocres).
Logo após ter sido editada, em 1886, no ano seguinte aparece uma adaptação teatral da mesma e a carreira cinematográfica deste famoso livro inicia-se mal o cinema é inventado. Terá sido em 1908 a primeira versão por Sidney Olcott nos EUA e nesse mesmo ano aparece outro com a realização de Ottis Turner.
Esta versão de 1941 é uma das melhores adaptações juntamente com a versão anterior de 1920 com o actor John Barrymore (uma interpretação esplêndida) e uma outra de 1931 dirigida por Rouben Mamoulian com actor Frederic March (melhor actor no Óscar de 1932)
Trailers do filme:
https://www.youtube.com/watch?v=X5RS6eIlYlU
https://www.youtube.com/watch?v=XXJZwfutNl4
http://www.tcm.com/mediaroom/video/236850/Dr-Jekyll-and-Mr-Hyde-Movie-Clip-The-Moment-Is-Mine-.html

Recentemente foi exibido um excelente filme biográfico do pintor Vang Gogh “Loving Vicent”, de 2017, (em Portugal “ A Paixão de Van Gogh”) dirigido por Dorota Kobiela e  Hugh Welchman (1), mas o primeiro filme (2) que retrata a vida deste pintor terá sido este “Lust For Life, estreado no Teatro Capitol a 5 de Dezembro de 1956.
Lust for Life” é de 1956, (3) com produção da MGM dirigido por Vicent Minneli (4) e argumento de Norman Corwin adaptado da novela de 1934 de Irving Stone. Kirk Douglas (5) no papel de Van Gogh, James Donald no papel do irmão Theo, Pamela Brown, Everett Sloane e Anthony Quinn, que ganhou um óscar (melhor actor secundário) com o papel de Paul Gaugin.

“Wedding Party” também conhecida como “The Catered Affair” é um filme de 1956, drama/comédia da MGM dirigido por Richard Brooks  com argumento de Gore Vidal baseado numa peça escrita para televisão (em episódios) de Paddy Chayefsky e com música de André Previn. (6)

(1) Primeira longa-metragem, filme de animação, totalmente pintada à mão.
Trailers do filme
https://www.youtube.com/watch?v=hC3dqQPunKs
https://www.youtube.com/watch?v=v4-jigHrsYI
https://www.youtube.com/watch?v=Gy0RVDM1sNA
(2) Anterior a esta longa metragem só há um documentário de 20 minutos de 1948 dirigido por Alain Resnais. Outros filmes da vida de Van Gogh inclui um filme de animação “Vicent” de 1987, dirigido por Paul Cox com voz do actor John Hurt como Vicent; de 1990 “Vicent and Theo” dirigido por Robert Altman com os actores Tim Roth e Paul Rhys; “Van Gogh” filme francês de 1991, dirigido por Maurice Pialat com o actor (cantor/compositor) Jacques Dutronc (melhor actor em 1991, pela Academia Francesa de Cinema) e o de 2017, “Loving Vicent”.
(3) Trailer deste filme
https://www.youtube.com/watch?v=2Z3xHMNHQUs
(4) Vicent Minelli, um director de cinema que renovou o género da comédia musical dos anos 40 e 50 (século XX) com muitos filmes de sucesso, também realizou fora desta área, filmes com boas adaptações literárias, como por exemplo. este filme.
(5) Uma das melhores interpretações de Kirk Douglas, ganhou o “Globo de Ouro” e outros prémios em festivais, mas não o tão desejado Óscar, embora nomeado para “melhor actor” principal”

Estreia no dia 19 de Setembro de 1957, no Teatro Capitol, com as sessões habituais, o filme produzido em 1957 pela M.G.M

