Archives for posts with tag: Serviços de Saúde
Extraído de «BPMT»,  XX-2 de 10 de Janeiro de 1874, p. 6

O discurso do governador encontra-se disponível para leitura em: https://www.archives.gov.mo/pt/bo/1874/01 (pp.6-7)

Os discursos do chefe de serviço de saúde, Dr. Lúcio Augusto da Silva, bem como do presidente/procurador do Leal Senado, Júlio Ferreira Pinto Basto e do secretário-geral do governo, bacharel Henrique de Castro) encontram-se disponíveis em: https://www.archives.gov.mo/pt/bo/1874/01 (pp. 7-8))

Extraído de «BPMT»,  XX-2 de 10 de Janeiro de 1874, pp. 7-8

Pequeno opúsculo (8 páginas) (1) com um resumo científico da área da Dermatologia Sanitária, do Dr. M. J. de Campos Magalhães, dermato-leprólogo dos Serviços de Saúde de Macau, (2) sobre o estado da lepra em Macau no ano de 1982, intitulado: “MACAU-1982: RETRATO DA HANSENÍASE” (1)

Capa e contracapa
Capa
Página 3
Páginas 4 e 5
Páginas 6 e 7
Página 8

Conforme os dados clínicos apresentados, em 1982 estavam a ser seguidos noventa e seis pacientes com esta doença Destes 96 enfermos, quarenta e quatro (22 de cada sexo), revelavam algum grau de incapacidade, na maioria entre pacientes asilados no Sanatório de Ká-Hó. Os novos doentes já eram tratados ambulatoriamente e de acordo com a gravidade da forma clínica faziam numa fase inicial o tratamento intensivo, mais ou menos longa, no Isolamento do Hospital Central Conde de S. Januário.

(1) MAGALHÃES, M. J. de Campos – Macau-1982: Retrato da Hanseníase, Edição de autor, 1983? (sem indicação), 8 p, 21 cm x 15 cm.

(2) Manuel José de Campos Magalhães licenciado pela Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra em 1952, ingressou no corpo clínico do Hospital Rovisco Pais (Leprosaria Nacional) até 1959 data em que foi contratado para Moçambique. Possuiu a especialidade de Dermatologia, e o Curso Superior de Micologia Médica do Instituto Pasteur de Paris (onde esteve como bolseiro da O.M.S. em 1964/65). De 1959 a 1972 exerceu as funções de médico leprólogo dos Serviços de Saúde de Moçambique e foi designado para a chefia do Serviço de Combate à Lepra de Moçambique em fins de 1972. No quadro dos Serviços de Saúde de Macau desde 1977 até à sua reforma.

BO n.º 21 de 26-05-1997, pp. 255/256

Aos membros da comissão executiva, patrocinadores, e a todos os palestrantes foram oferecidos como lembrança uma placa de metal/latão com formato triangular (16 cm de cada lado) com uma inscrição à volta do centro (onde está o logo da reunião) com os dizeres “ REUNIÃO INTERNACIONAL DE GASTROENTEROLOGIA MACAU DEZ.85.”

Verso

Placa fabricada em Hong Kong pela empresa “Perfect”

Os participantes e acompanhantes da “Reunião Internacional de Gastroenterologia /Internacional Meeting on Gastroenterology” cujo início se realizaria de 6 a 10 de Dezembro de 1985 (Ver postagem a ser publicada amanhã) foram recebidos pelo Presidente do Leal Senado, major Carlos José de A. Algéos Ayres e vereadores, no salão nobre do Leal Senado para um cocktail de boas vindas, no dia 5 de Dezembro, pelas 19.30.

O Presidente do Leal Senado oferecendo uma lembrança ao Professor Dr. José Manuel Carrilho Ribeiro (major general médico 1933-2007) em nome da Sociedade Portuguesa de Gastroenterologia.

O Presidente do Leal Senado oferecendo uma lembrança ao Professor Dr. David Todd, do Departamento de Medicina da Universidade de Hong Kong.

