Archives for posts with tag: Alfredo Cotrim

Cerca de cinco mil pessoas presenciaram o XII «Interport” de futebol, contra Hong Kong, no Campo Desportivo «28 de Maio», em Macau, no dia 4 de Abril de 1954. A selecção local alcançou uma brilhante e merecida vitória, por 3 a 2, resultado justo, porquanto deu a vitória à selecção  que bem mereceu ganhar não só pela maior genica dos seus componentes, como ainda pela maior quinhão no domínio do jogo que os mesmos exerceram durante a partida.

MBI I-17 15ABR1954 Interport Futebol IOs componentes da selecção de Hong Kong são apresentados, antes do jogo, ao Governador da Província, Almirante Joaquim Marques Esparteiro.

A técnica patenteada pelos seleccionados de Hong Kong foi, indubitàvelmente, superior à dos jogadores locais, mas estes souberam superar essa desvantagem, valendo-se para isso dum entusiasmo a toda a prova e duma vontade férrea de triunfar dificilmente dominada por aqueles que tinham por adversários.
Na equipa de Macau, houve, no entanto, um elemento que jogou mais que os restantes, que jogou mesmo mais que todos os outros jogadores em campo, pois que se salientou duma forma extraordinária. Este jogador foi o Augusto Rocha, jovem extremo-direito do «Sporting Clube de Macau», de qualidades notáveis que mereceu da crítica os maiores elogios e a observação de ter sido «o melhor jogador do XII «Interport» de futebol.. Foi ele quem marcou duas das três bolas de Macau, quem fez jogar os seus companheiros se equipa, que mais entusiasmou a assistência e contribuiu para o brilhantismo do encontro.

MBI I-17 15ABR1954 Interport Futebol IIA selecção de Macau, vendo-se à direita o major Barata da Cruz, Presidente da Associação de Futebol de Macau, e à esquerda o capitão Carlos Palmela, seleccionador.

Alinharam, no encontro, os seguintes jogadores:
Por Macau: A. Teixeira; Ho Seng e F. da Rocha; F. da Cunha, O. Baptista (cap.) e Luís da Cunha: Augusto da Rocha, C. Paulo, A. Chung, J. da Rocha e A. Cotrim.
Por Hong Kong: Granger; Armstrong e Wells; Chan Fai Hung, Fraers (cap.) e Tong Sheung; Ho Ying Fan, Reeves, bennett, Yu Cheok Yin e Mok Chan Wa.
A Associação de Futebol de Macau, antes do encontro do «Interport» prestou pública homenagem ao Governador, no campo Desportivo «28 de Maio». Em nome da colectividade, o Presidente da Direcção, Major Mário Gustavo de Araújo Barata da Cruz colocou na lapela do casaco do Governador um distintivo d eoiro, da A. F. M. como símbolo da hoemnagem e gratidão da entidade máxima do futebol local, pelo estímulo, apoio moral e auxílio financeiro tem vindo a merecer do Governador.

MBI I-17 15ABR1954 Interport Futebol IIIOs capitães da duas selecções, O. Baptista (Macau) e Fraser (Hong Kong) após a troca de galhardetes.

MBI I-17 15ABR1954 Interport Futebol IVUm aspecto do jantar, vendo-se na mesa da Presidência, o Intendente de Distrito, José Peile da Costa Pereira.

Na noite desse mesmo dia, os desportistas de Macau e Hong kong reuniram-se no Restaurante da Piscina Muncipal, onde se efectuou uma jantar de confraternização oferecido pela Associação de Futebol de Macau em honra da sua congénere de Hong Kong, ao qual assistiram, além dos desportistas das duas cidades vizinhas, cerca de cem pessoas convidadas entre os quais o representante do Governador, O Intendente José Peile da Costa Pereira.

MBI I-17 15ABR1954 Interport Futebol VOutro aspecto do jantarem que vêem os jogadores de Hong Kong confraternizando com os de Macau

Findo o jantar, o director da representação de Hong Kong, Capitão A. George brindou pelo Presidente da República Portuguesa,  tendo o Presidente da A F. M., por sua vez, brindado pela sua Majestade a Rainha Isabel II da Inglaterra.
Reportagem e fotos de «MACAU B. I.,1954».

