Archives for category: Relação Macau-Hong Kong

No dia 24 de Agosto de 1866, o Corpo de Voluntários de Hong Kong ofereceu em Macau uma espada ao Governador José Rodrigues Coelho do Amaral como sinal de reconhecimento, pela cordial recepção que tiveram nesta cidade, na sua visita em 19 de Novembro de 1864. Na mesma ocasião foi entregue ao Sr. Presidente da Câmara Municipal uma escrivadinha de prata que pelo mesmo motivo foi oferecida à municipalidade.(1)
B. G. M. XII-26 , 1866,

(1) Ver:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/2018/01/19/noticias-de-19-a-21-de-janeiro-de-1865-visita-do-corpo-de-voluntarios-de-hong-kong-a-macau/

Extraído do BGM, XII , n.º 17 ,1866

O governador de Macau nesta data era José Maria Ponte e Horta (1)
O 6.º Governador de Hong Kong Sir Richard Graves MacDonell麥當奴 (1814-1881) que era licenciado em direito, juiz de carreira e depois administrador colonial (Gambia, Sul da Austrália, Nova Escócia, Hong Kong) fazia a primeira visita ao território após a sua tomada de posse a 11 de Março de 1866 (terminou a 11 de Abril de 1872 (2)
Tem uma placa toponímia em Hong Kong “MacDonell Road
https://en.wikipedia.org/wiki/Richard_Graves_MacDonnell
O navio HMS Coromandel era um navio da “Royal Navy” envolvido em várias batalhas navais entre elas a chamada “Arrow War de 1856 a 1860” na China (ocupação de Cantão) e as batalhas de “Fatshan CreeK” (1857) e “Taku Forts (1860).Vendido em Hong Kong a 17 de Agosto de 1866 (posteriormente navegou com o nome “Naruto” e afundou-se em 1876)
HMS Coromandel in 1860 (3)
O comandante em chefe da “British Royal Navy” na China de 1865 a 1867, era o Vice Almirante Sir George King (1809-1891) (4)
(1) Ver anteriores referências em
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/jose-maria-da-ponte-e-horta/
(2) O anterior era Sir Hercules Robinson 羅士敏 (1824-1897) que governou Hong Kong de 9 de Setembro de 1859 a 11 de Março de 1865.
Ficou encarregado do governo enquanto se aguardava novo governador, o secretário colonial William Thomas Mercer 孖沙 (1821–1879) de 15 de Março de 1865 a 11 de Março de 1866.
https://en.wikipedia.org/wiki/Governor_of_Hong_Kong
(3) https://en.wikipedia.org/wiki/HMS_Coromandel_(1855)”>https://en.wikipedia.org/wiki/HMS_Coromandel_(1855)
(4) https://en.wikipedia.org/wiki/George_King_(Royal_Navy_officer)

Extraído de «BGU» 1964.

Acedendo ao convite do comandante da P. S. P. (1) desta província deslocou-se, no dia 16 de Março de 1958, a Macau, a fim de assistir à Festa Anual da Polícia, o comissário da Polícia de Hong Kong, Sr. Arthur Crawford Maxwell, (2) acompanhado de três oficiais superiores da referida polícia.

Na foto vê-se o comissário Maxwell seguido do comandante da P. S. P. de Macau passando revista à guarda de honra, composta de uma companhia a três pelotões.(3)

A Festa Anual da Polícia teve uma demonstração do nível de eficiência e técnica da referida corporação, no campo desportivo de 28 de Maio.

Na foto vê-se um aspecto da tribuna de honra.

