Archives for category: Folhetos de Cinema

A começar no dia 29 de Junho de 1956, (1) no Teatro Capitol, o filme “WICHITA”, (2) com

LEGENDAS EM PORTUGUÊS NESTE FILME (3)
“Across the lawless west WYATT EARP left his imprint of courage !”

Western” americano realizado pelo francês (depois naturalizado americano) Jacques Tourneur (primeiro filme em CinemaScope),  de 1955, com argumento de Daniel B. Ullman (estória ficcionada do lendário/real xerife do oeste Wyatt Earp) (4)
Actores: Joel McCrea( no papel de Wyatt Earp), Vera Miles (5) e Lloyd Bridges.
Uma chamada de atenção para o filme a apresentar “Brevemente”
Aclamados pela crítica mundial no filme «Obcessão Generosa» (6) Rock Hudson e Jane Wyman aparecem agora neste grandiosos e emocionante drama intitulado «Tudo que o céu permite» (7)
Todos eles conseguiram dar a este filme o clima dramático que os produtores e autores pretenderam.
É um filme que alcançou grande êxito nos cinemas onde fôra exibido havendo sempre grande enchente nas bilheteiras.
Um emocionante romance que gira com paixões profundas duma dona de casa com o seu jardineiro.
É um filme que não deveis faltar! Nele contém amor, drama e emoção.”
(1) Estreia em Portugal sensivelmente na mesma data: 26 de Junho de 1956
(2) Wichita é actualmente, a cidade mais populosa do estado americano do Kansas
(3) O primeiro filme estrangeiro com legendas em português na própria película foi o filme francês “O Salário do Medo” , no Teatro Capitol, no dia 18 de Setembro de 1955. O filme que esteve em exibição durante três dias, foi apresentado pela “Eurásia Filmes Lda” (produtora do filme “Caminhos longos”).
Ver anterior postagem :
https://nenotavaiconta.wordpress.com/2012/09/18/noticia-18-de-setembro-de-1955/
(4) Wyatt Berry Stapp Earp (1848-1929) vulto real que se tornou lendário pelos seus feitos no Velho oeste ocupando em várias cidades (na altura pequenos postos policiais) o posto de xerife (Wichita, em 1875; Dodge City, em 1876 Tombstone, em 1879)

Wyatt Earp aos 39 anos de idade (em San Diego) cerca 1887
https://pt.wikipedia.org/wiki/Wyatt_Earp

(5) Vera Miles foi Miss Kansas (estado americano onde fica a cidade de Wichita) em 1948 e depois 3.ª classificada no concurso “Miss America pageant”
(6) “Magnificent Obsession” de 1954drama dirigido por Douglas Soirk com os actores Jane Wyman, Rock Hudson e Agnes Moorehead.
(7) “All That Heaven Allows” (Tudo o que o Céu Permite), de 1955, drama, realizado por  de Douglas Sirk com o seguinte elenco principal: Jane Wyman, Rock Hudson e Agnes Moorehead.
https://www.youtube.com/watch?v=WxKb0QsUtNY
https://www.youtube.com/watch?v=xAJTf2jwukU
Trailers do filme “Wichita

https://www.youtube.com/watch?v=edQaSzPj8-I
https://www.dailymotion.com/video/xm5g2c

