Archives for posts with tag: China

No dia 23 de Fevereiro de 1856, o vapor português «Queen», que saiu de Hong Kong para Macau, com 150 caixas de ópio, foi tomado por 20 passageiros chineses. Na ocasião, o capitão, os empregados e os passageiros lançaram-se ao mar, na esperança de serem salvos por três lorchas chinesas que seguiam o mesmo caminho. Uma das lorchas pôde salvar um senhor Cleverly que, apesar de gravemente ferido numa perna, conseguiu manter-se na água, numa cadeira, com a qual se lançara ao mar (1)

NOTA: As Guerras do Ópio, ou  Guerra Anglo-Chinesa foram conflitos armados ocorridos entre a  Grã-Bretanha e a China nos anos de 1839-1842 e 1856-1860.
A Segunda Guerra do Ópio ou Segunda Guerra Anglo-Chinesa, também conhecida como a  «Guerra do Arrow» foi o conflito armado entre o Reino Unido e França contra a dinastia Qing, (2)  da China, teve início em 8 de Outubro de 1856. Esta guerra pode ser vista como uma extensão da Primeira Guerra do Ópio, daí o nome que lhe foi atribuído.
Em 8 de Outubro de 1856, oficiais chineses abordaram e revistaram o navio de bandeira britânica, Arrow, por suspeita de pirataria e contrabando. . Os franceses aliaram-se aos britânicos no ataque militar lançado em 1857. As forças aliadas operaram ao redor de Cantão, de onde o vice-rei prosseguia com uma política protecionista. Mais uma vez, a China saiu derrotada e, em 1858, as potências imperialistas ocidentais exigiram que a China aceitasse o Tratado de Tianjin.

A Segunda Guerra do ÓpioA Segunda Guerra do Ópio – Guangzhou (3)

No primeiro momento do conflito, forças britânicas tomaram Guangzhou e os Fortes de Dagu, no norte do país, que abria caminho para um ataque à Pequim.
O fim do conflito, após negociações em 1858, assinou-se o Tratado de Tianjin, que permitiu a abertura de uma embaixada permanente do Império Britânico em Pequim e a navegação estrangeira pelo Rio Yangtzé, abriu onze novos portos ao comércio com países ocidentais, além de garantir proteção aos chineses convertidos ao cristianismo e à atividade missionária (4)

(1) GOMES, Luís G. – Efemérides da História de Macau.
(2) pinyinQīng Cháo; jyutping: Ceng1 ziu1. A última dinastia imperial chinesa de 1644 a 1912 também designada a dinastia manchu.
(3) http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Second_Opium_War-guangzhou.jpg
(4) http://pt.wikipedia.org/wiki/Segunda_Guerra_do_%C3%93pio

