Archives for posts with tag: Teatro Império

Bilhete de cinema para o dia 25 de Outubro de 1964, com o n.º 0397, do Teatro Império, sessão das 14.30 h, 1.ª classe; preço: $ 1.80; marcação de lugar manual a vermelho – C 13

Filme: “The Fall of the Roman Empire

12,2 cm x 8,2 cm; fundo amarelo; impresso a azul/preto
Verso do bilhete com a marca no canto inferior esquerdo – metade do selo de verba

The Fall of the Roman Empire” é um filme americano, de 1964, do género épico, baseada numa obra falsamente histórica, como a maioria dos chamados filmes históricos de Hollywood. Dirigido por Anthony Mann e produzido por Samuel Bronston, com argumento de Ben Barzman, Basilio Franchina e Philip Yordan.  O filme tem uma constelação de “estrelas” nomeadamente Sophia Loren, Stephen Boyd, Alec Guinness, James Mason, Christopher Plummer, Mel Ferrer, Omar Sharif,  John Ireland e Anthony Quayle. Música de Dimitri Tiomkin (ganhou em 1965 o “Globo de Ouro” melhor música original)

https://en.wikipedia.org/wiki/The_Fall_of_the_Roman_Empire_(film)

 “Trailers”: https://www.youtube.com/watch?v=yJlxa64mKro https://www.youtube.com/watch?v=uKOJtWvSpi4 https://www.youtube.com/watch?v=topkPEonxXs

Bilhete de cinema (12,3 cm x 7,7 cm) do Teatro Império, N.º 000488, 2.ª Classe ($1.10), para o dia 18 de Agosto de 1965, sessão das 14.30 horas. Filme: “In Harms Way”. No canto superior direito – metade do selo de verba (1)

“In Harm’s Way”, filme de “guerra” (o envolvimento da marinha Americana no início da II guerra mundial, em 1941) de 1965, produzido e dirigido por Otto Preminger com os actores principais John Wayne, (2) Kirk Douglas e Patricia Neal. Produzido com o sistema “Panavision gear”, é um dos últimos filmes de “guerra”a «preto e branco». Argumento de Wendell Mayes, baseado no livro de 1962 de James Bassett. https://en.wikipedia.org/wiki/In_Harm%27s_Way

(1) https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/selo-de-verba/

(2) John Wayne (1907 –1979), em Setembro de 1964, após conclusão das filmagens deste filme, foi lhe diagnosticado cancro do pulmão tendo sido operado (extracção do pulmão esquerdo e duas costelas).

Trailers do filme: https://www.youtube.com/watch?v=Nnaf9Nneb7A https://www.youtube.com/watch?v=nc_IXNH5nA8 https://www.youtube.com/watch?v=yXzNQHNsQHk

Bilhete de cinema (12,2 cm x 7,5 cm) do Teatro Império, n.º 000116, 1.ª Classe ($1.70), para o dia 8 de Julho de 1966, sessão das 17.30 horas. Filme: “The Sound of Music

Filme musical de grande êxito mundial que, em Macau, terá batido o record de permanência em cartaz, mais de um mês, com 4 sessões diárias. Que eu me recordo, em Macau, habitualmente os filmes em estreia permaneciam somente dois a quatro dias (sempre em fins de semana, sábado e domingo ou de sexta a segunda feira quando o filme era  mais popular)

Verso do bilhete

The Sound of Music” – “Música no Coração”, filme americano, mais musical que drama, de 1965, dirigido e produzido por Robert Wise, argumento de Ernest Lehman com os actores principais: Julie Andrews, Christopher Plummer, Richard Haydn, Peggy Wood, Charmian Carr, and Eleanor Parker.

O filme é uma adaptação da peça teatral musical (adaptado para o teatro musical por Lindsay and Crouse), do mesmo nome, do ano de 1959, composto por Richard Rodgers e letras de Oscar Hammerstein II. Baseado num livro de 1949 “The Story of the Trapp Family Singers” de Maria von Trapp.

É uma das películas que maiores receitas teve em toda a história do cinema. Teve 10 nomeações para o Oscar e obteve cinco estatuetas. https://en.wikipedia.org/wiki/The_Sound_of_Music_(film)

Folheto de cinema (18 cm x 13 cm; letras vermelhas; 500 exemplares), do Teatro Império, do filme “Cavaleiro Desconhecido” (“Stranger on Horseback”), que começou a 26 de Maio de 1956.

