Archives for posts with tag: Clínica “Lara Reis”

No dia 15 de Abril de 1951, o Governador Comandante Albano Rodrigues de Oliveira assistiu à entrega da Clínica Anti-Cancerosa Lara Reis à Santa Casa da Misericórdia. O edifício foi legado pelo saudoso professor do Liceu de Macau Fernando Reis e o apetrechamento custeado pelo benemérito “Rotary Club de Macau”.

MOSAICO II-9 MAI1951 Clínica Lara Reis IA Clínica Anti-Cancerosa Lara Reis, primeiro e único estabelecimento no género, no Ultramar Português e no Sul da China
MOSAICO II-9 MAI1951 Clínica Lara Reis IIO Dr. Pedro José Lobo, Provedor da Santa Casa da Misericórdia lendo o seu discurso

Anteriores referências
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/clinica-lara-reis/https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/fernando-lara-reis/
Reportagem e fotos de «Mosaico, 1951»

TOPONÍMIA Miradouro Henry Dunant

No 75.º aniversário da Cruz Vermelha de Macau, no dia 12 de Julho de 1997, a Dra. Maria Leonor Rocha Vieira inaugurou na Avenida da República, no miradouro da Praia Grande chamado tradicionalmente de Meia Laranja (hoje, miradouro de Henry Dunant), um busto de Henry Dunant, (1) fundador daquele movimento (2)

Henri Dunant

 

O pequeno monumento tem na frente uma inscrição em português e chinês

 

 

HENRY DUNANT
Fundador da
Cruz Vermelha
1828 – 1910

Do lado direito, em português, e do lado esquerdo, em chinês, tem a seguinte inscrição:

Humanidade
Imparcialidade
Neutralidade
Independência
Voluntariado
Unidade
Universalidade

Recorda-se que a sede da Cruz Vermelha em Macau está na Avenida da República n.º 58-60 (antiga Clínica «Lara Reis») desde 1988. Sobre esta “vivenda” ver:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/cruz-vermelha/

Henri Dunant FOTO(1) Jean Henry Dunant, filantropo suíço, fundador do Movimento Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho da Sociedade da Cruz Vermelha. Prémio Nobel da Paz em 1901. Em Macau, a delegação da Cruz Vermelha Portuguesa foi formalmente constituída em 12 de Julho de 1922 (embora iniciada em 1920). Actualmente (desde 1999) designa-se Cruz Vermelha da RAEM sendo uma delegação da Sociedade da Criz Vermelha da China.
http://www.forumsnlp.org/index.php?option=com_content&view=article&id=108&Itemid=100
(2) ARAÚJO, Amadeu Gomes de – Diálogos em Bronze, Memórias de Macau. Livros do Oriente, 2001, 168 p., ISBN 972-9418-88-8

Hoje, dia 14 de janeiro de 1950, faleceu no Hospital Conde S. Januário, com a idade de 57 anos, Fernando Lara Reis.

Hernâni Anjos escreveu no jornal “Notícias de Macau”, do dia 17 de Janeiro de 1950”:

Professor austero e adorado; o turista tenaz e minucioso; o militar que combateue consagrou a memória dos que a seu lado tmbaram no campo da luta; o amigo sincero e firme, o companheiro amável e bem humorado, o cavaqueador que, por si só, eras pessoa para sustentar, durante, horas a animação da conversa em qualquer meio social… (…)
… Fernando de Lara Reis despediu-se esta madrugada de todos os seus inúmeros alunos, que tando o respeitavam e adoraram; de todos os imensos pontos do Mundo até onde conseguiu levar a par das múltiplas malas de viagem, a inesgotável mala da sua curiosidade… (…)
Pôs-se ontem verdadeiramente o Sol no “Sol Poente                       

