Archives for posts with tag: Abegoaria Municipal

Notícia publicada no Boletim Geral das Colónias (1) sobre a inauguração das novas oficinas de reparação de automóveis, instaladas num prédio construído na Abegoaria Municipal, situada na Estrada do Cemitério (lugar onde depois, foram as oficinas municipais do Leal Senado, hoje Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais)

ABEGOARIA MUNICIPAL em 1949

A Oficina de automóveis na Abegoaria Municipal custou $ 43.000, 00.
Nesse ano foi também inaugurado o Canil Municipal (ficava no cruzamento da Avenida do Coronel Mesquita e Avenida do Almirante Lacerda; duas entradas uma por cada avenida) cuja construção custou $ 30.000,00.

CANIL MUNICIPAL em 1950

NOTA: a anterior Abegoaria Municipal que não sei se ficava no mesmo sítio, foi muito danificada no Tufão de 18 de Agosto de 1923. Ver notícia em:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/2013/08/18/noticia-de-18-de-agosto-de-1923-macau-assolado-por-um-tufao/
(1) «BGC» XXVI, n.º 295 Janeiro de 1950.

Violento tufão que causou enormes estragos e a perda de inúmeras vidas. Afundou-se, no Porto Exterior, a draga «Peking», bem como muitas embarcações e lanchas no Porto Interior, inclusivamente, a lancha «Praia Grande»; um barco de Seak Kei, (1) em viagem para Macau, naufragou, sendo apenas salvos 120 dos 400 passageiros (2)

Tufão de 1923 IPanorama da cidade de Macau

A “Ilustração Portugueza” (3) relatava:

Segundo informações oficiaes, a nossa lindissima colonia de Macau, foi batida, no dia 18 do mez findo, por um violento tufão que arruiu 82 casas e deixou arruinadas mais de 40, produzindo, alem disso, importantes perdas de vidas. À data das ultimas notícias tinham aparecido no mar 213 cadáveres, ao que parece, de tripulantes de juncos e outras pequenas embarcações indigenas. Da população europeia consta terem perecido apenas duas pessoas.”

Tufão de 1923 II“A que ficaram reduzidos os estaleiros”

Tufão de 1923 III“O porto interior de Macau coalhado de juncos e lorchas, pequenos barcos que sofreram enorme destroço”

Tufão de 1923 IV“A bahia da Praia Grande / Um junco chinez”

Tufão de 1923 V“Estragos causados nas obras do porto”

Tufão de 1923 VI“A Abegoaria Municipal  reduzida a escombros”

Tufão de 1923 VII“Outro aspecto dos escombros da Abegoaria” (4)

(1) 石岐 : mandarim pinyin  shíqí ; cantonense jyutping sek6 kei4 
(2) SILVA, Beatriz Basto da – Cronologia da História de Macau Século XX, Volume 4. Direcção dos Serviços de Educação e Juventude, 2.ª Edição, Macau, 1997, 454 p., ISBN 972-8091-11-7
(3) “Macau assolado por um violento tufão” e “O tufão que assolou Macau em 18 de Agosto último” in “Ilustração Portugueza”, 1923.
(4) Abegoaria – lugar próprio para se levar ou resguardar o gado e os utensílios agrícolas (utensílios da lavoura e carroças). Há uma informação de 1909 sobre a instalação da Abegoaria Municipal:
“18-08-1909 – Instalação da Abegoaria Municipal no edifício da antiga cavalariça pertencente ao estado” (2)