Archives for posts with tag: Campo Desportivo 28 de Maio

O Comodoro Unwin em continência à Guarda de Honra, após o seu desembarque
O Comodoro Unwin na visita ao velho cemitério dos protestantes de Macau

Extraído de «BGU»  XXXII – 367, Janeiro 1956.

Fragata «HMS Cardigan Bay»

Lançamento em 28th December 1944  Início das actividades de defesa em 1945, no Mediterrâneo onde esteve até 1949. Chegou a Hong Kong a 7 de Outubro de 1949, onde esteve estacionado e depois envolvido na Guerra da Coreia 1950-1953. De novo estacionado em Hong Kong com missões em Singapura e na China em 1959-1960.
«HMS CARDIGAN BAY» entrou em reserva em 1961 e dispensado da marinha inglesa em 1962. Posteriormente vendido para uma empresa escocesa.
http://www.naval-history.net/xGM-Chrono-15Fr-Bay-CardiganBay.htm
O Comodoro J. H. Unwin D. S. C. da Royal Navy foi promovido a almirante (“Rear Admirals”) em 8 de Julho de 1957. Retirou-se em 14 de Fevereiro de 1961.
É autor do artigo “Principles of War . The Acid Test”, publicado no jornal “Royal United Services Institution,”, Vol 92, 1947, n.º 566.
Poderá ler parte deste trabalho em:
https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/03071844709433990

Com a participação de cerca de 200 filiados dos 4 Centros da Mocidade Portuguesa  (Liceu Nacional Infante D. Henrique, Escola Comercial «Pedro Nolasco», Colégio D. Bosco e Escola Primária)  realizou-se nos dias 14, 15 e 21 de Novembro e 1 de Dezembro (algumas finais e distribuição de prémios), no Campo Desportivo «28 de Maio», o II Campeonato Provincial de Atletismo da Mocidade Portuguesa.
Para facilitar a organização das provas, houve que limitar o número de concorrentes neste campeonato, facultando a cada Centro a inscrição somente de três participantes, em cada modalidade individual.
Das 43 provas disputadas, foram batidos 31 recorde, em cinco categorias. Entre todas as marcas obtidas e em comparação com as dos Campeonatos Nacionais de Atletismo realizados nos dias 16 e 17 de Maio de 1970, nas pistas do Estádio Universitário de Coimbra e publicados na Ordem de Serviço n.º (1970) da Direcção da Mocidade Portuguesa do Ministério da Educação Nacional, as marcas alcançadas pelos juvenis de Macau, Mário Évora, Fernando Ritchie, Mário Novo, Júlio César, e pela equipa de Estafetas de 4×100 metros do Centro n.º 1 constituída pelos filiados António Robarts, Fernando Ritchie, Júlio César e Rodolfo Alves merecem destaques especial, pois o 1m.56 no salto de altura, os 5m,89 e 5m,77 nos saltos em comprimento, os 24s nos 200 metros e os 48s 3/10 nas Estafetas de 4×100 metros, enquadram-se respectivamente em 2.º, 3.º, 5.º, 4.º e 3.º lugares dos resultados nacionais.

1,º José Madeira
2.º Américo Fernandes
3.º Alexandre Monteiro

Na categoria dos juniores as marcas de Humberto Évora, 11s 2/10, nos 100 metros, e 6m,065 nos saltos de comprimento e de Jaime Manhão, 23s 5/10 nos 200 metros; na categoria dos Iniciados as marcas de Eduardo Cunha, 5m,16, no salto de comprimento, e 19s 1/10, nos 10 metros, e 1m,50 de Filipe Martins nos 600 metros; e na categoria dos Infantis , o 1m,35 de Rui Évora, no salto em altura, e os 8s 1/10 e 19s 3/10 de António Ayres da Conceição, nos 60 metros e 150 metros, respectivamente.

1.º Carlos Batalha
2.º Mário Évora
3.º Jorge Manhão

Informações do comentário técnico aos campeonatos de atletismo da M. P. em 1970, in Macau B. I. e T., VI-10,1970

Acedendo ao convite do comandante da P. S. P. (1) desta província deslocou-se, no dia 16 de Março de 1958, a Macau, a fim de assistir à Festa Anual da Polícia, o comissário da Polícia de Hong Kong, Sr. Arthur Crawford Maxwell, (2) acompanhado de três oficiais superiores da referida polícia.

