Archives for posts with tag: Grupo Desportivo da Polícia

Um misto de futebolistas de Hong Kong veio a Macau, na última semana de Maio sendo no primeiro encontro batido pelo Grupo Desportivo da Polícia por 3 a 1 e, no segundo, por um misto local, por 4 a 1.

As equipas do Grupo Desportivo da Polícia e do Misto de Hong Kong
Os dois mistos de Macau e Hong Kong, antes do seu encontro

Extraído de «MOSAICO» VOL. IV n.º 21 e 22 1952,

“Na última semana de Janeiro de 1952 esteve em Macau, no Campo Desportivo 28 de Maio, a forte equipa chinesa de futebol “Kit Chee”, de Hong Kong, (1) reforçada com vários elementos do famoso “Sing Tao”, (2) que não obstante a actuação de oito internacionais olímpicos, foi batido por 3 a 0 pelo Grupo Desportivo da Polícia.” (3)
O “Sing Tao Sports Club Limited” foi um clube de futebol de Hong Kong (1940 a 1999) com predominância nas décadas de 40 e 50 (século XX) principalmente e  que forneceu em 1948 (Jogos Olímpicos em Londres) 9 jogadores para integrar a equipa olímpica de futebol da República da China (4)
Os jogadores do“ Sing Tao SC” que participaram nesses jogos foram:
Chang King Hai (avançado); Zou Wenzhi (médio); Zhu Yongqiang (avançado); Hau Yung Sang (defesa); Ho Ying Fun (avançado); Liu Songsheng (médio); Song Lingssheng (médio): Chu Chi Shing (guarda-redes) ; Fung King Cheong ; Lai Shiu Wing  (avançado)

Tchiu-Fu, defesa direito da Polícia desfazendo uma jogada do olímpico Chiang Kam Hoi (5)
António Anok, (6) defesa esquerdo da Polícia em luta com o extremo direito olímpico Ho Ying Fan (7)

(1) A equipa de futebol da “Kitchee Sports Club” – 傑志體育會”, baseada em  Kowloon, foi fundada em 1931 e durante estes anos até agora, permanece na 1.ª divisão do futebol (profissional) de Hong Kong, sendo campeão em 9 épocas. Desde 2010, conquistou o campeonato seis vezes, foi segundo em dois anos.

Foto da equipa “Kitchee” em Macau no ano de 1959, num encontro de futebol para fins de caridade

https://en.wikipedia.org/wiki/Kitchee_SC 

(2) O Clube de futebol “Sing Tao Sports Club Limited” – 星島體育會  (propriedade de “Sing Tao Limited”, uma empresa que englobava o jornal “Sing Tao Daily”, agência de notícias e rádio “Sing Tao Chinese Radio”) – foi fundado em 1940 por Aw Hoe, director do “Sing Tai Daily” e dissolvido em 1999. Iniciou o campeonato na época 1940-41 e permaneceu sempre na 1.ª divisão (excepto em duas épocas na 2.ª divisão: 1962-63 e 1972-73). O Clube tornou-se profissional em 1968-69.
https://en.wikipedia.org/wiki/Sing_Tao_SC
(3) Extraído de «Mosaico» III-17/18 de Janeiro/Fevereiro de 1952.
(4) Em 1948, a República da China (de 1924 a 1948 com este nome) participou nos Jogos Olímpicos de Londres, com 31 atletas competindo em seis desportos em Londres. No dia 2 de Agosto de 1948, a equipa de futebol (composta maioritariamente por jogadores de Shanghai que participavam no campeonato de Hong Kong sendo 10 deles jogadores chineses que pertenciam ao clube “Sing Tao” de Hong Kong) foi eliminada logo na 1.ª ronda perdendo com a Turquia por 4-0.
Quando os jogadores regressaram à China encontraram o país numa guerra civil. Quando acabou a guerra a equipa de futebol encontrava-se dividida. Nos jogos Olímpicos de uns jogadores” pela retomou a participação olímpica, os chineses apresentaram-se com duas entidades: “Chinese National Football” e “China National Football depois denominada “Chinese Taipei National Football”.
A República Popular da China estreou-se nos Jogos Olímpicos de 1952 (Helsínquia – Finlândia) com uma equipa de futebol, outra de basquetebol e um atleta na natação. No entanto só este competiu pois os jogadores de futebol e basquetebol chegaram atrasados aos jogos marcados, por falta de ligação entre Beijing (recorda-se que a RPC fundou-se em 1949) e a Finlândia. A equipa de futebol foi convidada pela organização para dois encontros amigáveis, Os atletas estiveram 10 dias e assistiram à cerimónia de encerramento.
Em 1952, Hong Kong participou pela primeira vez dos Jogos Olímpicos, então como uma colônia inglesa, com 4 atletas Hong Kong participou de todas as edições dos Jogos Olímpicos de Verão desde então, exceto pelo boicote em 1980, e também participou dos Jogos Olímpicos de Inverno desde 2002.
Hong Kong e Macau estão filiados na FIFA desde 1954 e 1978 respectivamente.
https://en.wikipedia.org/wiki/Football_at_the_1948_Summer_Olympics
https://en.wikipedia.org/wiki/Hong_Kong_at_the_1952_Summer_Olympics
(5) Chang King Hai ou Cheong Kam-hoi – 張金 – futebolista profissional do clube “Sing Tao SC” começou a sua carreira em Shanghai e após a 2.ª Guerra Mundial fixou residência em Hong Kong e participou nos Jogos Olímpicos de Londres em 1948 pela equipa Nacional Chinesa. Representou depois Hong Kong em 1949 num encontro “Interport Hong Kong–Vietnam” em Saigão.
https://en.wikipedia.org/wiki/Chang_King_Hai
(6) Creio tratar-se de António de Jesus Choi Anok que chegou a Chefe de esquadra na Polícia de Segurança Pública.
(7) Ho Ying Fun (1921-2002) – 何應芬 – foi futebolista profissional no clube “Sing Tao SC” e depois treinador. Nascido em Hong Kong, representou a República da China, integrado na equipa de futebol que participou nos Jogos Olímpicos de 1948 e depois a República da China (Taiwan) em 1954 e 1958 nos Jogos Asiáticos, e 1956 e 1960 na Taça Asiática. Representou também Hong Kong num Torneio amigável em 1957 na Malásia. Foi treinador da equipa nacional da China (Taiwan) em 1966, do Laos e de Hong Kong.
https://en.wikipedia.org/wiki/Ho_Ying_Fun

