Archives for category: Cinemas de Macau

A começar em 16 de Julho de 1959, “O engraçado filme metrocolorido e em cinemascópio”- “O Jogo do Casamento” (“The Mating Game”)

O interesse deste folheto está no cabeçalho com o seguinte formato desde Junho de 1956 até Junho de 1959,

e a partir de Julho de 1959 ´o “design” apresenta-se com o anúncio “Ar Condicionado”, o que se pressupõe que a partir desta data foi instalado o aparelho condicionado neste teatro.

The Mating Game “ filme de 1959 da «MGM», dirigido por George Marshall, com os actores Debbie Reynolds, Tony Randall e Paul Douglas (no seu ultimo filme). (1) A canção do filme é cantada por Debbie Reynolds (2). https://en.wikipedia.org/wiki/The_Mating_Game_(film)

(1) Paul Douglas Fleischer (1907 – 11/09/1959), actor Americano conhecido como Paul Douglas entre 1936 e 1959 faleceu durante as filmagens dum episódio duma série de televisão. https://en.wikipedia.org/wiki/Paul_Douglas_(actor)

(2) https://www.youtube.com/watch?v=xTmwRRhGwys https://www.youtube.com/watch?v=qezsgkyPyYA

BREVEMENTE: “North West Mounted Police” filme americano de 1940, um “western épico”, produzido e dirigido por Cecil B. DeMille, com os actores: Gary Cooper, Madeleine Carroll, Paulette Goddard, Preston Foster, Robert Preston, Akim Tamiroff, Lon Chaney Jr. e George Bancroft. Argumento de Alan Le May, Jesse Lasky Jr., e C. Gardner Sullivan, baseado na novela de 1938 “The Royal Canadian Mounted Police” de R. C. Fetherstonhaugh. É o primeiro filme em Technicolor do realizador Cecil B. DeMille

Nos “Oscar 1941” (EUA), o filme venceu na categoria de melhor montagem. Foi indicado para as categorias de melhor direção de arte colorida, melhor fotografia colorida, melhor trilha sonora original e melhor som. https://en.wikipedia.org/wiki/North_West_Mounted_Police_(film)

Leitura de mais uma crónica de Henrique de Senna Fernandes (1)

“Em Fevereiro, aparece anunciado no Vitória um filme que causa engulhos. Correu pela cidade que a película estava recheada de escabrosidades e indecências. Intitulava-se “Modern Womanhood” (2) que os anúncios traduziram para português “A Mulher Moderna”, acrescentando “um filme educativo” e logo, mais severamente, “não é permitida a entrada de menores”. Pairou, por este motivo, um ar de escândalo, em volta da fita, cujos actores não eram conhecidos ou cujos nomes nem eram mencionados. Houve, assim, uma pré-exibição para os censores, transformados em pilares da moralidade da sociedade macaense. O “Jornal de Macau” de 2 de Fevereiro transcreve a seguinte notícia: “

Assistimos ao ensaio desta fita para a qual foram convidadas as autoridades, polícias, médicos e imprensa portuguesa e chinesa. O filme é interessantíssimo, mostrando a formação da mulher moderna e os vários costumes dos povos. Produção de uma empresa russa (nós diríamos hoje, com mais franqueza, soviética), mostra o cuidado que as autoridades têm pelo desenvolvimento da presente geração, especialmente das mulheres. O filme, focando assunto delicado, não contém todavia escabrosidades, sendo porém conveniente não ser visto por menores dum e doutro sexo, cujas cabecinhas poderiam tirar conclusões temerárias que o filme em si verdadeiramente não contém.

É claro que o Vitória encheu-se de senhoras e cavalheiros interessados em saber o que era “uma mulher moderna”. Houve quem se escandalizasse, pronunciando a crónica expressão: “Que horror!”. Que diriam essas mesmas pessoas se vissem os filmes que hoje por ali abundam, em especial, “Deep Throat” (A Garganta Profunda) (3) que corre mundo, exibido nas melhores casas de espectáculo das grandes cidades, onde papás e mamãs circunspectos vão receber a sua educação pornográfica, sem murmúrio nem protesto, até com laivos de admiração?!.