MEIAS DE SEDA
SILK STOCKINGS

capitol-19set1957-meias-de-seda

silk-stockings-1957Dirigido por Rouben Mamoulian, (1)  com os actores principais: Fred Astaire e Cyd Charisse, (2) é um “remake” de Ninotchka (3). Do género cinematográfico qualificado como comédia musical, (4) tem música excelente da  partitura de Cole Porter, sua última produção para a Broadway. (5)
(1) Rouben Mamoulian (1897-1987) foi o director de uma das primeiras produções faladas do cinema mundial «Applause», 1929 e o seu maior sucesso foi o filme de 1932 “Dr Jekyll and Mr Hyde” (Óscar de melhor actor para Frederich March). “Silk Stockings” foi o seu último filme. Este filme foi indicado ao Globo de Ouro como melhor filme e melhor atriz (Cyd Charisse) na categoria comédia/musical.
Uma das canções mais populares (gravada por diversos cantores) composta por Cole Porter “All of You” em 1954 é cantada por Fred Astaire:
https://www.youtube.com/watch?v=4DvOjz_l-30
cyd-charisse-1957-1921-2008(2) Cyd Charisse (1921-2008) -actriz e dançarina (excelente bailarina). Com o parceiro  Fred Astaire em «The Band Wagon» (1953) e depois em «Silk Stockings» (1957) terão juntos interpretados alguns dos números mais inolvidáveis do musical cinematográfico. Gene Kelly escolheu Charisse para ser sua parceira na célebre final de ballet de «Singin´ in the Rain»  (1952). Co-estrelou com Gene Kelly em «Brigadoon» (1954) e posteriormente obteve o papel feminino principal ao lado do mesmo  Kelly no seu penúltimo musical da MGM « It’s Always Fair Weather» (1955). Cyd Charisse não cantava (nas películas eram dobradas por India Addams), não era uma grande actriz mas a simples aparição sua, conforme citação da crítica na altura” quando começava a dançar o mundo podia começar a estremecer, quando dançava tudo era ritmo, gesto e feitiço”
Era essencialmente uma  excepcional bailarina, “a mais mágica encarnação de um erotismo oculto e ao mesmo tempo, a mais excelsa deusa do amor dançado” talvez por isso, o filme foi classificado para «maiores de 18 anos»
Informações de Cyd Charisse retirados de :
https://pt.wikipedia.org/wiki/Cyd_Charisse
(3) «Ninotchka», filme de 1939 dirigido por Ernst Lubitsch  com Greta Garbo , Melvyn Douglas e Bela Lugosi . Recebeu quatro indicações ao Oscar.
(4) O género cinematográfico qualificado como comédia musical junta  comédia e musical unidos embora houvesse inúmeras comédias que não eram musicais e a maioria dos filmes musicais eram comédias. A maioria das comédias «com canções» não  merecem o qualificativo de musicais.
cole-porter-1891-1964(5)  Cole Porter (1891-1964) , músico e compositor americano (um dos maiores contribuidores do “Great American Songbook”) não teve no cinema a sorte que merecia dada a sua popularidade e o seu prestígio colhidos nos musicais da Broadway (de 1928 a 1944). As versões cinematográficas desses musicais foram fracassos comerciais, excepto «Kiss me Kate», de 1953 (Porter ganhou o prémio «Tony Award» de melhor compositor e letrista); «The Pirate» de 1948;  «High Society», de 1956  e « Les Girls» de 1957) : mesmo este «Meias de Seda» teve um prejuízo de $1,399,000 (dólares)
https://pt.wikipedia.org/wiki/Cole_Porter
https://pt.wikipedia.org/wiki/Cole_Porter#/media/File:Coleporter.jpg
capitol-19set1957-meias-de-seda-verso“Trailers” do filme disponíveis em:
https://www.youtube.com/watch?v=mShkuOBdWig
https://www.youtube.com/watch?v=DUY9FAqRg4I
https://www.youtube.com/watch?v=KbcC_esB11c

THE LIVING DESERT de Walt Disney

Estreia da “colossal produção tecnicolorida” no dia 11 de Agosto de 1955 com sessões às 14.30, 19.45 e 21.45 horas.
Espectáculo para maiores de 13 anos mas durante a exibição deste filme as crianças com mais de 6 anos puderam assistir a este, nas sessões das 14.30 e 19.45 horas.
“The Living Desert” é um filme documentário de 1953 (69 minutos) dirigido e escrito por James Algar e Winston Hibler (narrador do documentário). Mostra o dia a dia dos animais do deserto do sudoeste americano na zona de Tucson (Arizona). Venceu o Oscar de melhor documentário de longa-metragem no ano de 1954.
Antes do filme, apresentação do desenho animado de 21 minutos também da Walt Disney “Bert and Me” de 1953.

BREVEMENTE
ATHENA

Um filme musical (comédia romântica) de 1954, da MGM, cujo folheto de cinema já apresentei em (1) – filme com estreia a 19 de Agosto de 1955  – com músicas de Hugh Martin and Ralph Blane e os actores: Edmund Purdom, Vic Damone, Jane Powell e Debbie Reynolds. Dirigido por Richard Thorpe. Filme com a particularidade de ter tido LEGENDAS EM PORTUGUÊS
(1) https://nenotavaiconta.wordpress.com/2017/01/02/im-memoriam-debbie-reynolds-1932-2016/
Trailers do filme “The Living Desert
https://www.youtube.com/watch?v=_bNZKu9ic4c
http://www.tcm.com/mediaroom/video/1103081/Living-Desert-The-Movie-Clip-Across-The-Face-Of-Our-Globe.html
Trailers do filme “Athena”
https://www.youtube.com/watch?v=FRUOjmJQIdM
https://www.youtube.com/watch?v=wPYI1En_arw
https://www.youtube.com/watch?v=QnEQzgUk_to
Trailers de “Ben and Me
https://www.youtube.com/watch?v=z3rHY0l5s60
https://www.youtube.com/watch?v=bXrNYo-_H1Y