Archives for posts with tag: Vela
Extraído de «BGPMTS», VI-34 de 12 de Julho de 1851 p. 110

O governador de Macau era Francisco António Gonsalves Cardoso (3-02-1851 a 19-11-1851) https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/francisco-a-g-cardoso/

O tenente MárioLopes da Costa, presidente do Clube Náutico, agradece em breves palavras a presença do Governador da província Joaquim Marques Esparteiro no IX Interport de vela»
Extraído de «BGU» XXIX – 347 – MAIO DE 1954 p. 205

O «IX Interport de vela» realizou-se a 28 de Fevereiro de 1954, na águas de Macau tendo sido efectuada a competição de vela classe «redwing», entre o Clube Náutico de Macau e o Hong Kong Yatch Club».  A regata foi ganha pelos velejadores locais

Informação da Colónia de Macau no «Boletim Geral das Colónias»:(1)
Na Ilha da Taipa, pitoresca e graciosa vilazinha fronteira a Macau, foram inaugurados festivamente dois importantes melhoramentos: uma nova ponte-cais e uma estrada.

A ponte-cais em cimento armado construída na Ilha da Taipa junto à Fortaleza, no dia da sua inauguração,25 de Fevereiro de 1950 (custo – $77.306, 47)

O local em que a ponte está construída tinha sido escolhido de forma a oferecer abrigo aos ventos dominantes e a atingir profundidade capaz de permitir a atracação, em qualquer maré, às lanchas de maior calado que demandam a ilha. Na ponte poderão atracar quatro lanchas simultaneamente. O custo da ponte-cais foi de $ 79.000,00 (434 mil escudos)”

A estrada Comandante Albano de Oliveira, que ligava a ponte-cais à Vila da Taipa, no dia da sua inauguração, 25 de Fevereiro de 1950 (2)

(1) «BGC» XXVI-299, Maio de 1950.

(2) Segundo “Obras e Melhoramentos Efectuados em Macau no Último Trimestre”, a nova estrada tinha o comprimento de 1420 metros.

No dia 14 de Fevereiro de 1954, o Clube Náutico de Macau levou a efeito duas interessantes regatas,  a que não faltou o valioso concurso da Secção Náutica da Mocidade Portuguesa. Duas taças foram postas à disputa, a primeira denominada «Improviso» oferta do velejador Gustavo Nolasco da Silva e a segunda denominada «Carochinha», oferta do velejador Tenente Lopes da Costa.

Aspecto das regatas «red-wing», vendo-se ao fundo as ilhas da Taipa e Coloane.

Disputaram a primeira taça as embarcações da classe «moth» do Clube Náutico e da Mocidade Portuguesa, vindo a ganhá-la a embarcação conduzida pelo «às» da vela da Mocidade, António Maneiras.
A seguir à largada dos «moths», fez-se a dos «redwings», para a disputa da taça «Carochinha» , a qual foi ganha por Lopes da Costa.
Estas regatas serviram também como preparação dos velejadores de Macau para o «Interport» com Hong-Kong , que nesse ano se realizaram no dia 28 de Fevereiro, nas águas de Macau.

O velejador tenente Lopes da Costa recebendo das mãos da esposa do governador a taça conquistada numa regata à Taipa e Coloane

(1) Ver anteriores referências ao Clube Náutico de Macau
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/clube-nautico-de-macau/
NOTA: informações retiradas de «MBI» I- 14, 1954. As Imagens foram extraídas de «BGU» XXIX-346, 1954.

Nas regatas de vela entre o Clube Náutico de Macau e o Royal Hong Kong Yacht Club, que se realizavam todos os anos entre os dois territórios nas décadas de 60 e 60 (século XX) , alternadamente em Macau e Hong Kong, os velejadores de Macau derrotaram mais uma vez os seus adversários de Hong Kong em 1952. As regatas que se realizaram no Porto Exterior, à frente do Clube Náutico (lugar onde está actualmente o Hotel «Grande Lapa») nos dias 27 e 28 de Janeiro de 1952, foram seguidas sempre com grande interesse pelo público. (1)

mosaico-iii-17-18-1952-regatas-no-clube-nautico-iA largada da equipa de Macau
mosaico-iii-17-18-1952-regatas-no-clube-nautico-iiUma fase da regata

(1) Informação retirado de  «Mosaico», 1952

Apesar do frio e do tempo chuvoso, realizaram-se, nos dias 11, 12 e 13 de Fevereiro de 1956, com extraordinário entusiasmo, as regatas do «Interport» de vela entre as representações de Macau e Hong Kong, às quais assistiram numerosos entusiastas do salutar desporto.
Interport de vela 1956 I

Condignamente representadas pelos velejadores do Clube Náutico de Macau e do «Royal Hong Kong Yacht Club», as equipas das duas cidades vizinhas e amigas lutaram, lado a lado, com a maior lealdade e todo o entusiamo e deram agradável exemplo de espírito desportivo.
Outro tanto aconteceu com os hábeis velejadores do Centro Náutico da Mocidade Portuguesa que participaram em outras provas constantes do programa do «Interport».
A representação de Macau ganhou a prova principal da jornada, disputada, como habitualmente se vem fazendo, com embarcações da classe «Redwing», somando o total de 98 pontos contra 95 de Hong Kong.
Esta oportuna vitória dos velejadores de Macau proporcionou à representação local o privilégio de ficar, até ao próximo  «Interport» na pose da Taça «Cowan», posta em disputa.
Interport de vela 1956 II

Resumidamente, apresentamos a tabela da classificação das equipas nas três regatas efectuadas, a contar para o «Interport»

MACAU

HONG KONG

1.ª   regata

39   pontos

26   pontos

2.ª   regata

26   pontos

37   pontos

3.ª   regata

33   pontos

32   pontos

TOTAL

98   pontos

95   pontos

Interport de vela 1956 IIIOs velejadores do Clube Náutico de Macau que ganharam as regatas

Com embarcações da classe «Moth», realizaram-se regatas individuais e por equipas integradas ao programa do «Interport», para a disputa, respectivamente, da Taça «Mocidade Portuguesa», e Taça «Regatas por equipa – Moth». As primeiras foram ganhas por Dâmaso Antunes da Mocidade Portuguesa que somou 28 pontos, e as últimas pela equipa da Mocidade Portuguesa, que alcançou um total de 144 pontos, contra 127 do Clube Náutico de Macau e 109 do «Royal Hong Kong Yatch Club».
O Porto de Honra foi servido na sede do Clube Náutico de Macau, na tarde de 13 de Fevereiro. Durante o porto de Honra, procedeu-se à distribuição dos prémios.

Interport de vela 1956 IVA Exma. Esposa de Sua Exa., o Governador da Província, Sra. Dra. D. Laurinda Marques Esparteiro entregou os vários prémios aos vencedores das diferentes provas disputadas

NOTA: Reportagem do evento recolhida do “Boletim de Macau”, 1956