Archives for posts with tag: Escola Técnica dos Serviços de Saúde

João Pires Cutileiro, escultor (também ceramista) mais conhecido pelas suas esculturas em mármore, nascido em Lisboa em 1937, faleceu nessa mesma cidade no dia 5 de Janeiro deste ano.

Viveu e trabalhou em Évora desde 1985, tendo duas das suas obras expostas ao público em Macau: uma no jardim do Centro Cultural de Macau, inaugurado a 19 de Março de 1999, de um grupo escultórico esculpido em mármore cinzento de Estremoz com um barco de pedra e cavaleiros preparados para a guerra, inspirados nos guerreiros de terracota de Xian e a outra, mais escondida do público, “corpo feminino-mulher deitada” de 28 de Novembro de 1989, colocada no átrio principal de entrada aquando da inauguração do 1-ª edifício do conjunto dos três edifícios que constituía o Centro Hospitalar Conde de S. Januário.

Átrio principal da entrada do Centro Hospitalar Conde de S. Januário (C.H.C.S.J.) edifício do Bloco Clínica Obstétrica e Pediatra (para a esquerda da foto) e da Clínica Médico – Cirúrgica (para a direita da foto). Ao fundo, no centro, a escultura de João Cuteleiro.

Apresento três postais de uma colecção de seis (15 cm x 10 cm) que os Serviços de Saúde de Macau editou a propósito dos 120 anos da inauguração do «Hospital Militar de Sam Januário”, inaugurado a 6 de Janeiro de 1874.

Perspectiva do átrio principal do C.H.C.S.J.
Escultura de João Cutileiro – 1989; Átrio principal do C.H.C.S.J
Escultura de João Cutileiro (pormenor) – 1989; Átrio principal do C.H.C.S.J.

Recorda-se que a escultura não foi bem vista pela comunidade chinesa, apesar da ideia da mulher nua ter sido baseada na tradição dos tempos dos imperadores em que as mulheres dos mandarins não podiam ser observadas pelos curandeiros/médicos. Assim quando estavam doentes, as aias ou criadas levavam uma boneca /pequena escultura e apresentavam-na aos médicos, apontando o local da dor/maleita. Se precisassem ser observadas o médico somente podiam palpar o pulso para fazer o diagnóstico.

A escultura controversa foi, por isso, posteriormente transferida para o átrio do terceiro edifício deste Centro Hospitalar – a entrada para a Escola Técnica dos Serviços de Saúde e do seu anfiteatro (junto à placa da inauguração dessa Escola no dia 3 de Dezembro de 1992), onde suponho que lá esteja ainda hoje.

PROGRAMA – frente
PROGRAMA – verso

Iniciaram-se a 23 e decorreram até 28 de Outubro de 1995, várias actividades e conferências médicas que assinalaram a passagem do 10º aniversário dos Cuidados de Saúde Primários (C. S. P.) em Macau.

CONVITE: frente (10 cm x 21 cm)
CONVITE: atrás (10 cm x 21 cm)
CONVITE:  interior (10 cm x 21 cm)
Chegada do governador Vasco Rocha Vieira

A sessão inaugural, com a participação de médicos de Macau, de Portugal, de Hong Kong e das Filipinas, teve lugar pelas 9:00H do dia 25 de Outubro no auditório da Escola Técnica dos Serviços de Saúde com a presença do governador Vasco Rocha Vieira e da secretária-adjunta para a Saúde e Assuntos Sociais, Ana Perez.

PROGRAMA: 20,5 cm x 21 cm
PROGRAMA – verso: 20,5 cm x 21 cm
A dança do leão

O programa comemorativo, iniciou-se no dia 23 de Outubro, com visitas (nos dias 23 e 24 de Outubro) a Centros de Saúde e ao Hospital Conde de S. Januário. Nos dias 25 e 26, além da sessão de abertura, tiveram uma exposição e apresentação de posters, e realizaram-se conferências e mesas redondas, e no dia 27, um “workshop” sobre “C.S.P. 3m Macau – Presente e Futuro/Present and Future in Macao”

A sessão de abertura

A sessão de encerramento para a apresentação das conclusões, teve lugar no mesmo auditório às 10:00 horas do dia 28.