 “Stranger on Horseback” é um filme tecnicolorido, de 1955 da “American Anscocolor”, uma “cowboiada”/Western, dirigido por Jacques Tourneur, (1) produzido por Robert Goldstein, com os actores Joel McCrea, Miroslava (2) e John Carradine. O argumento é de Herb Meadow e Don Martin, baseado numa história de Louis L’Amour.

Verso do folheto

Próxima Mudança:

I – “Marty”, filme de 1955, dirigido por de Delbert Mann com o actor Ernest Borgnine (1917-2012) cuja interpretação lhe valeu o óscar de melhor actor principal. O filme obteve 4 “Óscar”, em 7 nomeações: melhor filme, realizador, argumento, actor principal e actor secundário). https://www.imdb.com/title/tt0048666/ https://en.wikipedia.org/wiki/Marty_(film) https://nenotavaiconta.wordpress.com/2012/07/11/folhetos-de-cinema-teatro-vitoria-iv/

II – “An Alligator Named Daisy” filme britânico, comédia de 1955, dirigido por J. Lee Thompson com os actores: Donald Sinden, Jeannie Carson, James Robertson Justice, Diana Dors, Roland Culver e Stanley Holloway. https://en.wikipedia.org/wiki/An_Alligator_Named_Daisy

(1) Jacques Tourner (1904 – 1977), realizador franco-americano, conhecido pelo filme clássico noir “Out of the Past” e pelas séries de filmes de terror de baixo orçamento que fez para a RKO (os mais conhecidos “Cat People”, “I Walked with a Zombie” e “The Leopard Man”), dirigiu dois bons “westerns” em 1955: “Wichita” e “Stranger on Horseback”, ambos com o actor Joel McCrea. “Wichita” (Joel McCrea no papel de Wyatt Earp”, obteve o “Globo de Ouro” para o Melhor filme dramático.

Miroslava, em 1947

(2) Miroslava Šternová (1925 – 1955), nascida na antiga Checoslováquia, cresceu no México (onde morreu), mais conhecida com o nome de Miroslava nos filmes mexicanos (total: 28), e americanos (três filmes) https://en.wikipedia.org/wiki/Miroslava_(actress)

Trailers do filme “Stranger on horseback” em: https://www.youtube.com/watch?v=S_2-g9rEBMQ

“A Kiss Before Dying”, filme/drama de 1956 dirigido por Gerd Oswald (estreia como director). Argumento de Lawrence Roman, baseado no livro de Ira Levin de 1953 com o mesmo título. O livro foi galardoado em 1954 com o prémio “Edgar Award”, melhor primeira novela. Os principais actores são: Robert Wagner, Jeffrey Hunter, Virginia Leith, Joanne Woodward, e Mary Astor.(1) Posteriormente em 1991, baseado no mesmo livro seria realizado novo filme com o mesmo título. (2) https://en.wikipedia.org/wiki/A_Kiss_Before_Dying_(1956_film)

Verso do folheto

BREVEMENTE: “The Spanish Gardener” é um filme colorido “ VistaVision and Technicolor”, de 1956, baseado na novela de 1950, com o mesmo título, de A. J. Cronin. Dirigido por Philip Leacock, e  tem como actores: Dirk Bogarde, Jon Whiteley e Michael Hordern. https://en.wikipedia.org/wiki/The_Spanish_Gardener_(film)

(1) Trailers do filme: https://www.youtube.com/watch?v=95IWP5U_cmw https://www.youtube.com/watch?v=chlwxs2dfVA

(2) “A Kiss Before Dying” de 1991 é  dirigido por James Dearden, com os actores: Matt Dillon, Sean Young, Max von Sydow, e Diane Ladd.

