Archives for category: Imprensa escrita

Capa do Anuário de Macau de 1925 (1) com a imagem da Torre de Belém e seguinte inscrição:

“1524 -1924
A “Torre de Belém” em
Macau nas festas cente-
nárias de Vasco da Gama “

(1) Impresso na Escola de Artes e Oficios, em Macau, 1925, 171-vi pp. De 21 cm x 14 cm.
A Escola de Artes e Ofícios funcionava no Orfanato da Imaculada Conceição e ministrava-se neste estabelecimento, um ensino intelectual (puramente elementar em vigor nas escolas primárias chinesas) e profissional (segundo programas exclusivamente europeus) a alunos chineses. Entre as várias oficinas que o estabelecimento possuía, a tipografia, era a mais conceituada (com secções de composição, impressão e encadernação) e donde, na década de 20 (século XX), se imprimia muitos dos livros publicados em Macau.

O Almirante Joaquim Marques Esparteiro (1895-1976) foi nomeado Governador de Macau a 12 de Setembro de 1951 tendo tomado de posse no Ministério do Ultramar no 8 de Outubro do mesmo ano. Toma posse efectiva do cargo em Macau em 23 de Novembro de 1951. (1)

O Governador, Almirante Joaquim Marques Esparteiro passando revista à guarda de honra
O Governador e o Encarregado do Governo assistem ao desfile da guarda de honra

Em 16-06-1956 foi nomeado encarregado de Governo na ausência do Governador Marques Esparteiro, o brigadeiro João Carlos Guedes Quinhones de Portugal Silveira (B. O. N.º 24 de 16 de Junho). Tomou posse no dia 22 de Junho de 1956.
O novo Governador Pedro Correia de Barros chegou no dia 7 de Março de 1957 no aeroporto «Kai Tak», em Hong Kong e seguiu para Macau no dia seguinte a bordo do «Gonçalves Zarco» e tomou posse a 8 de Março de 1957. (2)

O Governador e Esposa despediram-se, uma a uma, de todas as pessoas que enchiam a ponte-cais.
O Governador dá o abraço de despedida ao Dr. Pedro José Lobo.
O Governador e esposa recebem da amarada os cumprimentos de despedida.
(1) Informações e fotos retirados de  «MACAU B. I. III-70, 1956.
(2) BGU XXXIII-381, Março de 1957.

Desenho publicado em 1859 no “The Illustrated London News” (1) acompanhado duma nota do “Artista Especial e Correspondente” (“our Special Artist and Correspondent in China) desse jornal na China.
(1) «The Illustrated London News», 12 de Maio de 1859, p. 265.
Ver anterior referência deste jornal em:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/2017/06/21/vista-de-macau-em-1842/

VIEW OF MACAO
A panorâmica da baía da Praia Grande vendo-se à esquerda o Forte de Nossa Senhora da Penha de França (demolido em 1892) (1), a meio, a Fortaleza de S. Paulo do Monte e à direita, a Fortaleza de Nossa Senhora da Guia.

Este desenho foi publicado, em 1842, no “The Illustrated London News” (2) acompanhado com uma informação: carta enviada de Macau por um oficial inglês relatando a expedição britânica na chamada I Guerra do Ópio entre 1839 e 1842.
(1) GRAÇA, Jorge – Fortificações de Macau, 1984.
(2) O primeiro jornal ilustrado semanal do mundo, publicado em Londres, com desenhos (não havia ainda fotografias) que se publicou regularmente desde 1842 até 1971 e depois sem periodicidade regular até 2003 (data final da publicação).
https://pt.wikipedia.org/wiki/The_Illustrated_London_News

O Director dos Serviços de Finanças, recomenda a utilização de cheques no pagamento de impostos e contribuições nesta época de cobrança dos principais impostos, a fim de se evitar grande afluência de pessoas nos departamentos próprios da Fazenda.
Não disponde ainda as Finanças de instalações adequadas ao normal atendimento do público – recorda – tal medida poderá reduzir os inconvenientes e incómodos decorrentes da afluência dos contribuintes.
A autorização do pagamento de contribuições e impostos devidos ao estado por cheques sobre instituições de crédito estabelecidas em Macau consta no Decreto-Lei n.º 3/82/M de 23 de Janeiro.
Os cheques poderão, para maior comodidade dos contribuintes, ser enviados ao respectivo recebedor através dos correios, conjuntamente com o aviso de pagamento.” (1)
Anúncio publicado nos jornais nesse mês publicitando a utilização de cheques.