Teve lugar no dia 1 de Abril de 1956, o 15.º encontro de «Interport» de futebol entre as selecções de honra de Macau e Hong Kong, que terminou pela vitória da equipa visitante por 5 a 3.
O encontro foi em Macau, no Campo Desportivo «28 de Maio», com a presença do Governador da Província, Almirante Joaquim Marques Esparteiro e Esposa, Dra. Laurinda Marques Esparteiro.
MBI III-65 15ABR1956 INTERPORT FUTEBOL (I)Antes do encontro, os jogadores de ambas as selecções e a equipa de arbitragem foram apresentados ao Governador, tendo a banda do Corpo de Polícia de Segurança Pública executado os primeiro acordes de A Portuguesa e God Save the Queen. (na foto, a selecção de Hong Kong)
O resultado de 5 a 3 não foi desonroso para Macau, nem tão-pouco desprestigiou aqueles que envergaram a camisola desta cidade, porquanto souberam lutar com denodo, energia e desportivismo.
A Associação de Futebol de Hong Kong apresentou, nesse ano, para enfrentar a selecção de Macau, uma equipa fortíssima, que podia ser considerada a melhor da vizinha colónia desses últimos anos – formada com «ases» chineses. A selecção visitante deu o máximo do seu esforço para conseguir a vitória e, consequentemente, entrar na posse definitiva da Taça «Gellion» (1)
As equipas apresentaram a seguinte constituição:
MBI III-65 15ABR1956 INTERPORT FUTEBOL (II)Macau: Francisco da Nova (Benfica); Chi Fu (Polícia) e Vítor Rodrigues (Atlético); Francisco da Cunha (Negro-Rubro), Luís da Cunha – cap. – (Polícia) e Alfredo Cotrim (Negro-Rubro); Vong Heng (Polícia), João da Rocha (Negro-Rubro), Rogério de Assis (Negro-Rubro), Luís Madeira (Polícia) e Mário Alberto (Polícia).
Hong Kong: Wai Fat Kim; Szeto Yiu e Lau Yee; Tang Sam -cap. -, Ko Po Keong e Chau Man Chi; Szeto Man, Ho Cheung Yau, Chi Wing Keong, Yu Cheok Yn e Mok Chan Va.
Nesse mesmo dia, da parte da manhã, no mesmo Campo Desportivo, realizou-se o 1.º encontro de «Interport» escolar de futebol, entre as selecções dos estudantes das duas cidades, organizado pela Comissão Administrativa da Associação de Futebol de Macau (2) com a colaboração da sua congénere de Hong Kong.

MBI III-65 15ABR1956 INTERPORT FUTEBOL (III)As selecções de estudantes de Hong Kong e Macau

A selecção escolar de Macau, constituída por estudantes com menos de 18 anos de idade, derrotou a de Hong Kong por 2 a 1, após um encontro movimentado, cheio de fases de bom jogo e de entusiasmo.
Ambas as selecções, antes do encontro, foram apresentadas ao Dr. Adelino Barbosa da Conceição (Inspector da Instrução Pública), em representação do Comissário Provincial da Mocidade Portuguesa (em 1956, era o Inspector Administrativo José Peile da Costa Pereira).

MBI III-65 15ABR1956 INTERPORT FUTEBOL (IV)O Governador entregando, no final, taças aos vencedores

À esq. do Governador está o Dr. Adelino Barbosa da Conceição e José dos Santos Ferreira (vogal – secretário da Comissão Administrativa da Associação de Futebol de Macau) (2)
De noite, a Associação de Futebol de Macau obsequiou as selecções visitantes e seus dirigentes com jantar de confraternização, a que assistiram também representantes de imprensa e dirigentes de clubes locais. (3)
(1) A Taça «Gellion», oferta de  Frederik Johnson Gellion (gerente de “The Macao Electric Lighting Co. Ltd.” desde 1916) ficava na posse definitiva da equipa que ganhasse dois anos consecutivos ou à terceira vitória. A selecção de Hong Kong ganhou em 1955, pelo resultado de 7 a 3.
(2) Na época de 1955/56, foi a Associação de Futebol de Macau dirigida por uma Comissão Administrativa, nomeada pela Portaria n.º 5740, de 5 de Novembro de 1955, publicada no Boletim Oficial n.º 45, do mesmo ano e assim constituída:
Presidente – Mário Vieira da Costa
Vogal – secretário – José dos Santos Ferreira
Vogal – tesoureiro – Joaquim Morais Alves
(3) Informações retiradas de «Macau B. I., 1956»