O Grupo Desportivo «Argonauta», agremiação de gloriosas tradições que muito contribuiu para o progresso do desporto nesta terra, festejou, hoje, 30 de Junho, o seu 25.º aniversário de fundação, tendo concorrido às comemorações grande número de associados, entre os quais alguns sócios fundadores.
Pela manhã, os associados assistiram à Santa Missa, na Sé Catedral, mandada rezar pela colectividade, em sufrágio das almas dos sócios falecidos. à noite, reuniram-se na Pousada «Macau», (anexo), onde tomaram parte num  jantar de confraternização.“(1)
O Grupo Desportivo «Argonauta»  foi fundado em 1931 (os Estatutos aprovados pela Portaria n.º 680-E, de 29 de Junho de 1931, foi publicada no Boletim no Boletim Oficial n.º 28/31) e a sede ficava na Rua do Campo n.º 8.
No ano de 1956, tinha a sede na Avenida Conselheiro Ferreira de Almeida, n.º 27 com cerca de 300 sócios e tina como actividade desportiva,  o futebol e desportos atléticos.
Estava filiado no Clube de Futebol «Os Belenenses», de Lisboa.
Jogava neste clube o famoso jogador macaense Joaquim Pedro Pacheco, desde o ano de 1942 – os anos da Guerra do Pacífico, não se realizaram campeonatos de futebol embora mantivessem os jogos de “bolinha” – e em 1946, tendo ingressado na Polícia passou a alinhar pelo Grupo Desportivo da Polícia. Em 1948 jogou na equipa de  St Joseph de Hong Kong até ao seu ingresso no Sporting em Portugal em 1950  e onde permaneceu até 1959 (jogou depois pelo Leixões de 1959 até 1962)  (foi quatro vezes campeão nacional pelo Sporting e foi uma vez internacional por Portugal, em Milão contra a Itália que ganhou por 3-0)
Se o «Tenebroso» lhe deve, deve-lhe a Polícia  e deve-lhe muito o «Argonauta», pois Manuel Maria de Jesus, o «Manecas, era o coração do «Argonauta». Deste clube tipicamente macaense, aonde se juntava Frederico, José Borges, Pedro Silva, Guta, Boaventura do Rosário, «Pum-Pum» (Manuel de Magalhães) , os irmãos Madeira de Carvalho (A Fét, Luís, José, Augusto), Laertes – tantos e tantos” (2)
A Direcção (ano 1956) era constituída por:
Presidente – Anísio Rómulo Luís.
Secretário – Constâncio José Gracias.
Tesoureiro – António do Rosário
Vogais – Acácio Miguel Osório Xavier e Eduardo Armando de Jesus.
(1) «Macau B. I.», 1956.
(2) RÊGO, José de Carvalho e – Figuras Desportitivas do Passado, 1996
Referências anteriores em:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/2012/04/14/final-da-taca-de-macau-1951/

A Comissão Administrativa da Associação de Futebol de Macau promoveu no dia 28 de Maio de 1956, (1) no Campo Desportivo «28 de Maio», um festival desportivo para a entrega de prémios aos vencedores das provas oficiais disputadas na época de 1955-56, o qual decorreu perante grande público.

