Archives for posts with tag: Directórios de Macau

“O Porto Interior é formado por um braço do rio Sikiang. As províncias de Kuang-tung e Kuang-si, ou seja, os dois Kuangs são cortados em três sentidos por três rios – o Sikiang (Rio do Oeste), o Pehkiang (Rio do Norte) e o Chukiang (Rio do Este ou das Pérolas –Rio de Cantão)

O Sikiang e Pehkiang fundem-se num só ao chegarem a Sam-chui; é este que, com o nome de Sikiang, vai descendo numa linha tortuosa, recebendo afluentes e ramificando-se em numerosos braços até Mo-to, numa extensão de 57 milhas. Percorre ainda aproximadamente 9 milhas até ao Broadway, desviando-se para Macau pelo canal de Malau Chau; é um braço desse rio que forma o Porto Interior de Macau que mede duas milhas de comprimento da entrada da Barra até à Ilha Verde, medindo na sua maior largura uma milha e um quarto e meia milha na menor. A leste, Macau é limitado pelas águas do delta do rio Chu Kiang” (1)

24-02-1868 – Em Macau, nesta data, o aterro do rio, para o lado da Barra, achava-se já unido ao aterro do Pagode chinez, de modo que as povoações da Barra e Patane ficaram em comunicação pela estrada marginal (2). Miguel Aires da Silva concessionário das obras do cais e aterro, foi o homem que se abalançou à terragem da marginal do Porto Interior, ficando as obras concluídas em 4 de Março de 1881. (1)

(1) TEIXEIRA, P. Manuel – Toponímia de Macau, Volume I, 1997.

(2) «Boletim da Província de Macau e Timor», XIV-8 de 24-02-1868.

Este anúncio, publicado no “Directório de Macau de 1932” é semelhante ao anúncio de 1934 que apresentei em anterior postagem sobre esta mesma «Leitaria/Vacaria Macaense» (1)
O “Clube de Corridas de Galgos de Macau” (“The Macao Greyhound Racinc Club”) foi fundado em 28-09-1932 (2) com o objectivo realizar corridas de galgos para entretimento / divertimento. As corridas duraram até 1936 quando foram suspensas.(3)
(1) Ver anteriores referências a esta Leitaria/Vacaria em:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/leitaria-vacaria-macaense/
(2) “Em 1932, um grupo de chineses e americanos organizam em Macau a «Associação de Corridas de Cães de Macau» e fazem construir um canídromo. A inauguração do espaço foi um acontecimento importante, a que não faltou o concurso de uma orquestra feminina, composta de 22 raparias americanas, com vistoso uniforme. Mas o preço das entradas, muito elevado para o nível médio de vida, não permitiu a manutenção do espectáculo que acabou em 1936. Em substituição das corridas de cães, o espaço do canídromo foi transformado em parque de diversões (ópera, acrobacia, jogo) assim se mantendo até cerca de 1940. Em 1940, o Governo de Macau transforma o espaço do canídromo no «Campo Desportivo 28 de Maio“. (SILVA, Beatriz Basto da – Cronologia da História de Macau, Volume 4, 1997)
“In 1932, greyhound racing was first introduced to Macao by Fan Che Pang (范潔朋) and a group of overseas Chinese and Americans, who later formed the “Macao Canine Club” and built a greyhound racing stadium, which is now the “Yat Yuen Canidrome”.  However, this newly introduced game was not truly popular at that time. The business stopped operating several years after until it was reopened in September 1963
http://www.dicj.gov.mo/web/en/history/
(3) Ver anteriores referências ao Canídromo
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/canidromo/

Nesta data, 1 de Agosto de 1987, foi o último dia de projecção cinematográfica no Teatro Capitol (Kok Vá)  (1)
A sua abertura foi a 13 de Abril de 1931 com o filme de Maurice Chevalier e Jeanette MacDonald., “The Love Parade” (2) (3)
Apresento um anúncio de 1932, publicitando o teatro como

“O melhor e o mais confortável cinema sonoro da colónia. Reprodução sonora pelo sistema «Western Electric». Exibição dos filmes das melhores casas produtoras: «Paramount», «Fox», «Universal», «Columbia», e «United Artists»

O último folheto de cinema deste Teatro que tenho na minha colecção, é de 15 de Abril de 1960 (o único desse ano). A partir da década de 60 a maioria dos filmes passaram a ser de origem chinesa (Hong Kong e Taiwan) e por isso foram descontinuando a emissão de folhetos em português.
“Shake Hands with the Devil”é um filme de 1959 produzido e dirigido por Michael Anderson. Foi filmado na Irlanda, baseado no romance de 1933 de mesmo nome de Rearden Conner. retratando o ambiente em 1921, em Dublin, onde o Exército Republicano Irlandês lutava contra os «Black and Tans», ex-soldados britânicos enviados para reprimir os rebeldes. Os actores envolvidos: James Cagney, Don Murray. Dana Wynter , Glynis Johns , Sybil Thorndike e Michael Redgrave.
https://en.wikipedia.org/wiki/Shake_Hands_with_the_Devil_(1959_film)
(1) O Teatro Capitol  retomaria as sessões de cinema em 1991 até ao fecho definitivo em 1997. Nos últimos anos já o espaço estava decadente bem como a qualidade dos filmes apresentados, a maioria eram pornográficos.
(2) http://cinematreasures.org/theaters/22349
(3) https://nentavaiconta.wordpress.com/2012/01/05/folhetos-de-cinema-teatro-capitol/
Ver anteriores referências a este Teatro em:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/teatro-capitol/
Trailers do filme:
https://www.youtube.com/watch?v=vLir6vVpDhM
https://www.youtube.com/watch?v=nJmVUo766h0

Dois anúncios com intervalo de 20 anos, da então famosa casa comercial do Sr. Moosa, na Avenida Almeida Ribeiro.

ANÚNCIO EM 1932  
ANÚNCIO EM 1952 

Sobre esta casa comercial ver anteriores referências em.
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/moosa-companhia/