Archives for posts with tag: 1983

Continuação da divulgação da colecção de 12 postais (dimensão do postal: 15 cm x 10,4 cm), intitulada “Património Arquitectónico de Macau / 澳門建築文物 / Architectural Heritage of Macau” contendo desenhos de Ung Vai Meng (do ano de 1983), editado pelo Instituto Cultural de Macau – Departamento do Património Cultural. Impresso: Tipografia Welfare. (1)

Colégio Ricci – Ricci´s College
Ung Vai Meng 5/5/1983

“O Colégio Ricci foi fundado em 1955 pelo P. Germano Alonso, S. J. no prédio n.º 21 da Rua da Praia do Bom Parto, cedido por D. Policarpo da Costa Vaz, Bispo de Macau (1954-1960). O eu objectivo era educar os filhos das famílias pobres e necessitadas. A escola primária teve os seus primeiros alunos da escola média inferior em 1957; em 1964 acrescentaram-se os alunos da escola média superior, de maneira que desde este ano teve todos os cursos dum colégio secundário chinês. O Colégio Ricci é dirigido pelo P.P. Jesuítas, antigos missionários da China, que se refugiaram em Macau em 1950 e se instalaram na Casa Ricci, no Largo de S. Domingos. O nome Ricci é em memória do famoso P. Mateus Ricci que abriu a China à envangelização em 1583 e faleceu em Pequim em 1610. Os superiores desta Casa são os directores do Colégio, tendo sido o P. Alonso o fundador e primeiro director do mesmo” (2)

Palacete na Guia – Stately House in Guia
Ung Vai Meng 1983

Dr. Manuel da Silva Mendes (1876-1931) formado em Direito, nomeado professor no Liceu de Macau em 1901, tendo lecionado neste liceu durante 25 anos. Além de professor foi substituto do juiz de Direito e de Delegado do Procurador da República, presidente do Leal Senado, administrador do Concelho, membro de várias comissões exercendo também a profissão de advogado e jornalista.

Situado entre a Calçada do Paiol e a Estrada de Cacilhas, em frente da Estrada dos Parses, foi utilizado como instalações dos Serviços de Saúde, nomeadamente maternidade, escola técnica de enfermagem, unidade de tuberculose, etc. e é hoje, sede do Instituto Internacional de Tecnologia do Software da Universidade das Nações Unidas desde 1991. (3)

Convento do Precioso Sangue – Convent of the Precious Blood
Ung Vai Meng 1983

Luís Gonzaga Nolasco da Silva, 7.º filho de Pedro Nolasco da Silva e de D. Edith Maria Angier (1881-1954), bacharel em Direito, notário e advogado em Macau, em 1917 comprou a Manuel Ferreira da Rocha um terreno na encruzilhada da Estrada dos Parses (n.º 3) com a Calçada do Gaio e a Calçada do Paiol, onde construiu uma grande casa para sua residência, conhecida como a «Casa Branca», com projecto assinado por John Lemm, arquitecto de Hong Kong. A casa foi vendida em 1960 à Ordem das Irmãzinhas do Precioso Sangue, que aí instalou o seu convento de Macau.” Hoje (desde 1996, comprada pelo governo) e após remodelação, alberga a Autoridade Monetária de Macau. (4)

“Trata‐se de um grande palacete implantado num extenso jardim, feito ao gosto eclético e revivalista romântico e integrando sinais de exotismo oriental. Com dois pisos, apresenta uma mistura de estilos e referências, articulados numa concepção espacial de grande elegância e beleza arquitetónica. O jardim contribui para valorizar a beleza natural do lugar, formando um conjunto imponente.” (5)

(1) https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/ung-vai-meng/

(2) TEIXEIRA, Padre Manuel – A Educação em Macau, D.S.E.e C,1982, pp. 352-253.

(3) https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/manuel-da-silva-mendes/

(4) FORJAZ, Jorge – Famílias Macaenses, Vol. II, 1996, p.794.