(1) FERNANDES, Henrique de Senna – O cinema em Macau III http://www.icm.gov.mo/rc/viewer/30023/1797

(2) Não consegui descobrir  qualquer informação deste filme.

(3)  “Deep Throat” filme pornográfico americano de 1972 de grande êxito commercial, escrito e dirigido por Gerard Damiano, com a actriz Linda Lovelace. https://en.wikipedia.org/wiki/Deep_Throat_(film)

Bilhete de cinema do teatro Apollo, n.º 01073 para a sessão das 14.30 horas, 1.ª classe ($1.70 pts). Fundo amarelo; em azul, a data «1 JAN 1968»

imensões: 11,8 cm x 7 cm Marcação do lugar (a vermelho) C 13
Verso do bilhete – em branco

The Dirty Dozen” é um filme de guerra rodado em 1967 com os actores: Lee Marvin Ernest Borgnine, Charles Bronson, Jim Brown, John Cassavetes, George Kennedy, Robert Ryan, Telly Savalas, Robert Webber, Donald Sutherland, Clint Walker, Ben Carruthers e Stuart Cooper. O argumento é baseado no livro de 1965 de E. M. Nathanson. Dirigido por Robert Aldrich, rodado no Reino Unido (estúdos MGM-British Studios) para a MGM. Grande sucesso commercial (orçamento: $5.4 milhões dólares; receita: $45.3 milhões dólares). Candidato a 4 óscares na 40ª Academia Americana em 1968, ganhou um: ”Best Sound Editing”. https://en.wikipedia.org/wiki/The_Dirty_Dozen

Trailers: https://www.youtube.com/watch?v=ff1V6ywnWcY https://www.youtube.com/watch?v=mMY-Bi646-M https://www.youtube.com/watch?v=W_0FrTMGF9s

Bilhete de cinema do dia 25 de Dezembro de 1961 do Teatro “VITORIA” 院戲大利多域, n.º 0064, para a sessão das 14.30 horas (2.ª galeria – 2 B) do filme “The Guns of Navarone”($1.80 pts).

Lápis vermelho com a marcação do lugar G 13 (?); 11,5 cm x 7 cm¸ fundo branco; impresso a vermelho/preto
Verso do bilhete com carimbo no lado esquerdo – metade do selo de verba

The Guns of Navarone” (“Os Canhões de Navarone”) é um filme de guerra, de 1961, ficcionado num episódio da 2.ª Guerra Mundial, realizado por J. Lee Thompson, com argumento de Carl Foreman  (também produtor do filme) , baseado no livro de Alistair MacLean, de 1957. Actores: Gregory Peck, David Niven, Anthony Quinn, Stanley Baker, Anthony Quayle, Irene Papas, Gia Scala, James Darren e Richard Harris. Música do compositor e arranjos de canções tradicionais gregas de Dimitri Tiomkin. Nomeado para 8 Óscares da Academia Americana, ganhou um: melhor efeitos especiais: Bill Warrington e Chris Greenham.

Trailers: https://www.youtube.com/watch?v=0ORnL9WmOEo https://www.youtube.com/watch?v=6f_vl40sN6g https://www.youtube.com/watch?v=AjMrIj9cO68

(1) 院戲大利多域mandarim pīnyīn: yuàn xī dà lì duō yù; cantonense jyutping: jyun2 hei3 daai6 lei6 do1 wik6

A começar em 22 de Dezembro de 1965, no teatro Apollo, o filme “That Man in Istanbul”, com as três sessões diárias habituais. Filme escolhido para a época natalícia (espectáculo para maiores de 12 anos) pois esteve em cartaz mais de uma semana.

“That Man in Istanbul”, filme (comédia sobre espionagem), de 1965, coprodução internacional, língua inglesa, distribuído nos EUA pela “Columbia Pictures, dirigido por Antonio Isasi-Isasmendi, com os actores Horst Buchholz, Sylva Koscina, Mario Adorf, Perrette Pradier, Ángel Picazo e Klaus Kinski.

Do mesmo filme, apresento um bilhete de cinema do dia 27 de Dezembro de 1965 do Teatro “APOLLO”  院戲大安平(1), N.º 043, para a sessão das 19.30 horas (1.ª galeria) ($ 2.00 pts).