Na foto vê-se o comissário Maxwell seguido do comandante da P. S. P. de Macau passando revista à guarda de honra, composta de uma companhia a três pelotões.(3)

A Festa Anual da Polícia teve uma demonstração do nível de eficiência e técnica da referida corporação, no campo desportivo de 28 de Maio.

Na foto vê-se um aspecto da tribuna de honra.

Informações e fotos de «BGU» XXXIV 393, Março de 1958, pp. 200-207
(1) O Comandante da P.S.P nessa data era o Tenente miliciano de infantaria (depois promovido a capitão) José Vaz Dias da Silva; comandante de 3/9/1956 a 4/12/1960.
http://www.fsm.gov.mo/psp/por/psp_org_9.html
(2) Arthur Crawford Maxwell – 麥士 (1909-1964) – Oficial da Polícia na Malásia antes da II Guerra Mundial e Comissário de Polícia em Sarawak entre 1947 e 1949. Comissário (“Deputy Commissioner”) em Hong Kong de 1953 a 1959
https://zh.wikipedia.org/wiki/麥士維_(警務處處長)
(3) O Corpo de Polícia de Segurança Pública de Macau tinha um efectivo de cerca 600 homens (Anuário de Macau, 1957, p-57). Estava distribuída por 5 esquadras e 2 postos policiais, um dos quais na fronteira com o continente chinês – Porta do Cerco.
A Esquadra n.º 1 – ou Central da Polícia – achava-se instalada no edifício do Comando, situado na Rua Central. No mesmo edifício funcionavam as Polícias de Investigação Criminal, de Trânsito e de Imigração. Achava-se a cidade dividida, para efeitos de policiamento, em duas zonas, orientadas cada uma por um oficial subalterno, de acordo com as directivas emanadas do Comando. As Ilhas (Esquadra Policial n. 5) constituíam a 3.º Zona, igualmente orientada por um oficial subalterno.

No dia 27 de Setembro de 1950, efectuou-se no Campo Desportivo 28 de Maio, um festival organizado pelas colectividades (recém criadas nessa data) Sporting Clube de Macau e Sport Benfica e Macau. A festa, que foi patrocinada por uma Comissão de Honra, composta das entidades mais representativas da Colónia e presidida pelo governador, Comandante Albano Rodrigues de Oliveira., compôs-se de três partes.
Na primeira jogou-se um desafio de futebol entre o Sporting e o Benfica que fizeram a primeira apresentação em público. O jogo terminou empatado a uma bola.

O obstáculo menos agradável: a prancha

A 2.ª parte foi constituída por uma prova de gincana – automóvel. Entre os 17 concorrentes foi vencedor o par Dr. Gustavo Nolasco da Silva e Maria Teresa Ribeiro, representando o Automóvel Clube de Portugal, o qual gastou na prova o tempo “record” de 4m09s.

Outro obstáculo: a cancela e o bode.

Por último, procedeu-se à distribuição de prémios aos capitães das equipas, jogadores e vencedores da gincana
Extraído de «Mosaico» I-2,  Outubro de 1950.

Este acontecimento foi também noticiado, em Portugal, no «BGC», de Novembro de 1950.

Como em anos anteriores, Macau festejou com brilho e acentuado espírito patriótico, o “Dia de Portugal”, no dia 10 de Junho de 1955.
O programa cumpriu-se à excepção da cerimónia pública promovida pelo Conselho de Instrução no Jardim de Camões que, por motivo do mau tempo, teve de ser adiada para o domingo seguinte, dia 12 de Junho, pelas 12 horas (1)

PARADA MILITAR: desfile das forças militares diante da tribuna, em frente do Palácio do Governo
NO JARDIM DA GRUTA DE CAMÕES: homenagem das autoridades na Gruta de Camões
FESTIVAL DESPORTIVO: festival das forças de segurança no Campo Desportivo 28 de Maio, vendo-se as evoluções em bicicleta dos guardas da secção móvel da Polícia de Segurança Pública.
RECEPÇÃO NO PALÁCIO DO GOVERNO: o Sr. Ho In, presidente da Associação Comercial de Macau apresentando cumprimentos ao Sr. Governador e esposa, no Palácio do Governo.

(1) Ver anterior referência em:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/2016/06/12/noticia-de-12-de-junho-de-1955-macau-e-a-gruta-de-camoes-xl-no-jardim-da-gruta-de-camoes/
Extraído do BGUXXXI- 361-362, Julho-Agosto de 1955.

