Archives for posts with tag: Barbearias

Anúncios “curiosos” datados de 2 de Setembro de 1873, e publicados na «Gazeta de Macau e Timor», I. 51 de 9 de Setembro de 1873, p. 4.

Marcador de livro (feito de modo artesanal) de dimensões: 2,9 cm x 5,2 cm, com uma foto da então “starlette” britânica Joan Collins, muito possivelmente da década de 50 (século XX) quando a actriz inglesa se mudou para Hollywood (1955). (1)

De interessante neste marcador, em baixo, um carimbo circular (diâmetro: 4 cm), com a indicação de “BARBEARIA SANITÁRIA PORTUGUESA – RUA DE S. DOMINGOS n.º 1-F MACAU”.  A barbearia «Sanitária Portuguesa», sempre esteve nesse local,  desde os finais da década de 30 até meados da década de 70 (século XX). (2)

(1) Joan Collins, actualmente  “Dame Joan Henrietta Collins”(escritora, actriz), nascida em Londres (1933), estreou-se no teatro aos nove anos de idade, estudou na «Royal Academy of Dramatic Art» e participou como figurante no filme  britânico “Lady Godiva Rides Again”(1951) (3). Mudou-se para Hollywood, em 1955, onde durante 3 décadas participou em papéis secundários (na maioria, como “mulher sexy”), em muitos filmes da série B e aparições em séries televisivas. Tornou-se internacionalmente famosa no ano de 1981, quando conseguiu o papel de Alexis Carrington, ex-esposa vingativa e maquiavélica, na conhecida série televisiva americana «Dinastia» (Globo de Ouro de Melhor Atriz em 1983).

(2) 西详衛生業客店mandarim pīnyīn: xī xiáng wèi shēng yè kè diàn; cantonense jyutping: sai1 coeng4  wai6 saang1 jip6 haak3 dim6 https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/barbearia-sanitaria-portuguesa/

(3) “Lady Godiva Rides Again”, comédia britânica de 1951 com os actores: Pauline Stroud, George Cole and Bernadette O’Farrell. Filme sobre um concurso de beleza em que participavam como figurantes algumas que se tornariam actrizes conhecidas nomeadamente Doris Dors, Joan Collins, Diana Russell, Dana Wynter, Anne Heywood , Yvonne Brooks, Simone Silva, Jean Marsh e Pat Marlowe. Uma das participantes que se tornou notável mas por razões extra cinematográficas foi, Ruth Ellis,(1926-1955) a última mulher a ser executada/enforcada na Inglaterra, por assassínio do amante.

Também se estreou neste filme o famoso actor cómico britânico, Sid James que se tornaria conhecido pela série “Carry On…” (4) O filme foi relançado nos Estados Unidos em 1953 com o título de “Bikini Baby” aproveitando a fama de Diana Dors.

 (4) https://nenotavaiconta.wordpress.com/2018/07/31/noticia-de-31-de-julho-de-1961-folheto-de-cinema-teatro-apollo-xli-tommy-the-toreador/

Ver trailers em

A começar em 13 de Janeiro de 1955, sessões às 14.30, 19.15 e 21.15 horas, com apresentação prévia de um documentário da MGM e depois, reclamos de próximos filmes, em “CinemaScope”, o filme para maiores de 13 anos, “The Student Prince” – “O Príncipe Estudante”:
Um soberbo filme musical em Cinemascópio da MGM com lindas canções por Ann Blyth,  «Deep im my heart dear»,(1)  «Beloved», «I´ll walk with God» ,(2)  «Drinking song», (3) «Summertime», «Serenade»,(4) e «Golden Days», compostos por dois grandes e conhecidos regentes Sigmund Rombertg e Nicholas Brodszk.”
Neste filme, Edmund Purdom nova descoberta da MGM canta com a gloriosa voz de Mario Lanza” (5)
The Student Prince” é um filme musical americano de 1954, (6) dirigido por Richard Thorpe com os actores, Ann Blyth, Edmund Purdom, John Ericson , Louis Calhern , Edmund Gwenn , e Betta St. John. O filme é uma adaptação da opereta de quatro actos  1924, de mesmo nome, composta por Sigmund Romberg do livro de Dorothy Donnelly , baseado na peça de Wilhelm Meyer-Förster : Old Heidelberg
https://en.wikipedia.org/wiki/The_Student_Prince_(film)
PRÓXIMA MUDANÇA
O filme da R.K.O. “Suspeita” com Cary Grant e Joan Fontaine.
Filme americano de 1941, produzido e dirigido por Alfred Hitchcock, com argumento de Samson Raphaelson / Joan Harrison / é baseado na novela “Before the Fact”, de Anthony Berkeley. Este foi o primeiro filme em que Hitchcock actuou como diretor e produtor.
NOTA:
Este folheto apresenta no verso, um ANÚNCIO da “BARBEARIA SANITÁRIA PORTUGUESA”, na Rua de S. Domingos, n.º 1 – F (TELF. 3390) com uma chamada de atenção:
“Não haverá aumento de preço durante as festividades do Ano Novo Chinês.
Esta barbearia só não funcionará no dia 24 do corrente mês.
Ver anterior anúncio de 1950 da mesma barbearia em:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/2016/09/10/anuncio-de-1950-barbearia-sanitaria-portuguesa/

