Archives for posts with tag: Boletim da Província de Macau e Timor

Ordem às forças de segurança (praças dos corpos da guarnição), nesta época do ano novo china (1)  (prevenção de roubos que por esta ocasião se praticavam), para andarem armadas mesmo fora do serviço ordinário e não andassem isoladas (mínimo de três); aviso especial para a polícia de mar “vigiasse a rua marginal do porto interior”.

Extraído de «BPMT», XIX-3 de 18 de Janeiro de 1873

(1) O Ano Novo Chinês, em 1873, iniciou-se a 29 de Janeiro – Ano do Galo/Água

Extraído de «BPMT»,  XX-2 de 10 de Janeiro de 1874, p. 6

O discurso do governador encontra-se disponível para leitura em: https://www.archives.gov.mo/pt/bo/1874/01 (pp.6-7)

Os discursos do chefe de serviço de saúde, Dr. Lúcio Augusto da Silva, bem como do presidente/procurador do Leal Senado, Júlio Ferreira Pinto Basto e do secretário-geral do governo, bacharel Henrique de Castro) encontram-se disponíveis em: https://www.archives.gov.mo/pt/bo/1874/01 (pp. 7-8))

Extraído de «BPMT»,  XX-2 de 10 de Janeiro de 1874, pp. 7-8
Extraído de «BPMT», XIII-52 de 30 de Dezembro de 1867
Extraído de «BPMT», XVIII-53, de 28 de Dezembro de 1872, p. 223

Por este gesto de coragem, “… lançou-se às águas do rio Cantão numa noite de forte temporal para salvar o segundo-tenente Manuel Luís Mendes Leite” foi agraciado com o grau de cavaleiro da Ordem da Torre e Espada.

Extraído de «BPMT», XIX-18, de 3 de Maio de 1873, p.69

(1) José de Almeida de Ávila (Horta, 29 de Outubro de 1844 — Lisboa, 30 de Outubro de 1902) foi um oficial da Marinha de Guerra Portuguesa, na qual atingiu o posto de capitão-de-mar-e-guerra, político e administrador colonial. Foi governador civil do Distrito da Horta (1894-1895). Era filho de José de Almeida Ávila e de Sofia de Vasconcelos, neto paterno de Manuel José de Ávila (irmão do duque de Ávila e Bolama). Com o posto de segundo-tenente em 1872 foi colocado no comando naval de Macau. Neste período integrou as guarnições da canhoneira Camões, da escuna D. Carlos, da canhoneira Tejo e da corveta Duque de Bragança. Em 1874 foi transferido para a Estação Naval de Moçambique. Em Dezembro de 1883 foi nomeado para o cargo de imediato da canhoneira Tâmega, então a prestar serviço em Macau.

Permaneceu em Macau alguns anos, tendo casado em 8 de Agosto de 1885 (então capitão tenente da Armada, comandante da canhoneira «Tâmega») com Guilhermina Homem de Carvalho. (2) Este casamento voltou a ser efémero, por a esposa ter falecida de parto em 11 de Junho de 1886. No ano seguinte, pediu transferência para Lisboa, sendo em finais de 1877 colocado como capitão-tenente supranumerário na Direcção do Arsenal da Marinha e nomeado conselheiro da Escola de Alunos Marinheiros de Lisboa. Ver biografia mais pormenorizada em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Jos%C3%A9_de_Almeida_%C3%81vila https://en.wikipedia.org/wiki/Duke_of_%C3%81vila_and_Bolama

(2) Guilhermina Maria Homem de Carvalho (S. Lourenço 28-03-1865 e faleceu de parto a 11-06-1886). Filha de José Francisco Homem de Carvalho (1825-1880), negociante e proprietário. Em 1871, era um dos 40 maiores contribuintes de Macau; fundador da Associação Promotora da Instrução dos Macaenses (APIM), fundada em 1871. (FORJAZ, Jorge – Famílias Macaenses, Volume II, 1996, pp. 217 e 219)

Dois pequenos relatos extraídos do Boletim da Província de Macau e Timor, de 1867, o primeiro referente à “primeira reunião familiar” nos salões do Teatro D. Pedro V, uma soirée na noite de 25 de Novembro de 1867,

e outro referente a uma récita em beneficio do próprio teatro, dos oficiais inferiores do Batalhão de Linha no dia 27 de Novembro.