(5) TOSTÕES, ANA – Convento do Precioso Sangue (Atual Sede da Autoridade Monetária) https://hpip.org/pt/heritage/details/483

恭喜發財 – Kong Hei Fat Choi – Gōng Xǐ Fā Cái

LAI SI (8,7 cm x 5,9 cm)
LAI SI (8,5 cm x 5,5 cm)

Esta quadra como as seis que seguirão foram escolhidas de “Áno-Nôvo-China”, poéma (35 quadras) de José dos Santos Ferreira, publicado no jornal «Gazeta Macaense» de 19.02.1983 e inserida depois nas pp.197-202, do livro do autor “Poéma di Macau”, edição do Leal Senado de Macau, 1983.

AOS NOSSOS AMIGOS / 我們的朋友  / TO OUR FRIENDS

BOAS FESTAS e FELIZ ANO NOVO

聖誕快樂新年快樂

MERRY CHRISTMAS & HAPPY NEW YEAR

Continuação da divulgação da colecção de 12 postais (dimensão do postal: 15 cm x 10,4 cm), intitulada “Património Arquitectónico de Macau / 澳門建築文物 / Architectural Heritage of Macau” contendo desenhos de Ung Vai Meng (do ano de 1983), editado pelo Instituto Cultural de Macau – Departamento do Património Cultural. (1)

Outras três igrejas: do Seminário (2), de S. Domingos (3) e de S. Agostinho (4)

Igreja do Seminário – 聖若瑟修院 – St. Joseph´s Church
Ung Vai Meng 13-05-1983 
Igreja de S. Domingos –  板樟堂 – St. Dominic´s Church
Ung Vai Meng 19-02-1983
Igreja de S. Agostinho – 聖奧斯寶堂 – St. Augustine´s Church
Ung Vai Meng 1983

(1) nenotavaiconta…

(2) https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/igreja-do-seminario-de-s-jose/

(3) https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/igreja-de-s-agostinho/

(4) https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/igreja-de-s-agostinho/

Oferecido pelo Sr. Ho Yin, Presidente da Associação Comercial de Macau (1) e em homenagem ao Governador, Comandante Joaquim Marques Esparteiro, realizou-se, no dia 5 de Maio de 1952, um banquete, no restaurante “Golden Gate”, (2) onde se reuniram mais de 400 convivas.

Um aspecto da assistência, reconhecendo-se ao centro o Governador e Esposa, ladeados do Comandante Militar, Paulo Bénard Guedes (3) e de Ho Yin.
Outro aspecto da assistência antes do banquete
O sr. Ho Yin falando ao microfone
O Governador agradecendo a homenagem a ele prestada

Extraído de «Mosaico», Vol. IV, 21-22 de Maio e Junho de 1952.

(1) A Associação Comercial Chinesa de Macau foi fundada em 1913. Em 1950, Ho Yin (He Xian 何賢; 1908-1983) e Ma Man Kei (Ma Wanqi 馬萬祺; 1919–2014) foram escolhidos para presidente e vice-presidente, respectivamente. Ho Yin presidiu a sucessivos mandatos até à sua morte em 1983. Hoje denominado “ 澳門中華總商會-Associação Comercial Geral dos Chineses de Macau”

(2) Restaurante “Golden Gate” estava situado no r/c e sobre loja do Hotel Central. https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/hotel-centralpresident-hotelgrand-central-hotel/

(3) Brigadeiro Paulo Bénard Guedes (Comandante militar de 15 de Novembro de 1950, então ainda Coronel, até 14 de Maio de 1952) seria substituído nesse mês pelo Tenente Coronel António Cyrne Rodrigues Pacheco, que chegou a Macau a 10 de Maio.

