Archives for posts with tag: Ano do Macaco

A quadra festiva do carnaval, que nesse ano de 1956, coincidiu com o Ano Novo Chinês (12 de Fevereiro-Ano do Macaco/Fogo), decorreu animada em todos os centros de diversões, sobretudo nos três principais clubes da Província, Clube de Macau, Clube Militar e Clube Recreativo 1.º de Junho.

À festa do Clube de Macau, que se realizou no dia 11 assistiu o Governador Marques Esparteiro e Esposa.

A tarde infantil para os filhos dos sócios do Clube de Macau, no domingo, dia 12 esteve igualmente muito animas e concorrida, para isso contribuindo muito os interessantes e originais trajos com que algumas crianças se apresentaram. A todas foi servido um delicado e abundante chá que dispôs bem a pequenada.

O baile do Clube Militar realizou-se no dia 12, domingo, com grande afluência de sócios e suas famílias e de muitos convidados. Num ambiente elegante e distinto, dançou-se amimadamente até altas horas da noite. (1)

 (1) «MBI», III- 61, de 15 de Fevereiro de 1956, p. 16.

Extraído de «O Oriente»,  I-5 de 15 de Fevereiro de 1872, p. 3

NOTA: O ano novo chinês de 1872, iniciado a 9 de Fevereiro e com termino a 29 de Janeiro de 1873, foi o ano do Macaco/Água.

Para comemorar o 1.º dia do Ano Lunar do Macaco de 2004, o “Correios de Macau” nomeadamente a Divisão de Filatelia da Direcção dos Serviços de Correios, emitiu em 8 de Janeiro de 2004, um selo no valor de 5.50 patacas (formato 40 mm x 30 mm)
e um Bloco Filatélico (formato: 138 mm x 90 mm) contendo um selo de 10.00 patacas (formato: 40 mm x 30 mm)
Nessa emissão estava também incluída o lançamento de um Bilhete Postal no valor de 2,00 patacas e o sobrescrito de 1.º dia em dois formatos (114 mm x 162 mm – C6; 163mm x 229 mm – C5)
O autor dos desenhos é Mio Man Cheong.
Extraído de «Selos de Macau – Carteira Anual 2004»

Festejou- no dia 12 de Fevereiro de 1956, a entrada do novo ano lunar – MACACO /FOGO, acontecimento relatado no «BGU» (1)

Em torno da estátua do heróico coronel Vicente Nicolau Mesquita montaram tenda para a tradicional venda de flores naturais e ramos de pessegueiros no dia de ano novo lunar
Uma novidade para este ano novo chinês foi uma banca onde vendiam antiguidades chinesas, estatuetas que faziam o encanto dos colecionadores.
Nas bancas de flores viam-se vasos com tangerineiras de palmo e meio pejadas de frutos maduros

(1) Extraído de «BGU» XXXII – 370 Abril de 1956.