NOTA – fotos do autor

Continuação da exposição “PSIQUIATRIA EM MACAU PERSPECTIVA PARA A COMUNIDADE “que decorreu de 29 de Novembro a 3 de Dezembro de 1989, no Pavilhão do Jardim de Lou Lim Iok, uma iniciativa conjunta do Leal Senado e da Direcção dos Serviços de Saúde (Serviço de Psiquiatria). (1)

Fotos das actividades desenvolvidas nomeadamente o papel do terapeuta ocupacional em psiquiatria

Papel do Terapeuta Ocupacional em Psiquiatria
Passeios terapêuticos
Actividades desportivas
Trabalho terapêutico
Refeitório
Sessões terapêuticas
Homenagem à terapeuta ocupacional de saudosa memória Teresa Coelho.
Música Terapia

(1) https://nenotavaiconta.wordpress.com/2021/11/29/noticias-de-29-de-novembro-a-3-de-dezembro-de-1989-psiquiatria-em-macau-i/

Com iniciativa conjunta do Leal Senado e Direcção dos Serviços de Saúde (Serviço de Psiquiatria), decorreu diariamente com o título “PSIQUIATRIA EM MACAU PERSPECTIVA PARA A COMUNIDADE “ de 29 de Novembro a 3 de Dezembro, no Pavilhão do Jardim de Lou Lim Iok, uma exposição (apresentação de diaporamas) e  funcionamento de “ateliers” com a participação activa de doentes, versando a problemática de saúde mental.

CARTAZ  (75 cm x 50 cm)
CARTAZ – verso

No verso do poster encontram-se fotos das actividades desenvolvidas (a publicar em posterior postagem) e uma descrição (em português e chinês) de:

I – Introdução à exposição.

            “Tendo as recomendações da ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE” como orientação, introduziram-se nos últimos anos no Serviço de Psiquiatria do Hospital S. Januário, modificações no seu modo de funcionamento tendo como objectivos, através de um trabalho em equipa integrando conhecimentos de áreas afins, de acordo com o modelo “bio-psico-social”, criara condições para a realização de um tipo de intervenção terapêutica voltada para a desinstitucionalização e reinserção socio-familiar das pessoas com alterações mentais. Pretende-se com esta iniciativa a divulgação junto da comunidade daquilo que têm sido essas mudanças. …

II – Recomendações da OMS para a área saúde mental.

III – O Serviço de Psiquiatria (composição; consulta externa; enfermaria de doentes agudos; enfermaria de doentes crónicos (Unidade de Psiquiatria da Taipa); pessoal e funcionamento.

IV- O Serviço Social em psiquiatria

Dois porta-chaves iguais, dos Serviços de Saúde Macau, década de 90 (século XX), lembrança da campanha do tabagismo.

Dimensões: 5, 5 cm x 4 cmArgola: 2 cm de diâmetro

Não fume  不伋煙 大家好 para o nosso bem-estar

不伋煙 大家好 mandarim pīnyīn: bù jí yān dà jiā hǎo; cantonense jyutping: bat1 kap1 jin1 daai6 gaa1 hou2

Esta notícia do falecimento em Macau a 17 de Junho de 1856 do médico José Severo da Silva Telles, filho de António Gomes Teles e de Teresa de Jesus da Silva (nascido em Lisboa), devido a lesão orgânica do coração, foi anteriormente postado neste blogue – VER em (1)

Entretando encontrei a notícia deste mesmo acontecimento publicado no «BGPMTS», de 1856 na coluna “NECROLOGIA” (assinado por J.J.B.) onde traz uma nota biográfica do falecido com outras informações.

Veio para Macau em 1815 e aqui casou a 25 de Janeiro de 1817 com Ana Joaquina do Rego. Teve de Ana Joaquina, 7 filhos.

Obteve a carta de cirurgião a 2-08-1814; admitido como cirurgião do Partido em 15-02-1817 (com o ordenado de 400 taéis anuais); em 1817 nomeado Cirurgião mor do Batalhão Príncipe Regente; em 1824 alferes do Batalhão do Príncipe Regente; em 1825, tenente graduado; em 1830 capitão graduado; em 1846, nomeado Director do Hospital Militar e desde essa época até 1853, serviu interinamente de Cirurgião-mor da Província.

Também serviu como primeiro cirurgião dos Hospitais de S. Rafael e de S. Lázaro. Em 1849 foi encarregado da chefia dos Serviços da Saúde. De 1827 a 1835 foi vereador do Leal Senado. Reformou-se em Janeiro de 1855. Armado Cavaleiro da Ordem de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa (3 de Fevereiro de 1848) (2)

Extraído de «BGPMTS», II-43 de 16 de Agosto de 1856, p. 172

NOTA: O 2.º filho, Joaquim Cândido da Silva Teles, nascido a 27-08-1819, também foi médico-cirurgião em Macau. Em 1842 nomeado ajudante do Batalhão do Príncipe Regente e em 1857, nomeado cirurgião ajudante graduado do mesmo Batalhão. Em 1863, foi cirurgião-mor deste Batalhão e em 1878 cirurgião-mor do Corpo da Polícia, e na ausência do Dr. Lúcio da Silva (em Sião) foi nomeado chefe interino dos Serviços de Saúde. Reformado em 1877 com a graduação de major. (2)

(1) https://nenotavaiconta.wordpress.com/2016/06/17/noticia-de-17-de-junho-de-1856-jose-severo-da-silva-teles/

(2) Dados biográficos retirados de TEIXEIRA, Pe. Manuel – A Medicina em Macau, Volumes III-IV,1998, pp.98 a 105

O pessoal dos Serviços de Saúde, ofereceu, no dia 31 de Maio de 1952, um jantar de despedida, no Hotel Boa Vista, ao Dr. Fernando Tomás Gonçalves, médico dos referidos serviços.