Só para os dias 9 e 10 de Junho de 1957, no Teatro Capitol, o filme Rock Pretty Baby (Música Alucinante) (1)
Para os apreciadores da «Dança do Histerismo» há neste filme 16 sensacionais melodias tocadas pelos conjuntos instrumentais. É um filme dedicado aos fans do «Rock Around the Clock» (2), «Rock, Rock, Rock» (3) e «Don´t Knock the Rock» (4)….
Portanto mais um filme da época (1956) sobre “teenagers”, rock- n´- roll, comédia com músicas de Henri Mancini e  «Jimmy Daley and the Dingalings». A música “Rock, Pretty Baby” é de Sonny Burke (I) (1914 – 1980). Das melodias presentes, o que teve maior êxito foi “”Young Love” (5)
Dirigido por Richard Bartlett com Sal Mineo, (6) John Saxon, Luana Patten e Shelley Fabares (7)
Ver trailers em:
https://www.youtube.com/watch?v=StKqUE9yxmg
(1) Originalmente com o nome de «Crazy Love», depois alterado para “The Living End,” e por fim ficou «Rock, Pretty Baby».
(2) https://nenotavaiconta.wordpress.com/2017/11/29/noticia-de-29-de-novembro-de-1956-folheto-de-cinema-teatro-vitoria-xxxi-moby-dick/
(3) https://nenotavaiconta.wordpress.com/2018/01/11/noticia-de-11-de-janeiro-de-1957-folheto-de-cinema-teatro-vitoria-xxxii-rock-rock-rock/
(4) https://nenotavaiconta.wordpress.com/2015/12/30/noticia-de-30-de-dezembro-de-1956-folheto-de-cinema-teatro-vitoria-xvii-boas-festas-e-feliz-ano-novo/
(5) “Young Love” música de Ric Cartey e Carole Joyner
https://www.youtube.com/watch?v=pU_8D5jBqd0
(6) SAL MINEO (1939-1976)
Estreou.de aos 11 anos de idade, na «Broadway», na peça de Tennessee Williams “The Rose Tattoo”. Aclamado pelo seu papel de «Plato” no filme de 1955, “Rebel Without a Cause”, com James Dean. Também cantor muito popular entre a juventude na década de 50. (século XX) : “Start Movin’ (In My Direction)” and “Lasting Love.” Morreu assassinado em 1976 aos 37 anos de idade.
https://www.youtube.com/watch?v=qZlI_owyaLk
https://www.youtube.com/watch?v=m_HzqaZsVo8
(7) Shelley Fabares (1944 – ) umas da «teen queen» na década de 60 que conseguiu manter-se em actividade depois em papéis dramáticos (mais na televisão) e como cantora.. Estreou-se aos 12 anos de idade num filme como filha de Rock Hudson e Cornell Borchers: «Never say Goodbye»

Estreado em Macau a 23 de Maio de 1958 no Teatro Apollo, este filme (drama/musical) de Frank Sinatra, (com Mitzi Gaynor, Jeanne Crain, and Eddie Albert), de 1957, é um filme baseado na biografia do popular cantor e comediante (tipo “stand –up”)  americano entre 1920 a 1950, Joe E. Lewis (1) Dirigido por Charles Vidor, a preto e branco para a Paramount Pictures.
O título curioso adoptado em Macau “O espirituoso anda descontrolado” (???) . Em Portugal “ A Arte e a Vida”.
Ganhou em 1957 Óscar da Academia pela melhor canção original , “All the Way” (2) de Jimmy Van Heusen (música)  e  Sammy Cahn (letra), cantada e gravada por Frank Sinatra e depois por muitos outros cantores. Por este motivo, o filme quando foi reposto após alguns anos, surgiu com o título de “All Tha Way”.
No filme Frank Sinatra canta além desta canção, as seguintes: “I Cried for You”, “If I Could Be with You” e  “Chicago”.
BREVEMENTE:
Outro filme de Jerry Lewis “The Sad Sack”, comédia de 1957 dirigido por George Marshall (3)
(1) Joe E. Lewis (1902-1971).
https://www.youtube.com/watch?v=ayLOvILojSY
(2) https://www.youtube.com/watch?v=ZAeGBx4BMRk
(3) https://www.youtube.com/watch?v=c_5dGUJXGqU
http://www.tcm.com/mediaroom/video/422335/Sad-Sack-The-Original-Trailer-.html
Trailers do filme:
https://www.youtube.com/watch?v=EfEX9Z4NkCM
https://www.youtube.com/watch?v=MEcqQCNpiuI
https://www.youtube.com/watch?v=s2BbtxjnSGk
http://www.tcm.com/mediaroom/video/987567/Joker-Is-Wild-The-Movie-Clip-All-The-Way.html

