Archives for category: Postais
POSTAL de 1992 da colecção do fotógrafo Wong Wai Hong (1) – Guia Lighthouse
Anuário de Macau 1924, p. 69.

1864 – Início da construção do Farol da Guia, concebido pelo macaense Carlos Vicente da Rocha. As obras foram pessoalmente dirigidas pelo governador Coelho do Amaral (2)

“24-09-1865 – Acendeu-se, pela primeira vez, o Farol da Guia, oferecido ao Governador José Rodrigues do Amaral pela comunidade estrangeira de Macau chefiada por H. D. Margesson, sendo o primeiro que se acendeu na costa da China Este farol foi construído pelo hábil macaense Carlos Vicente da Rocha, sob a direcção pessoal do Governador e encontra-se situado na latitude de 21º 11` N. e na longitude de 113º 33`a Leste de Greenwich. (2)

Verso do POSTAL de 1992 – Farol da Guia e sua verdura – Guia Lighthouse: the lighthouse was designed by a localborn Portuguese Carlos Vicent de Rocha. Completed on 24 September 1865 1865 it is the oldest lighthouse in the Far East and has never ceased to be operational since built.

Bol. Gov. Macau, XII-39, 24 de Setembro de 1866, p. 57

(1) Ver referências anteriores em: https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/wong-wai-hong/ (2) (SILVA, Beatriz Basto da – Cronologia da História de Macau, Volume II, 2015, pp. 168,175.

Celebra-se hoje o festival Chong Chau (Bolo Lunar) (1)

POSTAL de Wong Wai Hong- Mid-Autumn Festival (2)

Recordo aqui uma postagem de “dóci pápiaçam” que Carlos “Néu-Néu” Coelho deixou no seu Facebook, do dia 29 de Setembro de 2012 (dia do bolo lunar, nesse ano), e que posteriormente, em boa hora, o Instituto Internacional de Macau reuniu as melhores crónicas do autor publicando o livro “ÚI DI GALÁNTI!”, em 2018 (3)

“Na festa de bolo bate-pau tem qui di tanto canto quelóra nosôtro canta. Senti qui vosôtro jâ isquêce istunga tudo canto. Déssa iou fazê vosôtro tórna lembra unchinho.

Pã ut sap ung si chong-chau

Iao yan fai-lok iao yan sau

………………………..

Ut cóng-cóng, chiu tei-tong

Hã chai ni quai-quai fan lôk chóng …………..

Lembra di istunga quanto cánto nunca. Óji sã nádi tem gente canta.

Verso do POSTAL de Wong Wai Hong- Festival “Chong Chao” (Bolo Lunar)

(1) https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/bolo-lunar-bolo-de-bate-pau-%E6%9C%88%E9%A5%BC/

(2) Postal “Festival “Chong Chao” (Bolo Lunar)”, nº 10 duma colecção de 10 postais (dentro dum invólucro) intitulada “Festividades Orientais em Macau”, com fotografias de Wong Wai Hong, trilingue (chinês, inglês e português), edição de “Ming Shun Published in Macau” (impressos em Hong Kong), de 2008. https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/wong-wai-hong/

(3) COELHO, Carlos “Néu-Néu” Gracias – Úi di Galãnti!. Instituto Internacional de Macau, colecção «Mosaico», n.º 49, Junho de 2018, 95 páginas. ISBN 978-99965-59-18-1

Postal “Macau World Heritage”, editado pela “DSAMA”, (1) em 2015?  com o lema:  “Aniversário 150 anos”, referente ao Farol da Guia.

Verso do postal: “ O Farol da Guia, um dos mais antigos no Extremo Oriente faz 150 anos desde 1865 e foi inscrito em 2005 na Lista do Património Mundial

(1) Direcção dos Serviços de Assuntos Marítimos e de Água

Continuação da publicação da colecção de 6 postais com a temática “Ruínas de S. Paulo”, uma edição da Direcção dos Serviços de Turismo de Macau. Sem indicação da data e da autoria das fotos. (1) (2)

Hoje os dois últimos postais.

(1) https://nenotavaiconta.wordpress.com/2022/07/09/postais-ruinas-de-s-paulo-ii/ (2) https://nenotavaiconta.wordpress.com/2022/06/29/postais-ruinas-de-s-paulo-i/

Continuação da publicação da colecção de 6 postais com a temática “Ruínas de S. Paulo”, uma edição da Direcção dos Serviços de Turismo de Macau. Sem indicação da data e da autoria das fotos. (1)

Hoje mais dois postais.

(1) https://nenotavaiconta.wordpress.com/2022/06/29/postais-ruinas-de-s-paulo-i/

Dimensões da capa (fechada): 15,7 cm x 11 cm

Uma colecção de 6 postais com a temática “Ruínas de S. Paulo”, uma edição da Direcção dos Serviços de Turismo de Macau. Sem indicação da data e da autoria das fotos.

Dimensão: 15,6 cm x 8,4 cm

Indicação do local da compra: Livraria Portuguesa / Instituto Cultural de Macau, em meados da década de 80 (século XX).

Hoje publico dois desses postais.

