Archives for posts with tag: Hospital Militar da Flora / Enfermaria Militar

Actividades realizadas pelo governador de Macau Pedro Correia de Barros (governador de 8 de Março de 1957 a 17 de Setembro de 1959), durante o mês de Maio de 1957, cujas fotos foram publicadas no Boletim Geral do Ultramar (1)

Visita do governador à oficina de bordados do Colégio de Santa Rosa de Lima (presença do bispo, D. Policarpo da Costa Vaz)
Aspecto da chegada do governador de Hong Kong, Sir Alexander Grantham, em visita particular ao governador de Macau
O governador Pedro Correia Barros discursando no jantar em sua homenagem oferecido pela comunidade chinesa
Visita do governador com inauguração de vários melhoramentos no edifício da Enfermaria Militar, na Flora

(1) «BGU»,  XXXIII- 304, Junho de 1957.

Ao ler “Breves Considerações sobre o Aspecto Militar da Colónia “ do Capitão Fausto Correia, Chefe do Estado Maior” (1), deparei com esta foto com o título “Exercícios de instruções das tropas”.

Exercícios Militares na Flora I

Creio que serão os mesmos exercícios militares que publiquei em “Hospital Militar da Flora I” (2). Nessa data (07-01-2012) desconhecia a datação das fotos (do álbum de meu pai). Como a publicação do livro foi em 1940, esses exercícios terão ocorrido em finais da década de 30.

A juntar às quatro fotografias publicadas em (2) outras quatros restantes, dos mesmos exercícios.

Exercícios Militares na Flora II

Exercícios Militares na Flora III

Exercícios Militares na Flora IV

Exercícios Militares na Flora V

(1)  in  Publicação da União Nacional de Macau no Ano XIV da Revolução. Tipografia do Orfanato Salesiano, 1940, 137 p.
(2)  https://nenotavaiconta.wordpress.com/2012/01/07/hospital-militar-da-flora-i-2/

Na Avenida Sidónio Pais, onde hoje se concentra as instalações do Departamento de Trânsito do Comissariado de Trânsito de Macau (DM/CTM) (1), foi desde 1969, “Comando da Polícia de Segurança Pública” ou “Central da Polícia”. Este postal refere-se às “novas instalações” do Comando, concluídas as  obras de restauro após desactivação das instalações como Enfermaria Militar (31 de Dezembro de 1968) (1)

Foto “actual” da entrada do DT/CTM, retirada de (2)

(1) Ver anterior post referente à Enfermaria Militar
               https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/hospital-militar-da-flora/
(2) http://www.fsm.gov.mo/psp/por/ppsp_org_map_dt.html

Esta “autorização” (dispensa de usar farda, muito “cobiçado” pelos militares que a pretexto de doença, ou não, podiam assim circular pela cidade “à paisana”) da Enfermaria Militar de Macau de 12 de Março de 1960, “autorizava a trajar civilmente no dia 12 de Março de 1960, o Soldado n.º 2428, Afonso Cabral da Costa” (1)

Este impresso (impressos da década de 50 – reparar que 195… foi “actualizada” para 1960) não está assinada mas tem o carimbo do Director.
Conforme meu post anterior – HOSPITAL MILITAR DA FLORA (I), a ENFERMARIA MIITAR manteve essa denominação até 01/08/1960 quando passou a designar-se ENFERMARIA DA GUARNIÇÃO (1).
Reparar que no verso deste impresso está escrito à mão, dois versos (populares). Seria do próprio ??? ou de terceiros ???

Se os beijos que te dei,
florissem como o alecrim,
eram as tuas faces
um lindo jardim
-o-
Quem casar com um careca
tem a morte à sua beira
De manhã quando acorda
encontra-se com uma caveira

(1) Encontrei este documento num livro que adquiri no alfarrobista, por isso, desconheço quem é esse militar. Se por qualquer motivo, o mesmo ou seu familiar, não desejem que seja citado, entrem em contacto comigo através do endereço electrónico, para que seja retirado de imediato.
(2) TEIXEIRA, Pe. Manuel – Os militares em Macau. Edição do Comando Territorial Independente de Macau, 1975, 614 p.

Na Avenida Sidónio Pais (1) , onde hoje se concentra as instalações de Departamento de Trânsito do Comissariado de Trânsito de Macau (DT/CTM), e que anteriormente tinha sido “Comando da PSP” ou “Central da Polícia”, era nas décadas de 50 e 60, a Enfermaria Militar mais conhecida por “Hospital Militar da Flora“. Foi “inicialmente”  quartel (ver uma foto não datada de Mam-Took ) (2) e quartel de artilharia em 1930. (conforme foto publicado por João Botas) (3)