Esteve três dias em exibição no Teatro Capitol, a começar em 22 de Maio de 1957, o filme “Four Girls In Town” (Quatro beldades na cidade).
Filme (drama) de 1957,em “CinemaScope Technicolor”, argumento e direcção de Jack Sher.
As quatro beldades de diferentes nacionalidades candidatas a actriz são : Julie Adams, Marianne Cook, Elsa Martinelli e Gia Scala.
Julie Adams (1926 -) – americana
Marianne Koch (1931-) – alemã
Elsa Martinelli (1935-2017) – italiana
Gia Scala (1934-1972) – britânica (1)
Os actores mais conhecidos são: George Nader, Sidney Chaplin e John Gavin.

Duas músicas conhecidas do filme: “Rhapsody for Four Girls” de Alex North.e “Cha Cha Cha for Gia” de Henry Mancini,
PRÓXIMA MUDANÇA: O filme “The Brave One” estreou no dia 25 de Maio de 1957. Filme norte-americano de 1956, dirigido por Irving Rapper, rodado no México.
(1) Gia Scala (1934-1972) –  actriz e modelo;  faleceu aos 38 anos, vítima de overdose de drogas e álcool.

Mais um filme dos “Três Pacóvios”, como eram conhecidos em Macau (em Portugal, os “Três Estarolas”). Este filme de 1963, dirigido por Norman Maurer pertence à fase final da carreira deste grupo, como o anterior filme que publiquei em (1).
Parodiando “A Volta ao Mundo em 80 dias”, de Júlio Verne,  o bisneto de Phileas Fogg , o Phileas Fogg III (interpretado por Jay Sheffield), aceita a aposta para fazer o mesmo percurso à volta do mundo do seu bisavô, sem contudo levar algum dinheiro ou aceitar qualquer trabalho remunerado. Os seus ajudantes são os “3 Pacóvios”. A “princesa” indiana salva é interpretada pela actriz joan Freeman.
Com mais interesse, é o filme que está no verso deste folheto como “PRÓXIMA MUDANÇA”
Um filme para a juventude da época, de 1964  “Get Yourself a College Girl” uma comédia com música cantada por grupos ou cantores conhecidos (“beach party movie”)  dirigido por Sidney Miller, que já descrevi em anterior postagem (2)
(1) Anterior filme dos “Três Pacóvios” neste blogue em
https://nenotavaiconta.wordpress.com/2016/02/12/folheto-de-cinema-teatro-apollo-xxiii-the-three-stooges-in-orbit/
(2) https://nenotavaiconta.wordpress.com/2016/05/14/noticia-de-14-de-maio-de-1965-folheto-de-cinema-teatro-vitoria-xxii/   
Trailers do filme:
https://www.youtube.com/watch?v=8clXTN607ys
https://www.youtube.com/watch?v=Zex9mfiE_vE
https://www.dailymotion.com/video/x5ei93w
http://www.tcm.com/mediaroom/video/212866/Three-Stooges-Go-Around-The-World-In-A-Daze-The-Original-Trailer-.html

A começar nesta data, 17 de Abril de 1957 o Teatro Capitol,  “o grandioso filme”