Bilhete – fundo azul claro (letras vermelho + preto); 10,8 cm x 8 cm
Verso – lápis azul a data e a marcação do lugar J 11 (?)

Trailer do filme: https://www.youtube.com/watch?v=3LEy2G0DHfg

 (1) 院戲大安平 mandarim pīnyīn: yuàn xī dà ān píng; cantonense jyutping: jyun2 hei3 daai6 on1 peng4

Bilhete de cinema para o dia 25 de Outubro de 1964, com o n.º 0397, do Teatro Império, sessão das 14.30 h, 1.ª classe; preço: $ 1.80; marcação de lugar manual a vermelho – C 13

Filme: “The Fall of the Roman Empire

12,2 cm x 8,2 cm; fundo amarelo; impresso a azul/preto
Verso do bilhete com a marca no canto inferior esquerdo – metade do selo de verba

The Fall of the Roman Empire” é um filme americano, de 1964, do género épico, baseada numa obra falsamente histórica, como a maioria dos chamados filmes históricos de Hollywood. Dirigido por Anthony Mann e produzido por Samuel Bronston, com argumento de Ben Barzman, Basilio Franchina e Philip Yordan.  O filme tem uma constelação de “estrelas” nomeadamente Sophia Loren, Stephen Boyd, Alec Guinness, James Mason, Christopher Plummer, Mel Ferrer, Omar Sharif,  John Ireland e Anthony Quayle. Música de Dimitri Tiomkin (ganhou em 1965 o “Globo de Ouro” melhor música original)

https://en.wikipedia.org/wiki/The_Fall_of_the_Roman_Empire_(film)

 “Trailers”: https://www.youtube.com/watch?v=yJlxa64mKro https://www.youtube.com/watch?v=uKOJtWvSpi4 https://www.youtube.com/watch?v=topkPEonxXs

Marcação de lugar S13

Bilhete de cinema (12,5 cm x 7,7 cm) do Teatro Apollo, n.º 000026, 2.ª Classe ($1.20), para o dia 29 de Setembro de 1964, sessão das 2.30 horas (14h30). Filme: “The Great Escape”

Verso do bilhete – carimbo do “SELO DE VERBA – PROVÍNCIA DE MACAU”

“A Grande Evasão”, filme de 1963 da «United Artists», produzido e realizado por John Sturges, com um vasto elenco de actores conhecidos nomeadamente Steve McQueen, James Garner, Richard Attenborough, James Donald, Charles Bronson, Donald Pleasence, James Coburn, Hannes Messemer, David McCallum, Gordon Jackson, John Leyton e Angus Lennie

Baseado no livro de Paul Brickhill de 1950 sobre a fuga dos prisioneiros de guerra dos Aliados dum campo de concentração em Sagan (hoje, Zagan), na Polónia. https://en.wikipedia.org/wiki/The_Great_Escape_(film)

Trailers: https://www.youtube.com/watch?v=r9Q_WESQUVw https://www.youtube.com/watch?v=xkwmIDx9RwQ

Bilhete de cinema (12,3 cm x 7,7 cm) do Teatro Império, N.º 000488, 2.ª Classe ($1.10), para o dia 18 de Agosto de 1965, sessão das 14.30 horas. Filme: “In Harms Way”. No canto superior direito – metade do selo de verba (1)

“In Harm’s Way”, filme de “guerra” (o envolvimento da marinha Americana no início da II guerra mundial, em 1941) de 1965, produzido e dirigido por Otto Preminger com os actores principais John Wayne, (2) Kirk Douglas e Patricia Neal. Produzido com o sistema “Panavision gear”, é um dos últimos filmes de “guerra”a «preto e branco». Argumento de Wendell Mayes, baseado no livro de 1962 de James Bassett. https://en.wikipedia.org/wiki/In_Harm%27s_Way

(1) https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/selo-de-verba/

(2) John Wayne (1907 –1979), em Setembro de 1964, após conclusão das filmagens deste filme, foi lhe diagnosticado cancro do pulmão tendo sido operado (extracção do pulmão esquerdo e duas costelas).

