Archives for posts with tag: Restaurante Lisboa

Realizou-se no dia 8 de Março de 1977, o jantar da Primavera e de homenagem ao Governador Garcia Leandro e a sua Esposa no Restaurante Lisboa oferecido por Hó Yin representante da Comunidade Chinesa e sua Esposa e para o qual foram convidadas as principais autoridades civis, militares e religiosas, numerosas pessoas das mais diversas categorias sociais, em número de algumas centenas, estando também presentes os pais e sogra do Governador que se encontravam neste território.

Na mesa redonda de honra, posta para 24 convivas, sentaram-se os anfitriões, o casal Ho Yin e os especiais homenageados, o casal Garcia Leandro, com os convidados de maior destaque naquele banquete.

O Sr. Ho Yin no seu discurso focou o problema da electricidade em Macau:
“A nova Central Eléctrica de Coloane poderá entrar já em funcionamento no Verão do corrente ano, prevendo-se, portanto, que o problema de fornecimento de energia eléctrica ficará resolvido. Porém, a Companhia de Electricidade de Macau está sobrecarregada de dívidas, e não será forma salutar ter de pagar, a longo prazo, avultadas somas em juros. Peço sinceramente às autoridades de Macau, a todos os sectores comerciais, bem como a toda a população – já que sabemos que o deficiente fornecimento de energia eléctrica traz grandes prejuízos para o progresso e desenvolvimento deste Território….”
Após as palavras de saudação de Ho Yin, o Governador de Macau, Garcia Leandro, agradeceu a oportunidade que lhe era dada, para significar aos anfitriões o prazer daquele convívio, que servia para estreitar os laços de amizade que unem as duas comunidades que aqui trabalham para melhorar a situação económica de cada cidadão e da própria comunidade.
Ambos os discursos foram traduzidos para as línguas portuguesa e chinesa pelo Chefe da Repartição dos Assuntos Chineses, António Galdino Dias.
O jantar de ementa chinesa que começou às 20.00 horas, terminou cerca das 20.00 horas. (1)
(1) Fotos e reportagem de MACAU B. I. T., 1977.

Apresentei em 17-02-2116, um saco de compras do «Restaurante Lisboa» (1)
Hoje apresento duas caixas de fósforos desse restaurante que ficava no Hotel Lisboa, 1º andar. (2).
Terão sido as primeiras caixas de fósforos distribuídas no restaurante e no hotel Lisboa , após a inauguração em 1970.
CAIXA DE FÓSFOROS - RESTAURANTE LISBOA IAs duas caixas de fósforos são do mesmo tamanho (5,7 cm x 3,5 cm x 0,9 cm) e configuração  variando no entanto, na coloração quer na imagem do Hotel Lisboa quer no outro lado (fundo amarelo ou cor-de-rosa pálido)
Um dos lados, a imagem do Hotel Lisboa.
CAIXA DE FÓSFOROS - RESTAURANTE LISBOA IIO outro lado, o logótipo do restaurante a verde, caracteres chineses a vermelho e o fundo amarelo
CAIXA DE FÓSFOROS - RESTAURANTE LISBOA III

Numa outra caixa, a mesma impressão mas num fundo cor-de-rosa pálido.

CAIXA DE FÓSFOROS - RESTAURANTE LISBOA IVCAIXA DE FÓSFOROS - RESTAURANTE LISBOA VN.ºs de telefones: 7026 e 7036
CAIXA DE FÓSFOROS - RESTAURANTE LISBOA VIAs cabeças dos fósforos são de cor vermelha.

(1) https://nenotavaiconta.wordpress.com/2016/02/17/saco-de-compras-restaurante-lisboa/
(2) Anteriores referências do Hotel Lisboa:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/hotel-lisboa/

SACO COMERCIAL RESTAURANTE LISBOA ISaco de compras do Restaurante Lisboa do Hotel Lisboa, de formato rectangular, com uma pega e  fitas (branco e vermelho). Creio que este restaurante com este nome já não existe dentro do Hotel Lisboa. Possivelmente o espaço estará ocupado com outro nome.
SACO COMERCIAL RESTAURANTE LISBOA IIIAltura 24 cm; largura 18 cm; base: 25,5 cm x 18 cm
SACO COMERCIAL RESTAURANTE LISBOA IISACO COMERCIAL RESTAURANTE LISBOA IVDum lado com o logótipo a verde e o nome chinês do restaurante a vermelho.
SACO COMERCIAL RESTAURANTE LISBOA VSACO COMERCIAL RESTAURANTE LISBOA VIDo outro lado, o logótipo a vermelho e o nome do restaurante em chinês a verde.
SACO COMERCIAL RESTAURANTE LISBOA VIIPossivelmente da década 80 (século XX). Telefone 77006: 77036

SACO COMERCIAL RESTAURANTE LISBOA VIII