O MÉDICO E O MONSTRO
DR. JEKYLL AND MR. HYDE

É uma versão (1) de 1941 (portanto não seria uma estreia em Macau, mas uma reposição para os dias 17 e 18 de Abril de 1957) dirigida por Victor Fleming para a “MGM” do célebre livro de Robert Louis Stevenson, a sua obra-prima – “The Strange Case of. Jekyll e Mr. Hyde” (tradução em português – O Médico e o Monstro), publicado em 1886.
Esta versão tem como protagonistas Spencer Tracy, Ingrid Bergman, Lana Turner e Donald Crisp.
Indicado para o Oscar 1942 em 3 categorias, não ganhou nenhum: melhor montagem ( para o filme “Sergeant York”), melhor trilha sonora – drama (para o filme “All the Money Can Buy”  e melhor fotografia – preto e branco (para o filme ” Rebecca”).
(1) Ao longo da história do cinema, esta novela deu origem a um maior número de adaptações desde as mais fiéis até às mais livres. (muitas delas adaptações medíocres).
Logo após ter sido editada, em 1886, no ano seguinte aparece uma adaptação teatral da mesma e a carreira cinematográfica deste famoso livro inicia-se mal o cinema é inventado. Terá sido em 1908 a primeira versão por Sidney Olcott nos EUA e nesse mesmo ano aparece outro com a realização de Ottis Turner.
Esta versão de 1941 é uma das melhores adaptações juntamente com a versão anterior de 1920 com o actor John Barrymore (uma interpretação esplêndida) e uma outra de 1931 dirigida por Rouben Mamoulian com actor Frederic March (melhor actor no Óscar de 1932)
Trailers do filme:
https://www.youtube.com/watch?v=X5RS6eIlYlU
https://www.youtube.com/watch?v=XXJZwfutNl4
http://www.tcm.com/mediaroom/video/236850/Dr-Jekyll-and-Mr-Hyde-Movie-Clip-The-Moment-Is-Mine-.html

Filme franco/italiano de 1952 com o título original “Les Sept péchés capitaux” (internacionalmente dublado em inglês como o apresentado em Macau com o título “The Seven Deadly Sins”) estreado no Teatro Império no dia 5 de Abril de 1955, para maiores de 18 anos (sessões às 14.30, 20.00 e 22.00 horas).
Filme composto por cinco episódios franceses e dois episódios italianos, relacionados com um dos pecados mortais realizados com directores e actores, na altura os mais populares dos dois países (actores: Michèle Morgan, Françoise Rosay, Viviane Romance, Maurice Ronet, Louis de Funès, Isa Miranda, Henri Vidal e Gérard Philipe).
Um dos episódios aborda dois dos pecados mortais (avareza e ira) pelo que o 7.º episódio está relacionada com um oitavo pecado (?)
Avareza e Ira – “Avarice and Anger/L’Avarice et la colère” – Director Eduardo De Filippo
Preguiça – “Sloth/La Paresse” – Director Jean Dréville
Luxúria -“Lust/La Luxure” –  Director Yves Allégret
Inveja – “Envy/L’Envie” – Director Roberto Rossellini
Gula – “Gluttony/La Gourmandise” – Director Carlo Rim
Orgulho/Soberba – “Pride/L’Orgueil” – Director Claude Autant-Lara
Oitavo pecado “The Eighth Sin/Le Huitième péché” – Director Georges Lacombe
Os “posters” do filme foram extraídos de https://en.wikipedia.org/wiki/The_Seven_Deadly_Sins_(1952_film)”>https://en.wikipedia.org/wiki/The_Seven_Deadly_Sins_(1952_film)
http://www.imdb.com/title/tt0044025/”>http://www.imdb.com/title/tt0044025/
NOTA: O cinema francês repetia 10 anos depois, em 1962, com o mesmo título, “Les Sept péchés capitaux”, um filme somente com directores e actores franceses, nessa altura ainda pouco conhecidos mas que viriam a tornar-se famosos e internacionais.
Directores como Philippe de Broca, Claude Chabrol, Jacques Demy, Sylvain Dhomme, Max Douy, Jean-Luc Godard, Eugène Ionesco, Edouard Molinaro, Roger Vadim.
A começar a sessão foi apresentado dois “reclamos de próximos filmes”
Witness to Murder” filme do tipo “suspense” de 1954, com os actores Barbara Stanwyck, George Sanders e Gary Merrill e dirigido por Roy Rowland.
Sabre Jet filme de 1953, drama, acerca da intervenção americana na guerra coreana,  é dirigida por Louis King com os actores Robert Stack, Coleen Gray, Richard Arlen, Julie Bishop e Leon Ames.