Mas parece haver muitas vezes, alguma confusão quando se fala do “Quartel da Flora”. Deve-se distinguir o terreno onde esteve o Hospital e o outro, situado na mesma zona, por detrás da Escola Infantil (hoje, Jardim de Infância D. José da Costa Gomes), no enfiamento da Estrada da Vitória com a Rua da Fonte de Inveja, onde foi edificada o Quartel da Flora (junto à Fonte da Inveja). Esteve sediada neste quartel, a companhia de engenharia, depois a de artilharia e posteriormente a Companhia Independente de Caçadores ) (4)
Quando é que aquelas instalações iniciaram as suas actividades como Enfermaria Militar não consegui saber mas dados recolhidos pelo Pe. Teixeira (5), estas já funcionavam em  1954 :
1949 – É criada a “Enfermaria de Guarnição” no edifício do quartel de S. Francisco
1951 – O Hospital Militar de Macau era constituído pela seguintes formações:
– Enfermaria Militar de S. Francisco
– Enfermaria Militar do Hipódromo
Serviços e Leitos ocupados por militares do activo no Hospital Conde de S. Januário e Hospital S. Rafael (p. 526)
1954 – Entre as unidades da Guarnição de Macau constava:
                    – Enfermaria Militar (Flora) ,
                    – Companhia de Engenharia (Flora) (criada em 22-09-1951)
1959: Enfermaria Militar era uma Unidade Militar
01/08/1960 – A Enfermaria Militar passa a ter a designação de Enfermaria da Guarnição, nessa data chefiada pelo capitão de Serviço de saúde Sebastião José Barros Guerreiro.
1963: A enfermaria da Guarnição passa a ser uma Sub-Unidade
31/12/1968 – Desactivada a Enfermaria da Guarnição”

Estas fotos que apresento (todas com 16 cm x 11,5 cm com uma margem de 0,5 cm de cada lado) são possivelmente da inauguração (?) do Hospital ou de data anterior, possivelmente aquando da visita oficial de alguma  entidade militar estrangeira ou comemoração de uma data festiva.  Pertencentes ao álbum do meu pai, as fotografias não se encontram  datadas e não possuo mais informações acerca delas.

(á direita a Estrada da Vitória; os carros de transporte de tropas têm o símbolo da artilharia)

Infelizmente algumas fotografias, estão em mau estado de conservação,  mas dão-nos uma ideia da presença de uma delegação estrangeira (?) ou entidades governamentais (à civil) presenciando exercícios militares com uso de canhões, no terreno amplo de terra batida (servia de campo de futebol, exercícios de ginástica militar) que ia do quartel até ao Monumento da Vitória (o terreno hoje ocupado por um conjunto residencial denominada Parkview Garden)

(preparando para o tiro)

(á direita da foto , a Escola Primária Oficial «Pedro Nolasco da Silva» – hoje Escola Secundária Luso-Chinesa e à esquerda a Rua da Vitória com os antigos “palacetes” residenciais e ao longe, no alto,  a casa Nolasco da Silva, depois Convento do Preciosos sangue e hoje Autoridade Monetária de Macau )

Há uma referência de Gonzaga Gomes em (6) sobre os melhoramentos efectuados pelo Governador Januário Correia de Almeida (visconde de S. Januário) e entre eles, constava “a guarda principal na Flora”:

uma nova casa para a guarda principal na Praia Grande (as outras foram construídas no campal das Portas do Cerco, no campo de Santo António, no Largo de Matapau e na Flora, respectivamente, as duas primeiras em 1863, e as duas restantes em 1886 e 1869)…”

Para os interessados, encontram-se referências sobre este tema nos:
                    http://macauantigo.blogspot.com/2009/04/quartel-da-flora-ao-longo-dos-tempos.html
UMA OPINIÃO: Em http://macauantigo.blogspot.com/2009/04/quartel-da-flora-ao-longo-dos-tempos.html, João Botas apresenta quatro fotografias com a legenda “Quartel da Flora ao longo dos tempos“. A 2.ª foto, creio tratar-se das casas que ficavam à frente desse quartel (e não o quartel) vendo a Avenida Sidónio Pais  na direcção SW para NE,  o inicio da Avenida de Horta e Costa à direita e o carro que se vê à esquerda possivelmente circulava na Rua de Silva Mendes.
                    http://macauantigo.wordpress.com/page/2/
Outra foto publicada em http://macauantigo.wordpress.com/page/2/ do mesmo autor, está legendada “Na cerimónia militar a 24 de Junho de 1940 junto ao Monumento da Vitória no dia de Macau”, já se via bem a futura Enfermaria Militar.

(1) Mapa tirada do site: http://www.fsm.gov.mo/psp/por/ppsp_org_map_dt.html
(2)  http://actd.iict.pt/view/actd:AHUD6882
Neste site do Instituto de Investigação Científica Tropical, aparece uma foto com a legenda “Quartel da Flora” do fotógrafo Mam-Took, não datada. Ter-se-á tratado do original ou primitivo quartel que terá sido reconstruído ou reedificado para o mesmo lugar onde posteriormente foi a Enfermaria Militar.
(3)  http://macauantigo.blogspot.com/2009/12/quartel-da-flora-decada-1930.html
(4) Em http://cronicasmacaenses.files.wordpress.com/2011/05/exercito-portugues-macau2-flora.jpg, pode-se ver uma foto da porta de armas do quartel da Companhia Independente de Caçadores n.º 2 (c. 1957) sediada neste quartel
(5) TEIXEIRA, Pe. Manuel – Os militares em Macau. Edição do Comando Territorial Independente de Macau, 1975, 614 p.
(6) GOMES, Luiz Gonzaga – Páginas da História de Macau citada na “Antologia de autores macaenses e residentes em Macau” (p. 120) in ” A Influência da Cultura Portuguesa em Macau” de Rafael Ávila de Azevedo, 1984
http://cvc.instituto-camoes.pt/index.php?option=com_docman&task=cat_view&gid=57&Itemid=69