Archives for category: Imprensa escrita

Continuação do artigo de Davide Barrote (1) acerca das festas do novo ano lunar realizadas em Macau no ano de 1957.
(1) Ver anterior artigo em:
«BGU» XXXIII – 381, Março de 1957.

Hoje é o 1.º dia do Novo Ano Lunar – ANO DO CÃO –TERRA e recordo um artigo de David Barrote, publicado no «BGU», (1) do ano de 1957, acerca das festas então realizadas no novo ano lunar – GALO / FOGO  que nesse ano foi a 31 de Janeiro de 1957.
(1) «BGU» XXXIII – 381, Março de 1957.

Festejou- no dia 12 de Fevereiro de 1956, a entrada do novo ano lunar – MACACO /FOGO, acontecimento relatado no «BGU» (1)

Em torno da estátua do heróico coronel Vicente Nicolau Mesquita montaram tenda para a tradicional venda de flores naturais e ramos de pessegueiros no dia de ano novo lunar
Uma novidade para este ano novo chinês foi uma banca onde vendiam antiguidades chinesas, estatuetas que faziam o encanto dos colecionadores.
Nas bancas de flores viam-se vasos com tangerineiras de palmo e meio pejadas de frutos maduros

(1) Extraído de «BGU» XXXII – 370 Abril de 1956.

Esta notícia referente à libertação do capitão de infantaria Álvaro de Andrade Salgado no dia 19 de Dezembro de 1954, após cativeiro em Cantão durante 31 meses,  foi publicada em Portugal no «Boletim Geral do Ultramar», em Fevereiro de 1955. (1) Para mais informações consultar neste blogue, uma anterior postagem (2) sobre o mesmo assunto.
(1) Extraído de «BGU» XXXI-356 – 1955.
(2) https://nenotavaiconta.wordpress.com/2017/03/22/noticias-de-22-de-marco-de-1952-e-19-de-dezembro-de-1954-capitao-alvaro-marques-de-andrade-salgado/
Outras referências a este oficial em:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/alvaro-m-andrade-salgado/

Pela Portaria Provincial n.º 25 de 6 de Fevereiro de 1879, publicado no «Boletim da Província de Macau e Timor» Vol. XXV, n.º 6 de 8 de Fevereiro desse ano, se determinou que o mesmo Boletim se publicaria «em português e em chins, devendo a repartição de sinólogos ser encarregada da traducção de todos os actos offciaes e da revisão e exame de provas para a publicação, a qual será sempre feita com o visto do 1.º interprete sinólogo”.
O despacho é do governador da província, Carlos Eugénio Correia da Silva «Attendendo a que só a publicação em caracteres sínicos poderá facilitar-lhes a leitura de taes actos, pela ignorância quasi completa que têem os chinas da língua portugueza”. Por isso, o Boletim da Província de Macau e Timor “será publicado em português e chinês, devendo a repartição de sinólogos ser encarregada da tradução de todos os actos oficiai
Esta Portaria Nº 25 foi traduzida por Pedro Nolasco da Silva, 1º intérprete.
Para o cumprimento deste despacho, em 4 de Agosto de 1879 (1) foi assinado um contrato feito com Nicolau Tolentino Fernandes proprietário da tipografia mercantil (“visto não haver mais estabelecimentos d´este género n´esta colonia”) para a impressão do Boletim das província e mais papeis imprensa para as diversas repartições.
(1) Publicado no «Boletim da Província de Macau e Timor», XXV, n.º 37 de 13 de Setembro de 1879 p. 210.

O “novo” Mercado Municipal de S. Domingos (1), concluída em 12 de Outubro de 1949, foi inaugurada a 31 de Janeiro de 1950 (dia comemorativa da Revolta Republicana Portuguesa) pelo Governador da Colónia, Capitão-tenente Albano Rodrigues de Oliveira (1909-1973) (Governador de Macau entre 1 de Setembro de 1947 e 19 de Abril de 1951). Obra dos engenheiros Arnaldo Basto e Gaby Senna Fernandes. (2) A construção do novo Mercado de S. Domingos importou em $550.000,00 patacas.
Esta inauguração mereceu uma “reportagem” publicada no Boletim Geral da Colónias (3)
(1) Nesse local existia um mercado conhecido como o de S. Domingos que se incendiou no dia 15 de Novembro de 1893.

Boletim Official do Governo da Província de Macau e Timor, XXXIX-47, 1893.

Quatro anos depois, em 16 de Novembro de 1897, Lu-Cau e Vong-Atai, comerciantes de Macau, enviaram uma carta ao Leal Senado de Macau, requerendo para a construção dum Mercado no mesmo sítio (incluindo áreas para o comércio) que terá sido construído nos finais do século XIX e que foi designado como “Novo Mercado”.

O Mercado de S. Domingos no princípio do século XX (IICT/AHU)

Terá sido reconstruído e concluído em 28 de Novembro de 1927, sob a orientação de um arquitecto de Hong Kong.  Em 1949 por falta de higiene e com a estrutura debilitada, foi demolida totalmente pela Câmara Municipal e construída um novo Mercado, inaugurado em 31 de Janeiro de 1950. Por sua vez, este foi demolido em 1996 para construção dum novo, actualmente em funcionamento, inaugurado em Outubro de 1998.
http://www.archives.gov.mo/pt/featured/detail.aspx?id=91
(2) Ver anterior referência em:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/2012/04/10/mercado-municipal-de-s-domingos/
(3) «BGC» XXVI-298, 1950.

Anúncio publicado no jornal «Diário Popular» (Portugal) do dia 20 de Outubro de 1961
Ver anteriores referências desta firma em
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/firma-f-rodrigues/