Havia na década de 50 (século XX) entre os militares de Macau e Hong Kong um intercâmbio anual desportivo militar (futebol) que era realizado no Campo Desportivo «28 de Maio», sempre com assistência de numeroso público e também das entidades oficiais civis e militares.
Foi assim que no dia 5 de Junho de 1954, se realizou mais um encontro de futebol o qual terminou por 2 a 1 a favor dos visitantes (1)
Assistiram além do público o Governador Almirante Joaquim Marques Esparteiro, o Comandante Militar, Coronel António Cirne Pacheco, o Deputado pelo Círculo de Macau, Dr. Alberto Pacheco Jorge, o Juiz de Direito da Comarca, Dr. Alberto Rafael Marques Mano.
A primeira parte terminou com o marcador em 1 a 0, a favor dos militares de Hong Kong, tendo essa bola sido obtida por intermédio de Luckton.
Na segunda parte, Reeves marcou o segundo tento de Hong Kong, marcando Carlos Paulo, pouco depois o único golo da equipa local.
Alinharam os seguintes jogadores:
HONG KONG: – Granger; Ripley e O´Donnell; Wingfield, Frazer e Higgins; Reeves, Luckton, Palmer, Middleton e Thomas.
MACAU: – Manteigas; Germano e Marques; Oliveira Marques, Vítor Rodrigues e Manuel Melo; Pedro, Carlos Paulo, Octávio Baptista, Gonçalves e Correia.
Na noite desse mesmo dia, os Serviços Militares de Macau ofereceram, no Restaurante da Piscina Municipal, um jantar em honra dos desportistas militares de Hong Kong, ao qual assistiram, além dos dirigentes e jogadores de ambas as selecções, vários convidados, entre os quais representantes da Imprensa local.
Usaram da palavra os Srs. Capitão Melo de Oliveira, que no fim do seu discurso, brindou por S. M. a Rainha da Inglaterra e o Capitão George que, por sua vez, brindou pelo Presidente da República Portuguesa.
O Capitão Melo de Oliveira em nome do Comandante Militar de Macau entregou ao capitão da equipa visitante uma linda taça de prata, tenho o capitão George, feito a entrega ao capitão da equipa militar local duma outra artística taça, oferta do Exército britânico.
(1) M.B.I. I-21 , 1954.

Para angariar fundos destinados à criação duma secção desportiva, os portugueses de Xangai, que se encontravam refugiados em Macau, organizaram no dia 16 de Setembro de 1951, um festival desportivo, no campo Desportivo 28 de Maio, que alcançou retumbante êxito, com encontros de softbol (do inglês: softball), (1) tendo prestado o seu concurso vários grupos desportivos desta modalidade  da vizinha colónia de Hong Kong. (2)

mosaico-iii-14-out1951-softbol-iA equipa portuguesa feminina de softbol “Wahoos”, campeã de Hong Kong em épocas sucessivas.
mosaico-iii-14-out1951-softbol-iiA equipa portuguesa “Squaws”, que se tem evidenciado, extraordinariamente, nos torneios de Hong Kong
mosaico-iii-14-out1951-softbol-iiiO grupo português de softbol  “Braves”, campeão de Hong Kong em 1949, 50 e 51
mosaico-iii-14-out1951-softbol-ivA equipa chinesa “Pandas”, uma das mais afamadas de Hong Kong

(1) O softbol foi inventado por George Hancock em 1887 nos Estados Unidos, que arranjou uma forma de se praticar o basebol em recintos desportivos cobertos. Por isso é um desporto muito parecido com o basebol (objectivo do softbol, tal como o do basebol, é marcar o maior número possível de pontos “corridas” para vencer o jogo), sendo as regras praticamente as mesmas. As principais diferenças entre o softbol e o basebol são as dimensões da bola (maiores no softbol), as dimensões do campo (menor do que o de basebol) e a duração do jogo (que é de sete entradas no softbol, em vez de nove). Além disso, o lançamento no softbol é completamente diferente, tem de ser feito por baixo, junto à anca. Outras regras menos expressivas como o roubo de bases e a mecânica das substituições de jogadores também diferencia estas modalidades. Em termos de alta competição o softbol é maioritariamente praticado por equipas femininas. Esteve incluído no programa dos Jogos Olímpicos a partir de Barcelona 1992, até Pequim 2008.
https://pt.wikipedia.org/wiki/Softbol
(2) Informações de «Mosaico» Vol III, n.º 14, Outubro de 1951

A Comissão Administrativa da Associação de Futebol de Macau promoveu no dia 28 de Maio de 1956, (1) no Campo Desportivo «28 de Maio», um festival desportivo para a entrega de prémios aos vencedores das provas oficiais disputadas na época de 1955-56, o qual decorreu perante grande público.