O Dr. Aires Pinto Ribeiro, Chefe dos Serviços de Saúde, no uso da palavra
O Dr. Aires dos Santos Brígido enaltecendo as qualidades do homenageado Fotos extraídos de «Mosaico», IV-21-22 de Maio e Junho, 1952

Dr. Fernando Tomás Gonçalves (1915 – ?) foi nomeado médico de 2.ª classe do quadro médico comum e colocado em Mcau por portaria ministerial de 24 de Novembro de 1947. Apresentou-se na Repartição Central dos Serviços de Saúde de Macau em 26 de Junho de 1948, onde tomou posse na mesma data. Por portaria de 7 de Julho de 1948 foi nomeado adjunto do Delegado de Saúde de Macau e Ilhas e por portaria de 22 de Junho de 1949 foi nomeado Delegado de Saúde, tendo sido exonerado deste cargo a 3 de Março de 1950, por se ter apresentado o médico de 1.ª classe Dr. João Albino Cabral. Nessa data, passou a ser adjunto do Delegado de Saúde, cargo que exerceu até acabar a comissão, embora com alguns períodos noutras funções como médico analista dos Serviços de Saúde (1951-1952) aquando da ausência do titular, o Dr. Reinaldo da Silva Sousa Vieira. Foi louvado por ter exercido pela competência, dedicação e probidade as funções de director substituto do Laboratório de Análises Clínicas do Hospital Central Conde de S. Januário em 2 de Janeiro de 1952

Representou Macau (juntamente com os Drs. Aires Pinto Ribeiro e José Marcos Batalha) no Primeiro Congresso Nacional de Medicina Tropical, realizado em Lisboa, de 24 a 29 de Abril de 1952.

Embarcou em 5 de Junho de 1952 com destino a Moçambique, para onde foi transferido. (referências biográficas recolhidas de TEIXEIRA, Pe. Manuel – A Medicina em Macau, Volumes III-IV, 1998, pp. 380-381).

D. Lígia Pinto Ribeiro cantando no Teatro D. Pedro V

Realizou-se na noite de 14 de Abril de 1952, um concerto, no Teatro D. Pedro V, em benefício do Colégio D. Bosco de Artes e Ofícios, promovido pela senhora Lígia Pinto Ribeiro, (1) esposa do Dr. Aires Pinto Ribeiro, ilustre Chefe de Serviços de Saúde. (2) Acompanhou-a ao piano, o professor Harry Ore. (3)

O professor Harry Ore, na execução de um dos números do seu programa

A Sra. D. Lígia Pinto Ribeiro recebendo cestos e ramalhetes de flores das mãos dos alunos do Colégio D. Bosco

Os lugares de honra, no Teatro D. Pedro V, ocupados pelas altas individualidades da província

Fotos extraídos de «MOSAICO», IV-21/22 de Maio e Junho de 1952

(1) Lígia Edmunda de Morais Correia de Sá Pinto Ribeiro – ver anteriores referências em: https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/ligia-pinto-ribeiro/

(2) Dr. Aires Pinto Ribeiro (1899) – Formado em Medicina pela Universidade do Porto, praticou nos hospitais do Porto, nomeado em 1925 médico do Quadro de Saúde Moçambique, onde esteve em diversas funções médicas até 1948, quando foi transferido para Macau para exercer o lugar de Chefe da Repartição Central dos Serviços de Saúde (4 de Maio de 1948). Em 1950 nomeado vice-presidente do Conselho do Governo e em 1951, tomou posse do cargo de Encarregado do Governo (18 de Abril até 23 de Novembro de 1951, data da chegada do Governador Almirante Joaquim Marques Esparteiro (1951-1957). Em 15 de Abril de 1955, nomeado Inspector Superior da Saúde do Ultramar pelo que deixou a chefia da Repartição Provincial dos Serviços de Saúde e Higiene de Macau, em 31 de Julho, seguindo para Portugal a 1 de Agosto. Ver anteriores referências em: https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/aires-pinto-ribeiro/

(3) https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/harry-ore/