Extraído de «BPMT», XIII-48 de 2 de Dezembro de 1867, p. 273

No seguimento da visita do Governador António Sérgio de Souza a Hong Kong no dia 5 de Novembro de 1869, para apresentar cumprimentos ao príncipe Alfredo, Duque de Edimburgo (1), este no regresso a Hong Kong, vindo de Cantão, no dia 9 de Novembro, visitou Macau (por um dia). Veio no navio “Fire Dart”, fundeando na Rada/Praia Grande, onde já estava a corveta inglesa “Rinaldo” (2) toda embandeirada em arco por ser aniversário do Príncipe de Gales (futuro rei Eduardo VII) (3) nascido em Londres a 9 de Novembro de 1841.

Extraído de «BPMT», XV-46 de 15 de Novembro de 1869, p. 206.

(1) https://nenotavaiconta.wordpress.com/2021/11/05/noticia-de-5-de-novembro-1869-governador-de-macau-em-hong-kong-na-visita-do-principe-alfredo-da-inglaterra-i/

(2) «HMS Rinaldo», construído em Portsmouth em 1 March 1858; lançado em 26 March 1860 , esteve ao serviço da marinha inglesa até 1884. Vendido em Abril 1884, para desmantelamento.

British Camelion-class sloop HMS Rinaldo ”
https://en.wikipedia.org/wiki/Camelion-class_sloop

(3) Eduardo VII (9 de novembro de 1841 – 6 de maio de 1910) , filho da rainha Vitória e do príncipe Alberto de Saxe-Coburgo-Gota, foi Rei do Reino Unido e da Irlanda, dos Domínios Britânicos e Imperador da Índia de 22 de janeiro de 1901 até sua morte, sendo o primeiro monarca britânico da Casa de Saxe-Coburgo-Gota. (https://pt.wikipedia.org/wiki/Eduardo_VII_do_Reino_Unido)

No dia 5 de Novembro de 1869, regressou a Macau o Governador António Sérgio de Souza (governo de 3 de Agosto de 1868 a 22 de Março de 1872) de volta de Hong Kong para onde tinha ido no dia 2 a fim de cumprimentar o príncipe Alfredo, Duque de Edimburgo (1) (primo do Rei Português D. Luís) e assistir à recepção oficial, representação teatral e baile em honra do príncipe.

Extraído de «BPMT», XV-45 de 8 de Novembro de 1869, p. 203

O Duque Alfredo de Inglaterra visitou Macau, vindo de Cantão no dia 9 de Novembro (estadia de 1 dia) (ver para postagem no dia 9 de Novembro)

Duke of Edinburgh, Alfred Ernest Albert, Sydney, ca. 1868, por Montagu Scott

(1) Alfred Ernest Albert (1844 – 1900) foi proclamado Duque de Edimburgo em 1866 até ser duque de Saxe-Coburg e Gotha de 1893 a 1900 (herdado do seu tio Ernesto II do Imperio germânico). Segundo filho da Raínha Victoria e Príncipe Alberto de Saxe-Coburg e Gotha. Fez carreira militar na Marinha inglesa, atingindo o posto de “Admiral of the Fleet” e entre outros cargos (Commander-in-Chief, Plymouth; Mediterranean Fleet, Channel Fleet; Admiral Superintendent of Naval Reserves, Malta), foi capitão do navio “HMS Galatea” e com este navio visitou Hawai em 1969 e depois Nova Zelândia (1.º membro da família real a visitar este país) com desembarque em Wellington em 11 de Abril de 1869. Foi depois ao Japão sendo o primeiro príncipe europeu a visitar este país (em 4 de Setembro de 1869, foi recebido pelo então adolescente imperador Meiji em Tóquio) e passou por Hong Kong, Cantão e Macau (um dia) em Novembro, para em Dezembro estar na Índia onde permaneceu três meses. https://en.wikipedia.org/wiki/Alfred,_Duke_of_Saxe-Coburg_and_Gotha