Anverso e verso das caixas
Anverso (5,6 cm x 3,5 cm x 0,8 cm)

Hotel que começou por ser “THE MACAU EXCELSIOR”, (1) construção de 1983, na  Avenida da Amizade, 956-1110, Macau (tel: 567888), depois mudou o nome para “Hotel Mandarin Oriental” e finalmente hoje está denominado “ Grand Lapa”, sempre permanecendo no grupo ”Mandarim Oriental Hotel”

No verso e lateral, anúncio dos seus restaurantes/cafés e indicação de morada
Fósforos com as cabeças de cor azul

(1) https://nenotavaiconta.wordpress.com/2012/08/31/caixas-de-fosforos-hotel-excelsior-hotel-mandarin-oriental/

Sete pequenas folhas (21 cm x 14,5 cm) dactilografadas ou impressas em computador por alguém (não identificado) (1) com cópias de seis poemas maquistas de José dos Santos Ferreira (Adé), agrafadas e reunidas sob o título “Unchino de Papiaçam pelos Doci Papiaçam de Macau e Ecos de Macau”

MACAU CONTENTE OLÁ VOSÔTRO
CASA MACAÍSTA

Publicado originalmente em “Qui Nova Chenchu”, 1973, p. 105. Letra para ser cantada com a música “Casa Portuguesa” da autoria de Artur Fonseca. A letra original é de Reinaldo Ferreira e Vasco Matos Sequeira.

MACAU, TERRA GALANTE

Publicado originalmente em “Qui Nova Chenchu”, 1973, p. 108. Letra para ser cantada com a música “Lisboa Antiga” da autoria de Raul Portela. Letra original é de José Galhardo e Amadeu do Vale. https://nenotavaiconta.wordpress.com/2017/01/25/poema-macau-tera-galante/

MACAU SÃ ASSI

Letra para ser cantada com a música “Lisboa é Assim“, da autoria de João Nobre. Foi interpretado por Milu para o filme “Doze luas de mel” de 1944.

SINO JÁ TOCÁ (JINGLE BELLS)

Publicado originalmente em “Poéma di Macau”, 1983, p. 269. Letra para ser cantada com a música de “Jingle Bells”. “Jingle Bells” foi escrita por James Lord Pierpont (1822–1893) no Outono de 1857.

JESUS PEQUENINO (ADELES FIDELES)

Publicado originalmente em “Poéma di Macau”, 1983, p. 275. Letra para ser cantada com a música de “Adeste Fidelis”. “Adeste Fideles” (conhecido, na Inglaterra e nos Estados Unidos, como “Hino Português” “The Portuguese Hymn) era um dos hinos favoritos, regularmente cantados no Natal da Capela da Embaixada Portuguesa, em Londres, nos séculos XVII e XVI. Embora a sua autoria efetiva seja incerta (mas sem dúvida de sua origem portuguesa), é vulgarmente atribuída ao rei D. João IV de Portugal, o rei músico, cuja Capela do Palácio Ducal de Vila Viçosa era um grande e célebre reduto de arte musical, no século XVII.

(1) Na posse da minha amiga Leonor a quem agradeço a cedência para esta publicação.

Perto di Céu,
N´acunga nôte sánto,
Ung´estréla já sai pa lumiá.

Basso di Céu,
Inchido di encanto,
Voz co doçura chomá nôs olá.

Lugar sagrado qui Dios escolhê,
Pa Filo Sánto di Céu nacê.

Glória pa Dios! dôs ánjo cantá,
Natal, Natal,
Luz di paz ta deramá …
Natal, Natal,
Amor nádi faltá …

Glória pa Dios! dôs ánjo cantá,
Natal, Natal,
Luz di paz ta deramá …
Natal, Natal,
Amor nádi falta!

NOTA: Letra de José dos Santos Ferreira, (1) para ser cantada com a música de «AWAY IN THE MANGER», uma canção de Natal publicada nos finais do século XIX (1882?), muito popular entre a comunidade de língua inglesa.
Há várias letras para esta canção, a mais vulgarizada é a versão de William J. Kirkpatrick (1895)

Away in a manger, no crib for a bed,
The little Lord Jesus laid down his sweet head.
The stars in the bright sky looked down where he lay,
The little Lord Jesus asleep on the hay.

The cattle are lowing, the poor baby awakes,
But little Lord Jesus, no crying He makes,
I love thee, Lord Jesus! look down from the sky,
And stay by my cradle till morning is nigh.

Be near me, Lord Jesus; I ask thee to stay
Close by me forever, and love me I pray.
Bless all the dear children in thy tender care,
And take us to heaven to live with thee there.