Trailers do filme: https://www.youtube.com/watch?v=Nnaf9Nneb7A https://www.youtube.com/watch?v=nc_IXNH5nA8 https://www.youtube.com/watch?v=yXzNQHNsQHk

Bilhete de cinema (12,2 cm x 7,5 cm) do Teatro Império, n.º 000116, 1.ª Classe ($1.70), para o dia 8 de Julho de 1966, sessão das 17.30 horas. Filme: “The Sound of Music

Filme musical de grande êxito mundial que, em Macau, terá batido o record de permanência em cartaz, mais de um mês, com 4 sessões diárias. Que eu me recordo, em Macau, habitualmente os filmes em estreia permaneciam somente dois a quatro dias (sempre em fins de semana, sábado e domingo ou de sexta a segunda feira quando o filme era  mais popular)

Verso do bilhete

The Sound of Music” – “Música no Coração”, filme americano, mais musical que drama, de 1965, dirigido e produzido por Robert Wise, argumento de Ernest Lehman com os actores principais: Julie Andrews, Christopher Plummer, Richard Haydn, Peggy Wood, Charmian Carr, and Eleanor Parker.

O filme é uma adaptação da peça teatral musical (adaptado para o teatro musical por Lindsay and Crouse), do mesmo nome, do ano de 1959, composto por Richard Rodgers e letras de Oscar Hammerstein II. Baseado num livro de 1949 “The Story of the Trapp Family Singers” de Maria von Trapp.

É uma das películas que maiores receitas teve em toda a história do cinema. Teve 10 nomeações para o Oscar e obteve cinco estatuetas. https://en.wikipedia.org/wiki/The_Sound_of_Music_(film)

No dia 1 de Junho de 1982, iniciou a sua actividade, o «Cineteatro Macau» com 3 ecrans, remodelação do antigo Teatro/Auditório Diocesano, (1) junto ao Colégio de Santa Rosa de Lima, com a exibição do filme «Somewhere in time», (2) de produção britânica. Na sessão inaugural teve a presença do governador Almeida e Costa e de numerosos convidados.  

O« Cineteatro Macau» passou a ter três sessões diárias, com mais uma sessão aos sábados e domingos, dedicada aos estudantes e com preços reduzidos. Teve, ainda, sessões gratuitas no primeiro domingo de cada mês, com exibição de filmes do grupo «A», para todos, dedicadas aos estudantes. (3)   

(1) 1974 – Macau possui um teatro (D. Pedro V) com 360 lugares; 8 Cineteatros com um total de 8 934 luares e uma sala de espectáculos recente, o Auditório diocesano com 1200 lugares.

O Auditório Diocesano junto ao Colégio de Santa Rosa de Lima foi inaugurada a 1 de Novembro de 1972, tendo a lápide inaugural do Auditório Diocesano sido descerrada pelo Adjunto Particular do Secretário das Nações Unidas para os assuntos de emigração, Sr. Francis Kellog, A Diocese de Macau dispôs para o efeito de um subsídio de US $ 6 000 da «Catholic Relief Services» (3)

 (2) «Somewhere in time», filme romântico, de 1980, dirigido por Jeannot Szwarc com argumento de Richard Matheson (baseado no seu romance de 1975,“Bid Time Return”) e com os actores: Christopher Reeve, Jane Seymour, e Christopher Plummer. O filme é conhecido pela partitura musical composta por John Barry, (4) tocada pelo pianista Roger Williams. (https://en.wikipedia.org/wiki/Somewhere_in_Time)

(3) SILVA, Beatriz Basto da – Cronologia da História de Macau, Volume II, 2015, pp. 383, 388 e 432) e «Macau82 Jornal do ano primeiro semestre». GCS, 1982, P. 129

(4) John Barry (1933 – 2011), compositor britânico e director de orquestra (maestro). Compôs para mais de 100 películas e programas televisivos e mais conhecido pelos 11 filmes da série de James Bond: «Dr. No»,« From Russia with Love», «Goldfinger», «Thunderball», «You Only Live Twice», «On Her Majesty’s Secret Service», «Diamonds Are Forever», «The Man with the Golden Gun», «Moonraker», «Octopussy», «A View to a Kill«, e «The Living Daylights».

Trailers: https://www.youtube.com/watch?v=o36EXzADXWc https://www.youtube.com/watch?v=egsrQ_ZkqRg