The Galatea, in Hong Kong harbour, carrying H. R. H. The Duke of Edinburgh. Iconographic Collections Keywords: John Thomson; john thompson; Water; J. Thomson; China; Landscape”(2)  in https://en.wikipedia.org/wiki/Alfred,_Duke_of_Saxe-Coburg_and_Gotha

(2) John Thomson (1837-1921) um dos primeiros fotógrafos a viajar para o oriente, estava em Hong Kong desde 1868 (ficou cerca de 4 anosneste território) tendo registado este visita real com fotografias a pedido do capelão colonial anglicano,  William Beach, para figurar num livro/álbum (3) comemorativo da visita e cuja receita foi para construção do novo coro da Catedral de St. John, em Hong Kong. https://www.princeton.edu/~graphicarts/2011/12/john_thomson_in_hong_kong.html

(3) John Thomson (1837-1921) and Rev. William R. Beach, Visit of His Royal Highness the Duke of Edinburgh, K.G., K.T., G.C.M.G., to Hong kong in 1869: Compiled from the Local Journals, and Other Sources (Hong kong: London: Printed by Noronha and Sons, Government Printers; Smith, Elder and Co., 1869).

NOTA: está disponível a série de fotos que John Thomson realizou dessa visita em: https://commons.wikimedia.org/wiki/Category:1869_Duke_of_Edinburgh%27s_visit_to_Hong_Kong

Ver anteriores referências a este fotógrafo neste blogue em: https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/john-thomson/ .

Extraído de «BPMT», XIII-44 de 4 de NOVEMBRO de 1867

Notícia das comemorações, em Macau, do aniversário natalício do rei D. Luiz I, publicada no jornal “O Independente” de 6 de Novembro (1) que originalmente (na sua maior parte) foi retirada do “Boletim da Província de Macau e Timor”. (2)   

Extraído de «O Independente», Vol. I, n.º 10 de 6 de Novembro de 1868, p. 88
Rei D. Luís I, 1862

NOTA: D. Luís I (Lisboa, 31 de outubro de 1838 – Cascais, 19 de outubro de 1889), apelidado “o Popular”, foi o Rei de Portugal e Algarves de 1861 até à sua morte. Era o segundo filho da rainha D. Maria II e seu marido, o rei D. Fernando II, tendo ascendido ao trono após a morte prematura do seu irmão mais velho, o rei D. Pedro V. https://pt.wikipedia.org/wiki/Lu%C3%ADs_I_de_Portugal

Ver anterior referência em: https://nenotavaiconta.wordpress.com/2012/10/31/noticias-31-de-outubro-de-1872/

(1) «O Independente», Vol. I, n.º 10 de 6 de Novembro de 1868, p. 88

(2) «BPMT» XIV-44 de 2 de Novembro de 1868, p. 202

Anúncios interessantes publicados na imprensa escrita (1) de 20 de Outubro de 1883, de métodos de cura de doenças.

Nos dois primeiros anúncios, o Prof. Dr. Albert da Rua de Wagram, n.º 29, Paris, com o seu método (“tão universalmente conhecido e quasi milagroso”), cura radicalmente epilepsia, espasmo, eclampsia e nevralgia, com “tratamento por correspondência e não recebe honorários senão depois de provada a cura.”

O terceiro anúncio, o Dr. Bella, Praça da Nação n.º 6, Paris, cura radicalmente com o seu método “doenças secretas , outras consequências dos pecados da mocidade, nevralgias e impotências.

(1) Extraídos de «BPMT», XXIX – 42, de 20 de Outubro de 1883, p. 374