Informações e fotos de «BGU» XXXIV 393, Março de 1958, pp. 200-207
(1) O Comandante da P.S.P nessa data era o Tenente miliciano de infantaria (depois promovido a capitão) José Vaz Dias da Silva; comandante de 3/9/1956 a 4/12/1960.
http://www.fsm.gov.mo/psp/por/psp_org_9.html
(2) Arthur Crawford Maxwell – 麥士 (1909-1964) – Oficial da Polícia na Malásia antes da II Guerra Mundial e Comissário de Polícia em Sarawak entre 1947 e 1949. Comissário (“Deputy Commissioner”) em Hong Kong de 1953 a 1959
https://zh.wikipedia.org/wiki/麥士維_(警務處處長)
(3) O Corpo de Polícia de Segurança Pública de Macau tinha um efectivo de cerca 600 homens (Anuário de Macau, 1957, p-57). Estava distribuída por 5 esquadras e 2 postos policiais, um dos quais na fronteira com o continente chinês – Porta do Cerco.
A Esquadra n.º 1 – ou Central da Polícia – achava-se instalada no edifício do Comando, situado na Rua Central. No mesmo edifício funcionavam as Polícias de Investigação Criminal, de Trânsito e de Imigração. Achava-se a cidade dividida, para efeitos de policiamento, em duas zonas, orientadas cada uma por um oficial subalterno, de acordo com as directivas emanadas do Comando. As Ilhas (Esquadra Policial n. 5) constituíam a 3.º Zona, igualmente orientada por um oficial subalterno.

No dia 3 de Fevereiro de 1977, realizou-se em Hong Kong ” 17th ANNUAL PATA WORKSHOP” – subordinada ao lema:
“THE CONSUMER – THE ONLY PERSON WHO REALLY MATTERS”
numa realização conjunta de Hong Kong e Macau para a 17.ª Conferência da PATA (Pacific Area Travel Association) onde particip+aram cerca de 1500 delegados.
The PATA theme for 1977 – “The consumer – the only person that matters” – wears well. For if the main object of PATA is to sell tourism, then the consumer is the prime objective and his demands must be met. On an international level, PATA helps in smoothening out distinctions and in promoting areas and regions hitherto unexplored. It gives all members equality of status and in this it has succeeded in promoting international goodwill and cooperation.” (1)

A delegação de Macau, governador José E. Garcia Leandro, director do Centro de Informação e Turismo, Jorge A. H. Rangel e Rufino Ramos.

Fotos extraídos da Capa do “Anuário de Macau – Ano de 1977”, editado pelo Centro de Informação e Turismo, 1977, 506 p.
(1) A PATA (Pacific Area Travel Association) , é uma associação fundada em 1951, que realizou a sua primeira conferência em 1952, no Hawai com 84 delegados ligados ao turismo do Norte de América e área do Pacífico.

“PATA is a not-for profit association that is internationally acclaimed for acting as a catalyst for the responsible development of travel and tourism to, from and within the Asia Pacific region. The Association provides aligned advocacy, insightful research and innovative events to its member organisations, comprising 95 government, state and city tourism bodies, 25 international airlines and airports, 108 hospitality organisations, 72 educational institutions, and hundreds of travel industry companies in Asia Pacific and beyond. Thousands of travel professionals belong to the 36 local PATA chapters worldwide. “ http://www.pata.org/about-pata/