MBI III-68 31MAI56 ENCERRAMENTO DA ÉPOCA DE FUTEBOL (I)Os grupos das seis escolas que disputaram o 1.º Campeonato Escolar de Macau

O festival integrado no programa das comemorações do 30.º Aniversário da Revolução Nacional (2) teve a colaboração do Comissariado Provincial da Mocidade Portuguesa que fez desfilar os grupos concorrentes ao 1.º Campeonato Escolar de Futebol de Macau tendo nele tomado parte os desportistas estudantes do Colégio «It Va» (3), Seminário de S. José, Escola Comercial «Pedro Nolasco», Colégio D. Bosco, Liceu Nacional Infante D. Henrique e Escola «Chi Iau».(4)
Terminado o desfile, as equipas da Escola Comercial «Pedro Nolasco» e do Colégio «It Va”, finalistas do Torneio Relâmpago  Inter-escolar (na véspera, dia 27, realizaram-se as eliminatórias) entraram em campo para a disputa da  Taça «28 de Maio».  A equipa da Escola Comercial saiu vitoriosa.

MBI III-68 31MAI56 ENCERRAMENTO DA ÉPOCA DE FUTEBOL (II)O governador Marques Esparteiro entregando aos vencedores os vários troféus ganhos durante a época.

Receberam  prémios de vencedores das provas oficiais, entregues pelo  governador Almirante Marques Esparteiro, os seguintes agrupamentos:
Grupo Desportivo da Polícia, campeão de Macau da 1.ª Divisão
Grupo Desportivo «Negro-Rubro», vencedor dos Torneios da Taça «Sarmento Rodrigues e da «Taça de Macau» .
Colégio D. Bosco, campeão escolar de Macau.
Escola Comercial «Pedro Nolasco», vencedor do Torneio Relâmpago
Grupo Desportivo «Lusitano»,  “Prémio de bom comportamento”
Escola «Chi Iau» , “Prémio de bom comportamento”.
De cada escola concorrente ao Campeonato Escolar  foi escolhido para receber o prémio de desportista exemplar, cabendo assim as seis medalhas a:
Felisberto de Carvalho, do Colégio D. Bosco,
Vong Chi King, do Colégio «It Va»,(2)
Chin Chun, da Escola « Chi Iau»,
Rui Aires da Silva, da Escola Comercial,
José Miranda Vieira, do Liceu e
José Ribeiro do Seminário S. José.
Houve ainda uma medalha de honra destinada a premiar o desportista exemplar da 1.ª divisão, a qual foi ganha por Luís Anísio da Cunha, capitão do Grupo Desportivo da Polícia.
Foram ainda entregues pelo governador os prémios do concurso promovido pelo diário «Notícias de Macau», para a eleição do «Melhor Futebolista do Ano».
(1) Na época 1955/56 a Associação de Futebol de Macau era dirigida por uma Comissão Administrativa, nomeada por Portaria n.º 5:740, de 5 de Novembro de 1955 (Boletim Oficial n. 45 do mesmo ano):
Presidente – Mário Vieira da Costa
Vogal-secretário – José dos Santos Ferreira
Vogal-tesoureiro – Joaquim Morais Alves
(2) Ver: “Comemorações do «28 de Maio»” em:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/2016/05/28/noticia-de-28-de-maio-de-1956-comemora-coes-do-28-de-maio/
(3) Trata-se do Colégio «Yuet Wah», com referências anteriores em
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/colegio-yuet-wah/
(4) Consultando o “Anuário de Macau de 1956-57″, não encontrei listado a Escola”Chi Iau”; com nome parecido estão duas escolas: Escola «Chi Hang» e Escola «Chi Iông».
Fotos e reportagem retirados de «MACAU B. I., 1956».