Trailers do filme:

(1) https://www.youtube.com/watch?v=rGf758oM5aQ
(2) https://www.youtube.com/watch?v=_OQ2Cc6yFz4
(3) https://www.youtube.com/watch?v=vbLl2C3ChYY
(4) https://www.youtube.com/watch?v=5pjEWzgz8zU
(5) A estrela principal original do filme era Mario Lanza  mas este abandonou o projecto à última hora, necessitando de sua substituição por Edmund  Purdom, actor pouco conhecido na altura. Devido ao acordo contratual entre o estúdio Metro-Goldwyn-Mayer e Mario Lanza, as músicas que o actor já havia gravado foram usadas no filme, dublando a voz real de Purdom.
A performance de Mario Lanza na trilha sonora do filme de 1954 da MGM, “ The Student Prince “, renovou a popularidade de muitas das músicas. O compositor Nicholas Brodszky e o letrista Paul Francis Webster escreveram três novas músicas para o filme. Duas dessas músicas – ” Andarei com Deus ” e “Amado”, além de “Serenata” – tornaram-se estreitamente associadas a Mario Lanza..
(6) Ernst Lubitsch fez um filme mudo em 1927 também baseado no trabalho de Förster, intitulado “The Student Prince in Old Heidelberg” com os actores  Ramón Novarro e Norma Shearer.

Barbearia é a loja de barbeiro ou o sítio onde se corta ou rapa os pelos da cara mas esta barbearia chamada BARBEARIA FILIPINA na Rua Central, n.º 71 em Macau, no ano de 1922, vendia cigarros e charutos a preços mais moderados do que em qualquer outro estabelecimento.

“Este estabelecimento será aberto em 2 de Fevereiro próximo, 2 peritos estarão constantemente em attendencia para exercer a arte de tonsura e barbear por preços módicos.
Aos freguezes mensais carregar-se-há $1, (1) sendo servido no estabelecimento, e para attendencia nas residências particulares $1.50 ao mez.
Os sobrescriptos farão o favor de encher a formula anexa e retornal-a. Aos avulsos carregar-se-há segundo o ajuste.

Pedro A. Collaço, (2) encarregado

Retirado do livro FRANÇA, Bento da – Macau e os seus habitantes. Relações com Timor. Lisboa, Imprensa Nacional, 1897, 286 p.
(1) Uma pataca.
(2) Muito possivelmente Pedro Alexandrino Collaço (3) nascido em 1851 e falecido na freguesia da Sé a 28 de Abril de 1906. 5.º filho de Francisco Xavier Collaço (1813-1887), macaense que foi capitão, comandante militar da Taipa de 16 de Julho a 7 de Novembro de 1864 (reformado como major da guarnição de Macau) e de Alexandrina Francisca de Sá (1827-1915) (4)
(3) Hoje os descendentes, depois da reforma ortográfica, utilizam a grafia “Colaço” embora muitos dos que emigraram para o estrangeiro mantiveram a grafia antiga. (4)
(4) FORJAZ, JorgeFamílias Macaenses, Volume I, 1996.

Uma das poucas barbearias mais modernas na década de 50 (século XX) que servia a clientela mais ocidental e onde eu, menino e moço, cortei pela primeira vez, o cabelo. Ficava numa das artérias principais da cidade, a Rua de S. Domingos n.º 1 – F.

ANUÁRIO 1950 -ANÚNCIO -Barbearia Sanitária“É o estabelecimento do género onde podeis
encontrar asseio, higiene e artis-
tas experimentados
O nosso lema é servir bem o público
Grande variedade de artigos de toilette na-
cionais e estrangeiros a preços módicos
Aceita representações de artigos de beleza.”

A Barbearia «Sanitária Portuguesa» existiu sempre com o mesmo endereço desde os finais da década de 30 (estava na lista das barbearias no «Anuário de Macau de 1938») até  meados da  década de 70 (século XX).