No dia 1 de Fevereiro de naufragou no baixo da Prata, a galera portuguesa “Joven Idhap” de José Vicente Jorge, (1) a qual tinha largado, em 23 de Janeiro deste ano, (2) de Manila para Macau, com 35 praças de tripulação, 2 passageiros – um chinês e outro filipino – e um rapazito filho de um dos marinheiros. Esta galera de 375 toneladas e 41 centésimos foi construída, no ano de 1847, em Bordéus (3) (4)
O «Boletim do Governo da Província de Macao, Timor e Solor»(5) traz o relato completo deste acidente. Reproduzo somente duas colunas desse comunicado.
(1) José Vicente Caetano Jorge (1803-1857) estudou ciência náutica no Colégio do seminário de S. José, após o que enveredou por uma bem sucedida carreira de negociante e exportador, em navios próprios, grangeando uma sólida fortuna. Esteve também ligado ao negócio da emigração (6) de trabalhadores chineses para as colonias espanholas da América Central e do Sul. (7)
Segundo Luís G. Gomes (3) (bem como Beatriz Basto da Silva) José Vicente Caetano Jorge faleceu em 31 de Março de 1956, com 53 anos de idade. Segundo Jorge Forjaz (8) foi a 31 de Março de 1857, com 54 anos de idade.
Ver anteriores referências em:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/jose-vicente-jorge-1803-1857/
(2) O navio “Joven Idhap“ tinha partido de Macau no dia 4 de Janeiro para Manila, onde chegou a 11, com retorno a 23 de Janeiro do mesmo ano, com uma carga de arroz. Do «Boletim do Governo da Província de Macao, Timor e Solor» II-11 de 5 de Janeiro de 1856.
Portuguese barque Joven Idhap, laden with rice, from Manila to Macao in January , 1856; two men died in the boats” (The Nautical Magazine and Naval Chronicle for 1857. Journal of Papers on Subjects  connected with maritime affairs)
(3) “31-03-1856 – Faleceu, com 53 anos de idade, o acreditado comerciante desta praça José Vicente Jorge, que ocupou por várias vezes o cargo de Procurador do Senado de 1840 a 1845 tendo sido agraciado pelos relevantes serviços prestados ao governo, com várias condecorações”  (GOMES, Luís G. – Efemérides da História de Macau, 1954).

A “Villa d´Alva”, residência de José Vicente Caetano Jorge em Hong Kong, ficava na “Macdonnell Road”. Demolida na década de 30 ? do século XX . (8)

(4) «Boletim do Governo da Província de Macao, Timor e Solor» II – 11 de 5 de Janeiro de 1856.
(5) «Boletim do Governo da Província de Macao, Timor e Solor» II-16 de 9 de Fevereiro de 1856.
(6) De 1851 a 1894, data do último regulamento que aborda em Boletim Oficial a emigração chinesa, vamos acompanhar o percurso do fenómeno, que deve o seu arranque europeu (via Hong Kong) a dois pioneiros franceses, Guillon e Durand; dispunham de engajadores chineses já prácticos nessa actividade bem à vista do próprio Império do Meio. Seguiu-lhes o macaense José Vicente Caetano Jorge, tendo este começado por levar 250 cules contratados para Callao de Lima (Peru), na barca Sophia, de que ele mesmo era proprietário (SILVA, B. B. da – Emigração dos Cules, 1994).
(7) FORJAZ, Jorge – Famílias Macaenses, Volume II, 1996, p. 256
(8) Segundo o site “Gwulo: Old Hong Kong”,
m>https://gwulo.com/node/36130#15/22.2757/114.1615/Map_by_ESRI-Markers/100

No dia 20 de Janeiro de 1954, visitou (visita oficial) Macau o Comandante-em-chefe da esquadra Inglesa no Extremo-Oriente, vice-almirante Sir Charles Edward Lambe (1) tendo chegado à Rada a bordo do «HMS Alert». Regressou a Hong Kong na manhã do dia  21 de Janeiro.
Esta visita foi noticiada e publicada no «Boletim Geral do Ultramar» de Março de 1954 (2)

A esposa do governador de Macau, tendo à esquerda o almirante inglês e à direita seu marido
O almirante inglês tendo à esquerda a esposa do governador e à direita a do comandante da força naval portuguesa no Extremo Oriente.
O governador de Macau, discursando
O almirante inglês, respondendo

(1)Comandante em Chefe da esquadra inglesa no Extremo Oriente de Março de 1953 a Março de 1954 . Pode ver e ler a biografia (em inglês) de Sir Charles Edward Lambe em
https://www.youtube.com/watch?v=yG_Dt6aaz_w
https://en.wikipedia.org/wiki/Charles_Lambe
(2) «Boletim Geral do Ultramar» XXIX-345, Março de 1954.