Música:
https://www.youtube.com/watch?v=AnwO_0DrpCk
https://www.youtube.com/watch?v=FnVorT14i4I
Informações de
https://en.wikipedia.org/wiki/Away_in_a_Manger 
(1) FERREIRA, José dos Santos – Poéma di Macau, 1983, p.265

Vigário-geral, bispo, monsinhôr,
Uvidór, providôr, providôr-mor,
Conselhéro, juiz, governadôr,
General, capitám, alféris-mor,
Sã ancuza qui vôs, otrora, têm
Quelê tránto, na tempo di grandeza.
Gente co alma suzo cavá vêm,

Pá comecá rosário di tristeza.

Passá tufám, na céu tempo abrí,
Mar brando certo logo vêm na trás,
Unde ta bom, têm mósca vêm zuní,
Azinha mostrá quim sa más capaz.
Quelora vôs torná ergui cabéça,
Ta vai diànti co bom vento suprado,
Demónio corê, rená ma-peça,
Fazê vôs, Macau, terá cobiçado.

Nhu-nhúm di tudo casta di ofício
Chapá força na ora di perigo;
Co juda di Sám Juám, na sacrifício,
Já pinchá fora tudo inimigo
Pimpám qui lembrá vêm tomá Cidade.
Macau quirido, vôs más una vez
Já dá mostra qui sâ vosso vontade,
Pa sempre continuá chám portoguês.

José dos Santos Ferreira, 1983

ACTUALIZADO EM 06-05-2020: são três oitavas (XII, XV e XVI) do “POÉMA DI MACAU“, publicado em 1983, pelo Leal Senado com o título de “Poéma di Macau“. O poema é composto por XXII oitavas e encontram-se nas páginas 33, e 35 deste livro

Os Correios de Macau (CTT) comemorou o Dia do Exército no dia 25 de Julho de 1983 com o lançamento de um envelope com o brasão do exército e carimbo evocativo.

BRASÂO DO EXÉRCITO PORTUGUÊS
https://www.exercito.pt/pt/quem-somos/contactos

Dois envelopes de 16, 5 cm x 11, 5 cm , o primeiro simples, somente com o brasão do exército português .
O segundo envelope com dois carimbos comemorativos do dia – DIA DO EXÉRCITO 25-JUL-83 – : um no canto superior esquerdo e outro sobre o selo.
Este selo de 40 avos é de 1982, da colecção (emissão ordinária) “Edifício e Monumentos Públicos de Macau “- FAROL DA GUIA (1)
(1) Portaria n.º 85/82/M: Emite e põe em circulação neste território, no dia 10 de Junho de 1982, selos postais alusivos a “Edifícios e Monumentos de Macau”.

Duas caixas de fósforos do Hotel Royal Macau, rectangulares de 5,5 cm x 2,5 cm x 0,5 cm de dimensões e com fósforos de “cabeça” vermelha, com tons acastanhados, da década de 90 (séc. XX)

HOTEL ROYAL
MACAU
TEL: 552222
Estrada da Vitória N.º 2-4  Tel: (853)552222
Fax: (853)563008 E-mail: royalmcu@macau.ctm.net

O hotel Royal foi inaugurado em 1983 e continua funcionando, (hotel de 5 estrelas) na Estrada da Vitória n.º 2-4, localizado no sopé do Colina de Guia, com vista para o Jardim Vasco da Gama. (1)  Actualmente com 381 quartos e dois restaurantes (“Catalpa Garden” de comida shanghainense e “Fado” de comida portuguesa ) (2)

(1) 皇都酒店– mandarim pinyin: huáng dou jiú diàn; cantonense jyutping: wong4 dou1 zau2 dim3
澳門得勝馬路2-4號 Tel 853 28552222
(2) O restaurante de comida portuguesa chamava-se aquando da abertura do hotel:  “Restaurante Vasco da Gama
Anteriores referências ao Hotel Royal Macau:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/2014/07/19/os-novos-hoteis-de-macau-em-1983/
https://nenotavaiconta.wordpress.com/2015/11/02/caixa-de-fosforos-disco-royal/