Dimensão: 15,2 cm x 10,2 cm
Dimensão: 15,2 cm x 10,2 cm

Em 28 de Junho de 1966, o Observatório Meteorológico de Macau (1) instalou-se -se na Fortaleza do Monte que nesse dia abriu as portas ao público/turistas. O anterior observatório de dimensões reduzidas esteve desde 1901 no morro do Bispo, depois ao lado do Hospital Central Conde de S. Januário no antigo forte de S Jerónimo. (2) (3)

POSTAL – 18 cm x 12,3 cm – Serviço Meteorológico
Fotografia de Ho Kuok Man (4)

(1) Em 1976, a Fortaleza do Monte foi desmilitarizada e em Abril de 1995, neste sítio, teve início o planeamento do museu de Macau. A construção do Museu iniciou-se em Setembro de 1996 e foi inaugurado a 18 de abril de 1998.

(2) SILVA, Beatriz Basto da – Cronologia da História de Macau, Vol. III, 2015, pp. 63, 229 e 357. https://nenotavaiconta.wordpress.com/2015/01/16/leitura-o-servico-meteoro-logico-de-macau/ https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/observatorio-meteorologicoservicos-meteorologicos-e-geofisicos/

(3) 1912 – Mapa de Macau editado pelo Leal Senado nesta data assinala o Observatório Meteorológico no local do antigo Fortim de S. Jerónimo, o qual ali começou a funcionar em 1905 (2.º suplemento do B. O. n.º 28 de 1910) (2)

1931 – Faz 50 anos o serviço de observação meteorológica de Macau, tão necessário em terra de tufões. Foi instalado nos finais do séc. XIX, quando este ramo de saber se desenvolveu graças a Verrier, director do Observatório de Paris; para tanto contribuíram os Padres Dechevrens, Faura, Froc e Algué, o observatório de Manila, em geral, e o de Zicawei. Antes disto, as observações meteorológicas socorriam-se em Macau, apenas, de um barómetro da Capitania dos Portos. (2)

(4) Da colecção “Macau Life Postcards” – fotografias de Ho Kuok Man. Edição: Mercearia Tin Fu, Rua de Mercadores 5, Macau. Impresso em Macau, 1994.

Hoje celebra-se em Macau a festa de Na Cha (décimo oitavo dia do quinto mês lunar). Antes da epidemia, a festa consistiria de dois desfiles nesse dia: um a partir do Templo de Na Tcha (perto das Ruínas de São Paulo) onde seriam realizados o ritual da adoração com incenso, seguindo uma parada da estátua de Na Tcha (a liteira que carrega a estátua foi produzida em 1903) acompanhada por uma equipa de dança do leão, tambores e gongos em Macau e nas ilhas; outro desfile partiria do monte onde está o templo, acompanhado por Kam Cha (Jinzha em chinês) e Mok Cha (Muzha em chinês), bem como o dragão guardião e fadas, espalhando flores. Sendo como uma parte do Património Mundial de Monumentos do Centro Histórico de Macau, o Templo de Na Tcha ( perto das Ruínas de São Paulo) é uma perfeita apresentação das características únicas multiculturais de Macau. (1) (2)  

Postal “Festa de Na Chá”, nº 9 duma colecção de 10 postais intitulada “Festividades Orientais em Macau”, com fotografias de Wong Wai Hong, trilingue (chinês, inglês e português), edição de “Ming Shun Published in Macau” (impressos em Hong Kong), de 2008. (3)

(1) http://www.temple.mo/?mod=festival&id=92&lang=Por (2) Veja-se:  https://www.revistamacau.com.mo/2017/06/06/tradicoes-festa-de-na-tcha/ (3) https://nenotavaiconta.wordpress.com/2022/06/03/noticia-de-3-de-junho-de-2022-festival-tun-ng-postal-barcos-dragao/

Hoje celebra-se em Macau a festa “Tun Ng”, (1), festa chinesa muito antiga em que se presta homenagem á integridade moral do juíz Wat Yuen. Hoje em dia todas as celebrações estão concentradas nas famosas corridas dos Barcos Dragão que em Macau se realizam nos Lagos Nam Van, em frente da Avenida da Praia Grande. (2)

POSTAL – Festival de Barcos Dragão (Tun Ng)
POSTAL – Festival de Barcos Dragão (Tun Ng) verso

Postal “Festival de Barcos Dragão (Tun Ng)”, nº 8 duma colecção de 10 postais (dentro dum invólucro) intitulada “Festividades Orientais em Macau”, com fotografias de Wong Wai Hong, trilingue (chinês, inglês e português), edição de “Ming Shun Published in Macau” (impressos em Hong Kong), de 2008.

Capa exterior do invólucro de dimensões máximas 24 cm (horizontal) x 38 cm (vertical)
Interior do invólucro de dimensão: 18 cm x 13 cm
Índice da colecção; dimensões: 18 cm x 11 cm

(1) https://nenotavaiconta.wordpress.com/2017/05/29/noticia-de-29-de-maio-de-1987-filatelia-festividade-do-barco-dragao/

https://nenotavaiconta.wordpress.com/2020/06/25/noticia-de-25-de-junho-de-2020-postais-da-direccao-dos-servicos-de-turismo-eventos-de-macau-v-barcos-dragao/

(2) https://www.macaotourism.gov.mo/pt/events/calendar/dragon-boat-festival/

Continuação da apresentação da colecção de 12 postais (18,5 cm x 12,7 cm) com fotografias do fotógrafo Lei Iok Tin, editada pela Fundação Macau e Centro UNESCO de Macau (1)

AS últimas duas desta colecção, datadas de 1964 e 1978

(1) https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/lei-iok-tin/