Os temas em debate centraram-se no “passado, presente e futuro” dos Cuidados de Saúde Primários em Macau, e também se abordaram os sistemas do desenvolvimento dos cuidados primários mundial, avaliação dos C.S.P. na região Ásia-Pacífico, programas de educação para a saúde relacionados com rastreios, implementação de cuidados de saúde da criança, diabéticos, pessoas idosas, apoio domiciliário, saúde oral, tuberculose e outros.

Durante as “1.ªS JORNADAS DE DERMATOLOGIA E VENEREOLOGIA DE MACAU” que decorreu nos dias 25 a 28 de Novembro de 1994, (no ano em que decorreram várias reuniões científicas para comemorar os 120 anos do Hospital) no auditório da Escola Técnica do Centro Hospitalar Conde de S. Januário, a Comissão Organizadora dessas jornadas, organizou uma exposição de pinturas de cinco artistas que residiam na altura em Macau.

CAPA

O produto da venda do catálogo e 20% do lucro dos quadros vendidos na exposição destinavam-se à futura Associação dos Doentes com Lupus.

CONTRA-CAPA

Apresento o catálogo da exposição (patrocionador: BCM) de 24 páginas (capa: 24 cm x 24 cm) com o design de Isabel Pyrrait, imprimido na Tipografia Martinho.

1.ª Página

A exposição dos quadros que decorreu no átrio da entrada do Centro Hospitalar Conde de S. Januário, teve a concepção de Isabel Pyrrait e Vicente Bravo.
Os artistas representados foram: Isabel Pyrrait, Joana Ling, Konstantin Bessmertnyi, Kwo Woon e Vicente Bravo.

Um dos quadros exposto de Kwok Woon (1) – O Sonho do Oriente

(1) Kwok Woon – pintor profissional, nascido em Cantão em 1942, em Macau desde 1980 e falecido em 2003,. Membro fundador do “Círculo dos Amigos de Cultura de Macau”
Ver biografia num artigo do pintor Mio Pang Fei, sobre Kwok Woon, disponível em
http://www.icm.gov.mo/rc/viewer/30004/1449
e a propósito de uma exposição póstuma intitulada “Velejar no Sono””, em 2016 onde se apresentou 40 obras/séries deste artista, ver em
https://www.gov.mo/pt/noticias/124067/

Decorreu em Macau de 6 a 9 de Novembro de 1998 o “ I Encontro Luso-Asiático de Cirurgia Plástica Reconstrutiva” e simultaneamente a “XXVIII Reunião Anual da Sociedade Portuguesa de Cirurgia”, organizado pelo Serviço de Cirurgia Plástica e Reconstrutiva do Hospital de S. José (Portugal) com o apoio da Direcção da Sociedade Portuguesa de Cirurgia Plástica e Reconstrutiva e Estética e do Governo de Macau.
A Comissão local foi composta pelos Drs. Yun Fee, Alice Reis Maya e Wu Kin Chi.
A sessão de abertura decorreu no Hotel Mandarim Oriental, no dia 6 de Novembro-

Os trabalhos científicos que se iniciaram no dia 8 de Novembro, realizaram-se no anfiteatro da Escola Técnica dos Serviços de Saúde no Centro Hospitalar Conde S. Januário.
Os Palestrantes eram de Portugal, China, Hong Kong, Tailândia e Macau.

Do programa social, salientou-se a visita turística a Macau e o jantar de recepção no dia 7 de novembro, o jantar convívio no dia 8 de Novembro e o jantar de gala no dia 9 de Novembro. Nos dias 8 e 9 os participantes e acompanhantes tiveram visitas (facultativas) a Cantão ou Hong Kong.

Capa e Contra-capa

Realizou-se no Auditório dos Serviços de Saúde de Macau (auditório localizado no edifico da Escola Técnica dos Serviços de Saúde de Macau) de 9 a 11 de Junho de 1999, uma reunião científica-médica subordinada ao tema: “A Medicina Familiar ao Virar do Milénio: Formação, Investigação, Qualidade”, organizada pelas Associações Portuguesa dos Médicos de Clínica Geral e dos Médicos de Clínica Geral de Macau.

PROGRAMA CIENTÍFICO e SOCIAL – 21 cm x 15 cm, 12 páginas

Um programa onde para além das indicações da parte científica e social, contém também informações sumárias sobre Macau nas áreas das saúde e assistência, história, turismo, geografia e população e tradições e festividades.

