Chegada dos Brigues «Feliz» e «Esperança» no dia 21 de Julho de 1844, ambos provenientes de Goa com passageiros do Governo para Macau e Timor. Para o Batalhão do Principe Regente de Macau chegaram “cincoenta e tantas” praças e um tenente. Queixas locais quanto ao permanente despacho pelo Governo da Índia de “carradas” de oficiais para o Batalhão sem serem necessários, só para curriculum dos próprios oficiais e onerando os cofres do território.

Extraído de «O Procurador dos Macaístas»,  I- 21 de 27 de Julho de 1844