Fernando Lara ReisFernando de Lara Reis (Leiria, 28-12-1892), frequentou o Colégio Militar (então chamada Escola de Guerra) e participou como tenente aviador militar na I Guerra Mundial aonde veio a sofrer um desastre que o obrigou a reformar-se com a patente de capitão.
Chegou a Macau em 1919, para ensinar no Liceu Central de Macau (nesse ano ainda instalado no Hotel da Boa Vista e depois, já no Tap Seac, em 1937, Liceu Nacional Infante D. Henrique). Professor de desenho, ciências naturais e de ginástica.
A ele ficaram a dever várias acções de âmbito escolar, tais como a fundação da “Associação Escolar do Liceu” (Estatutos publicados em 1935) que foi a sucessora da “Academia” fundada em 1920 (1) pelo reitor, Dr. Carlos Borges Delgado.
Dotado de um grande espírito de iniciativa, para diversão dos alunos, adquiriu mesas de “ping-pong”, uma mesa para xadrez e uma para damas, promoveu a construção de um campo de basquebol, um de voleibol e um de bagminton., fazim-se exposições de trabalho escolar (2) festas de convívio, passeios à China (Choi Hang) (3) (utilizando transportes de Companhia de Autocarro “Kee-Kuan”), campeonatos desportivos inter-escolares. Promotor da Feira Escolar para a construção do Campo Desportivo Escolar depois denominado Campo da Caixa Escolar para uso exclusivo dos estudantes. (4)
Partiu para Portugal em 1940 e daí para o Liceu Afonso de Albuquerque, em Goa onde permaneceu 5 anos. Após a II Guerra Mundial regressou a Macau.
Sócio-fundador do “Rotay Club de Macau”, legou à Santa Casa da Misericórdia de Macau, a sua residência “SOL POENTE” na Avenida da República. Mais tarde, por iniciativa dos rotários, foi aí instalada a Clínica «Lara Reis», o primeiro centro de luta anticancerosa (5).

Clínica Lara ReisClínica «Lara Reis» em 1988 (5)

Fundou em Macau a secção local da “Liga dos Combatentes da Grande Guerra”, tendo como sede, a torre ainda hoje existente no plano superior do Jardim de S. Francisco. (6) e a construção de um ossário–monumento dos Combatentes da Grande Guerra no Cemitério de S. Miguel.(7)

(1) “05-10-1920 – O Liceu Central começa a publicar mensalmente o jornal A Academia, que segue até o número 9 de Julho de 1921, sob a responsabilidade de Pedro Correia da Silva.”
SILVA, Beatriz Basto da – Cronologia da História de Macau Século XX, Volume 4. Direcção dos Serviços de Educação e Juventude, 2.ª Edição, Macau, 1997, 454 p (ISBN 972-8091-11-7)
(2) “19-04-1928 – O Liceu Central de Macau preparou e vai enviar trabalhos de Desenho ao Congresso Pedagógico do Professorado do Ensino Secundário em Viseu. O Prof de Desenho é Lara Reis. O Liceu mostra, além de um forte vínculo luso-oriental, enormedinamismo a nível local já que acaba de receber a visita do Reitor da Universidade de Hong Kong, Prof. Horneli, que se interessou muito pela História de Portugal, pela produção artística dos alunos, exposta, e pelo apetrechamento do Liceu, nomeadamente a colecção de História Natural” (1)
(3) “03-01-1927 – Visita dos estudantes do Liceu de Macau aos estudantes da Universidade Leng-Nám de Cantão.”
GOMES, Luís Gonzaga – Efemérides da História de Macau. Notícias de Macau, 1954, 267 p.
(4)  Depois denominado Campo Desportivo Coronel Mesquita (Tap Seac)
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/caixa-escolar/
(5) A Clínica «Lara Reis», foi inaugurada a 15 de Abril de 1951, após uma subscrição entre os rotários. Foi o primeiro e único centro de luta anti-cancerosa no Sul da China e também o único nas províncias ultramarinas, nessa época. O edifício foi adquirido (e mantém-se) para sede da Cruz Vermelha, em 1988. A foto de 1988 foi retirada da revista “Macau”, n.º 13, 1988.
(6) Ver:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/2012/03/20/servico-postal-militar-em-macau/
(7) Inaugurado a 9 de Abril de 1938  e onde se encontram os seus restos mortais, após transladação em 1954.

Informação e foto retirados de BARROS, Leonel – Homens Ilustres e Benfeitores de Macau. Associação Promotora da Instrução dos Macaenses (APIM), 2007, 196 p., ISBN 978-99937-778-8-5.