1.ª página
Páginas 2 (Comissões e Convidados) e 3 (Saudações dos Presidentes das duas Associações organizadoras);
Páginas 4 (Saúde e Assistência) e 5 (História)

O Governador da Província, José Nobre de Carvalho, acompanhado do seu ajudante-de-campo  tenente Mendes Liz, deslocou-se, em visita, no dia 29 de Junho de 1972, pelas 10 horas, ao Hospital Conde de S. Januário onde tinha  sido instalado equipamento para apetrechamento de diversos serviços do referido estabelecimento hospitalar de um valor global e cerca de 820 000 patacas.
Recebido pelo Chefe de Serviços, Dr. Diogo Hora da Silva Ferreira, pelo médico de serviço e outros membros do corpo clínico, pela Madre S. João de Deus, supervisora das Irmãs Hospitaleiras e enfermeiros-chefes, foi iniciada a visita pela central telefónica do Hospital onde se encontra instalado o novo sistema P. A. B. X. «Siemens» assim como um relógio eléctrico da mesma marca que comanda o funcionamento de todos os relógios instalados, nos diversos serviços do Hospital.

MACAU B.I.T. VIII-3-4, 1972 - Promoção de Saúde Pública IO Governador apreciando o novo equipamento de Raios X, ouvindo as explicações do capitão-médico cirurgião, Dr. Galo Pereira

No departamento de Cardiologia (serviço especializado recentemente acrescentado) a cargo do médico cardiologista Dr. António Raimundo Conceição, foram apresentados por este especialista, os electrocardiógrafos e demais instrumentos e aparelhos que equipam o serviço.
Nas instalações onde funcionam provisoriamente a Escola Técnica dos Serviços de Saúde e Assistência encontrava-se exposto diverso material didáctico recentemente adquirido.

MACAU B.I.T. VIII-3-4, 1972 - Promoção de Saúde Pública IIApreciando parte do material didáctico adquirido para a Escola Técnica dos Serviços de Saúde e Assistência, o Governador, Dr. Diogo Hora da Silva Ferreira e Madre superiora, S. João de Deus

No departamento de Radiologia e Agentes Físicos a cargo do capitão-médico cirurgião  Dr. João Bernardino Galo Pereira, (1) o Sr. Governador apreciou a nova aparelhagem de Rx  e as beneficiações gerais nestas instalações.
É de destacar que, quer o material do Rx quer o da Escola Técnica, foi adquirido através de um avultado subsídio da Fundação Gulbekian para o efeito
No dispensário Anti-tuberculose chefiado pelo médico-pneumotisiologista, Dr. Nogueira, apreciou as beneficiações introduzidas recentemente no edifício onde se encontra instalado este serviço, que dispõe de mais dependências. Gulbenkian para o efeito.
Por fim, a comitiva deslocou-se aos Serviços Administrativos da P. S. P. onde se encontrava em funcionamento uma unidade móvel para Rádio-Rastreio, da marca «Philips» dotada duma câmara «Odelca», e accionada por uma geradora privativa, destinando-se a actuar na luta contra a tuberculose.
Foi recebido pelo Comandante da P.S.P. Major Bélico Velasco e Capitão Santos Maia, adjunto da mesma corporação.

MACAU B.I.T. VIII-3-4, 1972 - Promoção de Saúde Pública IIIA Unidade móvel de Rádio-Rastreio em funcionamento.

Todo o conjunto da unidade em causa está montado num «jeep», sendo a geradora transportada a reboque, nas deslocações. A importância despendida com esta aquisição elevou-se a $ 181 000,00.” (2)
NOTA: No mesmo dia, foi inaugurado o novo Posto Médico do Bairro Tamagnini Barbosa, integrado no Bloco B, do Instituto de Assistência Social.
(1) Dr. João Bernardino Galo Pereira, capitão-médico foi autorizado em Janeiro de 1972, a prestar serviço como cirurgião no Hospital . Em Junho desse mesmo ano, foi nomeado director do bloco operatório e responsável  pelo Departamento de Radiologia e Agentes Físicos ( por impedimento do Dr. Ataíde Lobo). Terminou a sua comissão de serviço em Macau, em Outubro de 1974.
(2) Reportagem de «Macau. B. I. T.» , 1972.