Bilhete de cinema do Teatro Imperio, n.º 000555, canto superior esquerdo rasgado (12cm x 7,5 cm)

Bilhete de cinema do Teatro Império n.º 555, para o dia 4 de Janeiro de 1963, da 3.ª classe ($ 0,90) para a sessão das 14.30 horas. O filme do dia foi “Cleópatra”

Bilhete de cinema – verso

Filme americano de 1963 sobre a rainha egípcia Cleópatra dirigido (argumento adaptado pelo próprio com Ranald MacDougall e Sidney Buchman) (1) por Joseph L. Mankiewicz e produzido por Walter Wanger para a “Twentieth Century-Fox Film Corporation”. Actores principais: Elizabeth Taylor (Cleopatra); Richard Burton (Marco António); Rex Harrison (Júlio César); Martin Landau (Rufio) e Roddy McDowall (Octávio)

O filme em 1964, foi candidato a oito óscares; ganhou em quatro categorias: melhor cinematografia (cor); melhor direcção artística; melhor design de vestuário (2) ; melhor “efeitos especiais”.  https://en.wikipedia.org/wiki/Cleopatra_(1963_film)

 (1) Adaptação de um livro “The Life and Times of Cleopatra” de Carlo Maria Franzero, publicado em 1957.

(2) A actriz Elizabeth Taylor foi eleita por “Guinness World Record” com o título de  “Most costume changes in a film”; Taylor apresentou no filme com 65 conjunto de vestuário. Este “record” só foi batido quando em 1968, no filme “ Star”, a actriz Julie Andrews alterou o seu vestuário 125 vezes, ao longo do filme.

Trailers: https://www.imdb.com/video/vi2360911385?ref_=tt_pv_vi_aiv_1 https://www.imdb.com/video/vi3293488921?ref_=tt_pv_vi_aiv_2

Bilhete de cinema do Teatro Império do dia 21 de Novembro de 1965, com o n.º 000751, bilhete de 1.ª classe ($1.40 patacas), sessão às 14.30 horas, lugar: C13, para o filme desse dia: “ Von Ryan´s Express”

BILHETE (12,5 cm x 7,5 cm )
BILHETE – Verso

“Von Ryan’s Express”, filme de 1965, dirigido por Mark Robson, com os actores principais, Frank Sinatra, Trevor Howard, Raffaella Carrà, Brad Dexter e Adolfo Celi. Um “filme de guerra” ambientado na II Guerra Mundial – fuga de um grupo de prisioneiros dos aliados dum campo de prisioneiros em Itália que se apoderam dum comboio que faz o percurso Itália-Suíça. (1) Argumento de Wendell Mayes e Joseph Landon, adaptado da uma novela de David Westheimer, de 196.  Nomeado para o oscar de melhores efeitos especiais. https://en.wikipedia.org/wiki/Von_Ryan%27s_Express

(1) “um dos filmes onde a utilização da guerra (neste caso, a II Grande Mundial) aparece  como simples pretexto de uma história que poderia ter perfeitamente sucedido noutras circuntâncias (MASÓ, Xavier – A segunda guerra mundial in “O cinema enciclopédia a 7.ª arte“, Volume V, 1973, p. 176

Trailers: https://www.youtube.com/watch?v=8fLhBsfaU4Q https://www.youtube.com/watch?v=HBkBadJXZ5Y&index=4&list=PLoCAl5wnzmODicEIE8Urq2VJWb5e80C2n

Um bilhete da 1.ª classe do Teatro Império ($1.40 patacas) n.º 000665, para a sessão das 14.30 horas – do filme “Circus World”

“Circus World” é um filme norte-americano de 1964, do gênero drama, dirigido por Henry Hathaway com os actores, John Wayne, Claudia Cardinale e Rita Hayworth. O argumento foi desenvolvido por Ben Hecht (o seu derradeiro para o cinema), James Edward Grant, Julian Zimet,  a partir de uma história de Nicholas Ray e Bernard Gordon (assinou como Philip Yordan, pois estava na Lista Negra de Hollywood e, portanto, não podia assumir nenhum trabalho). O filme estava para ser dirigido por Nicholas Ray mas este sofreu um ataque cardíaco durante as filmagens de “55 Days at Peking”, em 1963. Foi substituído por Frank Capara mas este abandonou o trabalho por desavenças no argumento com James Edward Grant e o actor John Wayne. Por fim foi director, Henry Hathaway.