MBI III-68 31MAI56 ENCERRAMENTO DA ÉPOCA DE FUTEBOL (I)Os grupos das seis escolas que disputaram o 1.º Campeonato Escolar de Macau

O festival integrado no programa das comemorações do 30.º Aniversário da Revolução Nacional (2) teve a colaboração do Comissariado Provincial da Mocidade Portuguesa que fez desfilar os grupos concorrentes ao 1.º Campeonato Escolar de Futebol de Macau tendo nele tomado parte os desportistas estudantes do Colégio «It Va» (3), Seminário de S. José, Escola Comercial «Pedro Nolasco», Colégio D. Bosco, Liceu Nacional Infante D. Henrique e Escola «Chi Iau».(4)
Terminado o desfile, as equipas da Escola Comercial «Pedro Nolasco» e do Colégio «It Va”, finalistas do Torneio Relâmpago  Inter-escolar (na véspera, dia 27, realizaram-se as eliminatórias) entraram em campo para a disputa da  Taça «28 de Maio».  A equipa da Escola Comercial saiu vitoriosa.

MBI III-68 31MAI56 ENCERRAMENTO DA ÉPOCA DE FUTEBOL (II)O governador Marques Esparteiro entregando aos vencedores os vários troféus ganhos durante a época.

Receberam  prémios de vencedores das provas oficiais, entregues pelo  governador Almirante Marques Esparteiro, os seguintes agrupamentos:
Grupo Desportivo da Polícia, campeão de Macau da 1.ª Divisão
Grupo Desportivo «Negro-Rubro», vencedor dos Torneios da Taça «Sarmento Rodrigues e da «Taça de Macau» .
Colégio D. Bosco, campeão escolar de Macau.
Escola Comercial «Pedro Nolasco», vencedor do Torneio Relâmpago
Grupo Desportivo «Lusitano»,  “Prémio de bom comportamento”
Escola «Chi Iau» , “Prémio de bom comportamento”.
De cada escola concorrente ao Campeonato Escolar  foi escolhido para receber o prémio de desportista exemplar, cabendo assim as seis medalhas a:
Felisberto de Carvalho, do Colégio D. Bosco,
Vong Chi King, do Colégio «It Va»,(2)
Chin Chun, da Escola « Chi Iau»,
Rui Aires da Silva, da Escola Comercial,
José Miranda Vieira, do Liceu e
José Ribeiro do Seminário S. José.
Houve ainda uma medalha de honra destinada a premiar o desportista exemplar da 1.ª divisão, a qual foi ganha por Luís Anísio da Cunha, capitão do Grupo Desportivo da Polícia.
Foram ainda entregues pelo governador os prémios do concurso promovido pelo diário «Notícias de Macau», para a eleição do «Melhor Futebolista do Ano».
(1) Na época 1955/56 a Associação de Futebol de Macau era dirigida por uma Comissão Administrativa, nomeada por Portaria n.º 5:740, de 5 de Novembro de 1955 (Boletim Oficial n. 45 do mesmo ano):
Presidente – Mário Vieira da Costa
Vogal-secretário – José dos Santos Ferreira
Vogal-tesoureiro – Joaquim Morais Alves
(2) Ver: “Comemorações do «28 de Maio»” em:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/2016/05/28/noticia-de-28-de-maio-de-1956-comemora-coes-do-28-de-maio/
(3) Trata-se do Colégio «Yuet Wah», com referências anteriores em
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/colegio-yuet-wah/
(4) Consultando o “Anuário de Macau de 1956-57″, não encontrei listado a Escola”Chi Iau”; com nome parecido estão duas escolas: Escola «Chi Hang» e Escola «Chi Iông».
Fotos e reportagem retirados de «MACAU B. I., 1956».

