Archives for posts with tag: Jornal «Ou Mun»

Mais dois postais ( 18 cm x 12 cm), mais duas excelentes fotografias de Macau. (!)
A primeira de Ou Ping (2), de 1969,  a lembrar os arcos monumentais comemorativos do Dia Nacional da China. Antes de 1966, eram construídos para o dia 1 de Outubro (República Popular da China) e depois desmontavam-se para edificarem outros no mesmo sítio para o dia 10 de Outubro (República da China….). Pelo meio, comemorava-se o 5 de Outubro (sem os arcos mas com outras cerimónias oficias) e como estudante celebrava-se alegremente 3 feriados. Após os acontecimentos de 1966 (1,2,3) aboliram-se os festejos nacionalistas de 10 de Outubro.
A segunda de Lei Chiu Vang (3)
Esta foto documenta um dos costumes da comunidade piscatória “tanká” (palavra chinesa empregada para referir à população cantonense que vive e trabalha em barcos os chamados tancareiros ou homens do mar- população flutuante do Sul da China) Os miúdos que faziam toda a sua vida nas lorchas/sampanas, quando começavam a saber andar, eram-lhes postos à cintura um ou dois “boiões” para servirem de sinalização/bóias caso caíssem ao mar.
(1) Da colecção do Museu de Arte de Macau.
Ver anterior referência em:

(2) Ver anterior referência em:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/lei-chiu-vang/
(3) Lei Chiu Vang,-  李超宏  (mandarim pīnyīn: lǐ chāo hóng; cantonense jyutping: lei5 ciu1 wang4) foi um prestigiado fotógrafo de Macau, sócio honorário da Associação Fotográfica de Macau, membro da Real Associação Fotográfica do Reino Unido, sócio da Associação de Estudo de 35mm de Hong Kong e sócio vitalício da Associação Fotográfica Chinesa de Hong Kong. Foi fotógrafo do jornal Ou Mun durante mais de quarenta anos e, durante as horas vagas, dedicava-se a tirar fotografias nas ruas e ruelas do território, registando em película variados aspectos do quotidiano das diversas camadas sociais de Macau, assim como diversas paisagens do território.
https://www.iacm.gov.mo/files/boletim/072004/mon_07_11_p.htm

Averiguações feitas pelo Comissário da Polícia sobre o facto apontado pelo diário chinês de Macau «Ou Mun Iat Pou», em que os empregados do exclusivista de recolha de matérias fecais exigiram dinheiro à população, pela remoção daquelas matérias das latrinas das casas.

Processo n.º 64 – Série A –  Boletim do Arquivo Histórico de Macau, Tomo I – Jan/Jun 1985.

Hoje realiza-se em Macau, a 33.ª edição da «Marcha da Caridade do jornal Ou Mun», evento organizado anualmente no Mês de Dezembro pela Associação de Beneficência dos Leitores do Ou Mun, o jornal em língua chinesa com maior tiragem no território.
O local de concentração neste ano é junto à estátua de Kun Iam, na Avenida Dr. Sun Yat-Sen, tendo o percurso cerca de 4 quilómetros.
vestuario-desportivo-do-s-s-2000-completovestuario-desportivo-do-s-s-2000-logotipo-pormenorComo recordação da minha participação no ano de 2000 (a primeira «Marcha» após a transferência da soberania do território), apresento  o vestuário desportivo  oferecido nesse ano aos funcionários dos Serviços de Saúde a fim de participarem na «Marcha de Caridade por um Milhão».

vestuario-desportivo-do-s-s-2000-calcas

vestuario-desportivo-do-s-s-2000-gola

vestuario-desportivo-do-s-s-2000-logotipo