Verso do bilhete de cinema

O produtor Samuel Bronston construiu um estúdio na Espanha no início dos anos 1960 onde produziu as superproduções americanas, das quais a primeira foi “King of Kings” e a última, “Circus World” (entre eles o falhanço comercial de 1964, “The Fall of the Roman Empire”). O filme foi rodado pelo processo “Super Technirama 70”, de Setembro de 1963 a Fevereiro de 1964, e lançado em Cinerama nos cinemas onde isso era possível. Em Macau não foi possível por isso foi em Tecnicolor. A canção “Circus World” de Dimitri Tiomkin (música) e Ned Washington (letra) ganhou o “Globo de Ouro” para melhor canção

 (1) https://en.wikipedia.org/wiki/Circus_World_(film)

Trailers: https://www.youtube.com/watch?v=bJHUHa_AUbo https://www.youtube.com/watch?v=CxoB4mPEJLY

Um bilhete de cinema do Teatro Império, para o dia 15 de Agosto de 1966, 2.ª classe ($1.30), na sessão de 14.30 horas, com o n.º 000762 (11,5 cm x 7,5 cm)  –  filme nesse dia: IS PARIS BURNING?

VERSO DO BILHETE

«Paris Está a Arder?» é um filme franco-norte-americano de 1966, do gênero guerra, ficção histórica,  dirigido por René Clément, argumento de Gore Vidal, Francis Ford Coppola e Larry Collins, baseado no livro de Dominique Lapierre, com um vasto elenco de actores conhecidos (alguns surgindo no écran por segundos) e  entre os principais: Jean-Paul Belmondo, Charles Boyer, Alain Delon e Leslie Caron. Música de Maurice Jarre.

Candidato em 1963 ao “Oscar” para melhor filme.

Alguns trailers disponíveis: https://www.youtube.com/watch?v=X_fTJUGSZ-M&list=PLERYfTPHCPZeqZKQ https://www.youtube.com/watch?v=pYMX12KgiYk https://www.youtube.com/watch?v=-NjZQKgZoIo

A começar a 21 de Fevereiro no Teatro Império, o filme de “suspense” do mestre Alfred Hitchcock de 1945 (uma reposição) “Spellbound “ (1) (em Macau: “Fascinação”; em Portugal: “A Casa Encantada”), com apresentação prévia de reclames de dois filmes “Paris Follies” e “Heidi”)
Argumento de Angus MacPhail e Ben Hecht, adaptação duma novela “The House of Dr. Edwardes” de 1927 de Hilary A. Saunders e John Palmer.
Actores: Gregory Peck, Ingrid Bergman, Leo G. Carroll e  Michael Chekhov.
SIPNOSE: A Dra. Constance (Ingrid Bergman) é uma psiquiatra que conhece muito bem o ser humano, ao menos era o que pensava até conhecer o sinistro Dr. Anthony (Gregory Peck) que foi nomeado como substituto do diretor da clínica psiquiátrica Green Manors, onde ela trabalha. No fundo, uma bela história de amor que corre paralela a uma incursão pelos labirínticos meandros da psicanálise, com uma sequência de antologia: o sonho de Gregory Peck, encenado por Salvador Dali. (2)
https://en.wikipedia.org/wiki/Spellbound_(1945_film)
https://www.imdb.com/title/tt0048094/

PRÓXIMA MUDANÇA:
Filme “Tecnicolorido” “PARIS FOLLIES” (“Férias Parisienses”), que foi apresentado em Macau a 24 de Fevereiro de 1956. Espectáculo para maiores de 18 anos, filme de 1955, dirigido por Leslie Goodwins.
https://www.imdb.com/title/tt0044696/
BREVEMENTE
HEIDI”, filme suíço de 1952, versão inglesa produzida por Peter W. Riethof e dirigido por Luigi Comencini. O argumento foi escrito por Lazar Wechsler, baseado na literatura infantojuvenil homónima de 1880 da suíça Johanna Spyri. Segundo a crítica cinematográfica, a melhor transposição para o cinema da novela original.
Actores: Elsbeth Sigmund (estreia), Heinrich Gretler e Thomas Klameth. Teve uma  sequela intitulada “Heidi und Peter” de 1955.
(1) Oscar em 1946 (EUA) na categoria de melhor trilha sonora para cinema – comédia/drama. Esteve indicado para as categorias de melhor filme, melhores efeitos especiais, melhor diretor, melhor fotografia preto-e-branco e melhor ator coadjuvante (Michael Chekhov).
(2) https://www.youtube.com/watch?v=gnqyCM42fOU
Trailers:
https://www.youtube.com/watch?v=HIBaGIUbXqI
https://www.youtube.com/watch?v=Qku4jtvtay8