A data «28 de Maio» – 30.º Aniversário da Revolução Nacional,  foi assinalada em Macau com as seguintes comemorações:
1.º – Às 8.00 horas – Hastear da bandeira Nacional nos edifícios das Repartições Públicas, Quartéis e Fortalezas.
2.º – Às 9.00 horas – “Te-Deum” de acção de graças pela paz e benefícios concedidos pela providência à Nação Portuguesa, celebrado pelo Bispo da Diocese, D. Policarpo da Costa Vaz, na Sé Catedral.
3.º – Às 10.00 horas – Parada Militar com desfile das forças diante da tribuna colocada em frente do palácio do Governo da Praia Grande, no qual tomaram parte contingentes das forças do Exército, da Polícia de Segurança, da Polícia Marítima e Fiscal, do Corpo de Bombeiros Municipais, sendo a guarda de honra o Governador prestada pela Milícia da Mocidade Portuguesa.

MBI III-68 31MAI56 COMEMORAÇÕES DE 28 DE MAIO (I)O Governador Almirante Marques Esparteiro passando revista à guarda de honra constituída por um grupo de castelos da Mocidade Portuguesa, com terno de clarins, banda e bandeira.

MBI III-68 31MAI56 COMEMORAÇÕES DE 28 DE MAIO (II)Às 10.00 precisas, o Comandante das Forças em Parada, major Mário Barata da Cruz dirigindo-se à tribuna pediu licença ao Governador para começar o desfile. Este foi   constituído apenas por forças apeadas que incluíram unidades europeias e indígenas em formatura de três, com banda de corneteiros e bandeira da guarnição da Província, um pelotão da Polícia Marítima e Fiscal, uma Companhia da Polícia de Segurança Pública e um pelotão do Corpo de Bombeiros Municipais. Desfilou por último a guarda de honra e a banda da P.S.P. que, diante da tribuna, tocara durante o desfile.
4.º – Às 10.45 horas – Lançamento da primeira pedra do novo edifício destinado ao Liceu Nacional Infante D. Henrique.

MBI III-68 31MAI56 COMEMORAÇÕES DE 28 DE MAIO (III)Lançamento da primeira pedra do novo Liceu de Macau

Na presença do Governador e principais autoridades civis, militares e eclesiástica foi colocada, cerca das 11.00 horas, a primeira pedra do novo edifício destinado ao Liceu Nacional Infante D. Henrique. assinalando o acto, discursou o Engenheiro José dos Santos Baptista, Chefe de Repartição Provincial dos Serviços de Obras Públicas.
O terreno para o novo Licei  ficava situado nos aterros da Praia Grande e compreendia os talhões limitados pela Rotunda Ferreira do Amaral, Avenida Dr. Oliveira Salazar (hoje Avenida Mário Soares) Avenida D. João IV e Avenida Infante D. Henrique . O talhão que confinava com a Rotunda Ferreira do Amaral foi destinado ao edifício (área coberta de 2 465.16 metros quadrados) e o outro , a campo de jogos dos alunos (uma superfície de 4 950.00 metros quadrados).
5.º – Às 11.45 horas – Inauguração de diversos melhoramentos públicos na Ilha da Taipa
6.º – Às 16.45 – Sessão solene promovida pela União Nacional no Salão Nobre do Leal Senado. Usou da palavra o Governador, o Dr. Henrique de Sena Fernandes e o Presidente da Comissão Provincial da União Nacional.
7.º – Às 18.15 – Final do Torneio Relâmpago Escolar no Campo Desportivo «28 de Maio», promovido pela Associação de Futebol de Macau com a colaboração da Mocidade Portuguesa.
8.º – Das 21- às 24.00 horas – Iluminação de gala nos edifícios públicos e quartéis que o puderam fazer.

No dia 14 de Abril de 1951, o Capitão Luís Augusto de Matos Paletti (Comandante da P. S. P. de 02-01-1948 a 20-12-1952) apresentou, no Campo Desportivo 28 de Maio, a força policial do seu comando, numa demonstração de ginástica, manejo de armas, manobra de viaturas motorizadas dirigidas por rádio-telefone e acrobacia de motociclistas.

MOSAICO II-9 MAI1951 Demonstração Força Policial IO Comandante da Polícia, Capitão L. A. de Matos Paletti cumprimenta o Governador à chegada do Campo Desportivo 28 de Maio.
MOSAICO II-9 MAI1951 Demonstração Força Policial IIO Governador, acompanhado pelo Capitão L. A. de Matos Paletti, passa a revista e força policial
MOSAICO II-9 MAI1951 Demonstração Força Policial IIIO Tenente F. M. Candeias e a secção de jipes do seu comando
MOSAICO II-9 MAI1951 Demonstração Força Policial IVO pelotão de motocicletas antes dos exercícios.

Fotos de «Mosaico»,  1951.