Teve lugar no dia 1 de Abril de 1956, o 15.º encontro de «Interport» de futebol entre as selecções de honra de Macau e Hong Kong, que terminou pela vitória da equipa visitante por 5 a 3.
O encontro foi em Macau, no Campo Desportivo «28 de Maio», com a presença do Governador da Província, Almirante Joaquim Marques Esparteiro e Esposa, Dra. Laurinda Marques Esparteiro.
MBI III-65 15ABR1956 INTERPORT FUTEBOL (I)Antes do encontro, os jogadores de ambas as selecções e a equipa de arbitragem foram apresentados ao Governador, tendo a banda do Corpo de Polícia de Segurança Pública executado os primeiro acordes de A Portuguesa e God Save the Queen. (na foto, a selecção de Hong Kong)
O resultado de 5 a 3 não foi desonroso para Macau, nem tão-pouco desprestigiou aqueles que envergaram a camisola desta cidade, porquanto souberam lutar com denodo, energia e desportivismo.
A Associação de Futebol de Hong Kong apresentou, nesse ano, para enfrentar a selecção de Macau, uma equipa fortíssima, que podia ser considerada a melhor da vizinha colónia desses últimos anos – formada com «ases» chineses. A selecção visitante deu o máximo do seu esforço para conseguir a vitória e, consequentemente, entrar na posse definitiva da Taça «Gellion» (1)
As equipas apresentaram a seguinte constituição:
MBI III-65 15ABR1956 INTERPORT FUTEBOL (II)Macau: Francisco da Nova (Benfica); Chi Fu (Polícia) e Vítor Rodrigues (Atlético); Francisco da Cunha (Negro-Rubro), Luís da Cunha – cap. – (Polícia) e Alfredo Cotrim (Negro-Rubro); Vong Heng (Polícia), João da Rocha (Negro-Rubro), Rogério de Assis (Negro-Rubro), Luís Madeira (Polícia) e Mário Alberto (Polícia).
Hong Kong: Wai Fat Kim; Szeto Yiu e Lau Yee; Tang Sam -cap. -, Ko Po Keong e Chau Man Chi; Szeto Man, Ho Cheung Yau, Chi Wing Keong, Yu Cheok Yn e Mok Chan Va.
Nesse mesmo dia, da parte da manhã, no mesmo Campo Desportivo, realizou-se o 1.º encontro de «Interport» escolar de futebol, entre as selecções dos estudantes das duas cidades, organizado pela Comissão Administrativa da Associação de Futebol de Macau (2) com a colaboração da sua congénere de Hong Kong.

MBI III-65 15ABR1956 INTERPORT FUTEBOL (III)As selecções de estudantes de Hong Kong e Macau

A selecção escolar de Macau, constituída por estudantes com menos de 18 anos de idade, derrotou a de Hong Kong por 2 a 1, após um encontro movimentado, cheio de fases de bom jogo e de entusiasmo.
Ambas as selecções, antes do encontro, foram apresentadas ao Dr. Adelino Barbosa da Conceição (Inspector da Instrução Pública), em representação do Comissário Provincial da Mocidade Portuguesa (em 1956, era o Inspector Administrativo José Peile da Costa Pereira).

MBI III-65 15ABR1956 INTERPORT FUTEBOL (IV)O Governador entregando, no final, taças aos vencedores

À esq. do Governador está o Dr. Adelino Barbosa da Conceição e José dos Santos Ferreira (vogal – secretário da Comissão Administrativa da Associação de Futebol de Macau) (2)
De noite, a Associação de Futebol de Macau obsequiou as selecções visitantes e seus dirigentes com jantar de confraternização, a que assistiram também representantes de imprensa e dirigentes de clubes locais. (3)
(1) A Taça «Gellion», oferta de  Frederik Johnson Gellion (gerente de “The Macao Electric Lighting Co. Ltd.” desde 1916) ficava na posse definitiva da equipa que ganhasse dois anos consecutivos ou à terceira vitória. A selecção de Hong Kong ganhou em 1955, pelo resultado de 7 a 3.
(2) Na época de 1955/56, foi a Associação de Futebol de Macau dirigida por uma Comissão Administrativa, nomeada pela Portaria n.º 5740, de 5 de Novembro de 1955, publicada no Boletim Oficial n.º 45, do mesmo ano e assim constituída:
Presidente – Mário Vieira da Costa
Vogal – secretário – José dos Santos Ferreira
Vogal – tesoureiro – Joaquim Morais Alves
(3) Informações retiradas de «Macau B. I., 1956»

Findo o torneio para a disputa da Taça «Sarmento Rodrigues» que foi, merecidamente, ganho pelo Grupo Desportivo da Polícia, começou a disputar-se o campeonato da 1.ª divisão, com o concurso dos seis seguintes grupos: Polícia, Sporting, Benfica, Negro-Rubro, Lusitano e Atlético.
Os primeiros jogos desta prova oficial da época realizaram-se no dia 9 de Janeiro, com os seguintes resultados:
Negro – Rubro venceu Lusitano por 4 a 2;
Polícia venceu o Atlético por 2 a 1.
O Atlético protestou o jogo, alegando erros técnicos do árbitro, estando, por conseguinte, o resultado do seu encontro com o Grupo Desportivo da Polícia ainda dependente da homologação da Associação de Futebol de Macau.
No dia 15 de Janeiro, a equipa da Polícia venceu a do Sporting por 4 a 1.

Notícia retirada de MACAU, B. I., 1955.