Na sequência do anterior post sobre PAPEL MOEDA – CHINA (I), apresento hoje,  outra nota emitida pelo “BANK OF COMMUNICATIONS”, mas de 1914. Embora emitida nesse ano, talvez tivesse circulado em Macau no período antes da Grande Guerra, no Pacífico, trazida pela vaga dos emigrantes da China e dos macaenses que viviam e trabalhavam em Shanghai, antes da Guerra.
Trata-se de uma nota de 10 yuan emitida pelo “BANK OF COMMUNICATIONS“, 交通銀行 (em pinyin: Jiāotōng Yínhán; em cantonense jyutping: gaau1 tung1 ngan4 hong4), de 1914, de coloração vermelha (exemplar que denota uso , amarrotado, mas ainda em razoável estado de conservação), com um bordo ornado e com as seguintes dimensões:  15,5 cm x 8,5 cm.
Um dos lados, letras em inglês, com a vinheta “porto de descarga de mercadorias do navio e do comboio“”, tem  uma indicação em baixo de “10 TEN YUAN OF THE NATIONAL COINAGE OF REPUBLIC OF CHINA“. Por cima da vinheta tem os seguintes dizeres: “PROMISES TO PAY THE BEARERN ON DEMAND AT THIS OFFICE HERE” . Tem duas assinaturas oficiais , a primeira da lado esquerdo, ilegível e à direita “I. S. Wong”. Entre as duas assinaturas puseram o carimbo a preto “SHANGHAI” (1). O N.º desta nota é: SB435361E. Em letras pequenas no meio em baixo, “OCTOBER 1st 1914“, e abaixo “AMERICAN BANK NOTE COMPANY, NEW YORK”
Do outro lado, com a vinheta “edifício e avenida“, tem as mesmas  indicações em chinês, com a numeração (SB435361E), sem as assinaturas mas com os carimbos chineses dos dois administradores. Também aqui puseram um carimbo em chinês, a preto, com a indicação de Shanghai. Em letras pequenas no meio em baixo “AMERICAN BANK NOTE Co, NEW YORK
Tenho outra nota da mesma quantia e teor mas com a numeração: SB435307E.
Segundo http://en.wikipedia.org/wiki/Bank_of_Communications:
O banco foi fundado em 1908 e foi o primeiro dos poucos bancos nacionais chineses e banco emissor nos primeiros anos da República da China. Abriu a primeira filial no estrangeiro em Hong Kong em 27 de Novembro de 1934, que ainda se mantém.
Hoje “Bank of Communications Limited” (交通银行股份有限公司) é actualmente um dos maiores bancos chineses.

(1) As notas com esta indicação eram para serem circuladas somente na Cidade de Shanghai: http://pnumismatika.cz/dokumenty/A_Monetary_History_of_the_Former_German_Colony_of_Kiaochou.pdf 

NOTA: Para os interessados, no ebay.com (síte de leilões) tem um exemplar, estado novo,  com licitação mínima de US $ 24.99

Entre algumas notas em papel moeda. que “herdei” dos meus pais,  emitidas na China (antes e durante a  II Guerra Mundial), e que circularam em Macau “clandestinamente” (muito desvalorizado), face à migração para Macau dos chineses,  dos próprios macaenses (principalmente da comunidade  de Shanghai) e de outras nacionalidades (segundo minha avó,”traziam consigo sacos de notas“), encontram-se algumas emitidas pelo “BANK OF COMMUNICATIONS” e as restantes emitidas pelo “THE CENTRAL BANK OF CHINA” ou “BANK OF CHINA”.
O que hoje apresento, trata-se de uma nota de 50 yuan emitida pelo “BANK OF COMMUNICATIONS“, 交通銀行  (em pinyin: Jiāotōng Yínháng, em cantonense Jyutping: gauu1 tung1 ngan2 hong4), de 1941, de coloração acastanhada (exemplar que denota uso , com vínculo no meio, mas ainda em razoável estado de conservação), com um bordo ornado e com as seguintes dimensões:  16,5 cm x 8 cm.
Um dos lados com letras em inglês, com a vinheta “navio a vapor“,  tem  uma indicação em letras pequenas no meio (em baixo) de” 50 – 1941 – 50″ de “AMERICAN BANK NOTE COMPANY“. Tem duas assinaturas oficiais  ” Y M. Chun (?) e I. S. Wong.
Do outro lado, com a vinheta “paisagem de montanha com dois comboios“, tem as mesmas  indicações em chinês, com a numeração (n.º X223922 ) (que não tem no outro lado) mas sem as assinaturas. Um pormenor: a data de 1941, em chinês, vem como “30 anos da fundação da República Chinesa”.

Segundo http://en.wikipedia.org/wiki/Bank_of_Communications:
O banco foi fundado em 1908 e foi o primeiro, dos poucos bancos nacionais chineses e banco emissor nos primeiros anos da República da China. Abriu a primeira filial no estrangeiro em Hong Kong em 27 de Novembro de 1934, que ainda se mantém.
Hoje Bank of Communications Limited” ( 交通银行股份有限公司 ) é um dos maiores bancos chineses.
NOTA: Para os interessados, no site dos leilões ebay.com, tem um exemplar, em melhor estado que o meu, com licitação mínima de US $ 9,99.