Porquê sujeitar-se a isto ?
PAGUE OS IMPOSTOS COM CHEQUE
E envie o cheque pelo correio
TERÁ RECIBO E, ACIMA DE TUDO, NÃO SE TERÁ CANSADO NEM ABORRECIDO

(1) Notícias do Gabinete de Comunicação Social, macau 82, jornal do ano, primeiro semestre.

Com uma assistência relativamente, diminuta, calculada em pouco mais de 200 pessoas, realizou-se na tarde de sábado findo, 16 do corrente, no Teatro Apollo, gentilmente cedido, a anunciada Exibição de Ginástica, promovida pelo Sr. Veríssimo do Rosário Jr. (1) em benefício do Natal das Crianças Pobres de Macau, benemérita organização do Sr. Comissário da Polícia.
Factores vários, alheios à vontade dos organizadores contribuíram infelizmente para que o festival não tivesse alcançado o sucesso que se esperava, o que porém não estranhamos num meio tacanho como o nosso onde as melhores intenções e as mais belas iniciativas costumam ser apoucadas, quando não de todo destruídas, pela baixa intriga e politiquice bairrista.
Assim com a colaboração sincera e desinteressada dum brioso núcleo de atletas locais e de algumas agremiações de cultura física existentes nesta cidade, conseguiu entreter o público durante duas horas, com um programa ameno e variado, de números curtos e agradáveis de seguir.
A Escola de Educação Física «Rosário» (2) apresentou uma exibição de pirâmides e no levantamento olímpico de pesos e alteres, em que os Srs. José Victor do Rosário, Francisco Hagatong Jr. e Reinaldo Ângelo se revelaram atletas de primeira categoria…(…); o conhecido mestre de “Sá Kong Fu” Chu Chuo Kai e os seus jovens discípulos patentearam um conjunto harmónico de equilíbrio, destreza, desembaraço e agilidade, na exibição das mais curiosas modalidades da exótica ginástica oriental, tendo uma interessante luta de tracção simulada entre uma mulher e um homem provocado, pelo seu “pitoresco”, e hilaridade geral; o quarteto constituído pelos srs. Francisco Noronha, João da Silva, Cham Pen In e Chan Kai Tong ofereceram ginástica de argolas por sinal ainda pouco desenvolvida entre nós… (…); o sr Abel Chun, representando o novel, Associação dos Jovens de Macau, mostrou-se com agrado geral um exímio ginasta das barras paralelas, e o Sr. Artur da Silva, um compatriota nosso de Hong Kong com 60 anos de idade, na exibição de contracção de músculos, parece que convenceu os presentes de que a ginástica metódica e perseverante dá mocidade e vigor à própria velhice.
Por especial deferência do seu presidente, Sr. Estanislau Alberto Carlos, abrilhantou a sessão, animando os intervalos, o simpático grupo “Euterpe” que executou com equilíbrio e correcção vários trechos populares da música ligeira americana.” (3)
(1) Sobre Veríssimo do Rosário Jr. Ver anterior referência em
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/verissimo-do-rosario/
(2) O Ginásio da Escola de Educação Física “Rosário” estava na Estrada da Vitória. A escola fechou quando o Prof. Veríssimo ingressou no ensino oficial.
(3) Artigo de José Carvalho e Rêgo publicado no jornal «A Voz de Macau» de 17.06.1944 e retirado de RÊGO, José de Carvalho e – Figuras Desportivas do Passado, 1996.

O Aviso «Pedro Nunes» ao deixar Macau, à saída do Porto Interior (1)

O aviso «Pedro Nunes» esteve em Macau  cerca de 30 meses; partiu de Lisboa para Macau em Janeiro de 1948 conforme noticiou o BGC (2)
A canhoneira Pátria nas águas de Macau, cerca de 1930

(1) BGC XXVI-302-303, 1950.
(2) BGC XXIV- 271, 1948.