Nasceu em 30 de Dezembro de 1883, em Macau, João Tamagnini de Sousa Barbosa (1) (faleceu em 1948, em Lisboa), militar do Exército Português, habilitado com o curso de engenharia militar, tendo chegado a Brigadeiro de Engenharia. (2)

João Tamagnini Barbosahttp://pt.wikipedia.org/wiki/Jo%C3%A3o_Tamagnini_Barbosa

 Ministro de Sidónio Pais (XV Governo Republicano), entre 12 de Dezembro de 1917 e 14 de Dezembro de 1918. Ocupou as pastas das colónias (de 11 de Dezembro de 1917 a 15 de Maio de 1918), do interior (secretário de Estado de 15 de Maio a 8 de Outubro de 1918) e das finanças (secretário de Estado de 8 de Outubro a 23 de Dezembro de 1918).
Presidente do Ministério e Ministro do Interior (XVI Governo Republicano) de 23 de Dezembro de 1918 a 7 de Janeiro de 1919, durante o governo de Sidónio Pais. Morto este, continuou no governo da presidência de João do Canto e Castro.
Foi também dirigente desportivo ligado ao Sport Lisboa e Benfica (presidente da Mesa da Assembleia Geral para os anos de 1946/47, e depois presidente da direcção).
Foi Grão-mestre da maçonaria do rito escocês em 1933.

(1) 2.º Filho de Artur Tamagnini de Abreu da Mota Barbosa que esteve em Macau de 1877 como 2.º oficial da administração de fazenda militar, fazendo parte do 3.º Batalhão do Regimento de Infantaria do Ultramar, onde exercia as funções de quartel-mestre. Foi depois nomeado, em 1879, contador interino da junta de fazenda de Macau e Timor. Voltou ao Reino em 1880. Regressou a Macau e 1882, tendo sido nomeado em 1884 inspector da fazendo provincial. Esteve colocado em Macau, 14 anos, 6 meses e 4 dias.(3)
Era irmão de Artur Tamagnini Barbosa (1881-1940), que governaria Macau por 3 vezes.
(2) GOMES, Luís G. – Efemérides da História de Macau
(3) TEIXEIRA, P. Manuel – Toponímia de Macau Volume II.
Referências ao Governador Tamagnini Barbosa em:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/artur-tamagnini-barbosa/