Archives for posts with tag: Calçada de S. João

Continuação das anteriores postagens, (1) (2) referentes às comemorações do tricentenário da proclamação da Imaculada Conceição como Padroeira de Portugal, com a consagração de Portugal à Virgem Maria, Mãe de Deus. Em Macau no dia 25 de Março de 1946, realizou-se a coroação da imagem da Imaculada Virgem de Fátima no Largo da Sé (2) , seguida da procissão.

(1) https://nenotavaiconta.wordpress.com/2022/03/25/noticia-de-25-de-marco-de-1946-tricentenario-da-proclamacao-da-imaculada-conceicao-1646-1946-em-macau-coroacao-da-imagem-da-imaculada-virgem-de-fatima-i/

(2)https://nenotavaiconta.wordpress.com/2022/03/26/tricentenario-da-proclamacao-da-imaculada-conceicao-1646-1946-em-macau-coroacao-da-imagem-da-imaculada-virgem-de-fatima-ii/

Outra descrição de tufão que passou por Macau – 23 e 24 de Setembro de 1831.
Harriet Low (1) descreve no seu diário, o tufão que desabou sobre a cidade:
“Destruiu completamente a Praia Grande; arrancou pedaços de granito de dez pés, projectando-os contra os vestíbulos das casas…
Nada mais que uma cena de destruição esta manhã!
A nossa varanda (2) está bastante destelhada, as nossas esteiras desapareceram todas.
Onde está o cais? Foi-se; ficou completamente demolido! O telhado da Casa da Companhia abateu e imensas massas de granito foram projectadas no solo.
Muitas casas chinesas no extremo do cais foram arrancadas e a ermida da Penha encontra-se muito danificada.
Na avenida está a quilha de um grande barco, que ainda há poucos dias eu vi entrar com as velas pandas nos seus altos mastros e que agora estão niveladas sem a quilha, não ficando um único pau de pé”

Vista da Praia Grande c. 1830 (3) 

(1) Harriet Low viveu cinco anos (1829 -1835) em Macau (natural de Salem, Estado de Massachusetts). Chegou a Macau a bordo do navio “Sumatra“, sob o comando do Capitão Roundy, em Setembro de 1829

Harriet Low 1833, George Chinnery (4)

(2) Harriet Low estava hospedada na residência do seu tio W. H. Low, que era então chefe da firma americana Russel & Co. Esta casa ficava no alto da Calçada de S. João, no prédio n.º 22 do Pátio da Sé (também mencionada por Largo da Sé) sendo a primeira à direita, ao descer essa Calçada . Samuel Russel veio para a China em 1818 como representante dos interesses de Hoppin Brothers, de Providence, R. I. que se associou, em 1824,  à firma de Thomas H. Perkins, resultando “Russel & Co.” Em 1846, passou a firma a estabelecer-se em Hong Kong. Foi uma das mais influentes no Extremo Oriente até 1891.
TEIXEIRA, M – Macau através dos séculos. Macau, Imprensa Nacional, 1977, 87 p.
(3) Retirado de “Rise & Fall of the Canton Trade – Image Galleries – Places”
http://ocw.mit.edu/ans7870/21f/21f.027/rise_fall_canton_04/cw_gal_01_thumb.html
(4) Retirado de Rise & Fall of the Canton Trade System Gallery: PEOPLE
http://ocw.mit.edu/ans7870/21f/21f.027/rise_fall_canton_04/cw_gal_02_thumb.html

A propósito desta pintura , no seu diário, de 18 de Agosto de 1830,  Harriet Low  posou para o pintor Chinnery vestida com a última moda trazida de Calcutá – “com mangas enchidas com almofadas de penugem” e comenta:
               Such sleeves I never beheld—complete frights!”