Esta foto retirada do Anuário de Macau, 1938 (foto entre pág. 72 e 73) (1) , retratando a chegada do “China Clipper” ao “aéreo-porto” de Macau, vê-se a Estrada de Cacilhas (“ao meio” da foto), uma pequena “guarita” no futuro “Miradouro de Nossa Senhora do Mar“, e a vivenda do “alferes Luís”, como era conhecida.
Esta foto, infelizmente com má qualidade, tirada em 9-12-1964, vê-se o Porto Exterior com hortas e “barracas” onde se cultivava as variadas hortaliças e se criava porcos e galinhas; a mesma Estrada de Cacilhas com a vivenda do “alferes Luís” (n.º 7 ) (nessa altura já adquirida pela STDM e conhecida pela casa de Stanley Ho)
A vivenda do “alferes Luís” foi  comprada  pela STDM,  nos finais de 50/princípios de 60, para “instalar” os seus administradores quando se deslocavam a Macau e foi utilizada muitas vezes por Stanley Ho nas suas estadias em Macau. Posteriormente foi “acrescentado”  um prédio no jardim.  A garagem era utilizada por Teddy Ip (um dos administradores da STDM) para guardar  os seus “bólides” durante o período do Grande Prémio de Macau, na altura em que participava como piloto e depois como patrocinador.
No lado direito da foto, vê-se uma casa mais pequena (n.º 9), a casa do Cabo Pereira, o Paioleiro de Cacilhas. O paiol da Estrada de Cacilhas ficava mais á frente, após duas/três curvas.
Notícias de um acidente de trabalho na Estrada de Cacilhas, possivelmente em Junho de 1955 (2) – TRÁGICO DESASTRE”  
“Quando seis operários chineses se encontravam em trabalho de escavação para alargamento da Estrada de Cacilhas, nesta cidade, deu-se um desmoronamento de terra que os soterrou por completo. Das seis vítimas, 4 tiveram morte instantânea, conseguindo-se salvar as outra duas devido ao pronto socorro prestado por oficiais e praças do nosso Exército. Compareceram, pouco depois, no local uma brigada de Bombeiros e outra da P.S.P. Sua Ex.ª o Governador da Província, que visitou o local do sinistro, interessou-se pela condição dos feridos e pelas famílias das vítimas.”.
É de recordar que no ao anterior, em 30 e 31 de Outubro de 1954, se realizaram as primeiras provas do 1.º Grande Prémio de Macau. Estas obras de certeza que faziam parte dos planos para o alargamento do circuito, no troço da Estrada de Cacilhas.
(1) Anuário de Macau, 1938, 7.º Ano de Publicação. Colónia de Macau, Repartição Central dos Serviços Económicos.
(2) MACAU – Boletim Informativo. Repartição Central dos Serviços Económicos – Secção de Propaganda e Turismo, 1955, n.º 48.