Archives for category: Numismática

“Encontrou-se n´um d´estes dias n´uma escavação da fortaleza do Monte, onde tem havido trabalhos para se descobrir uma antiga cisterna de que a tradicção nos dá notícia, uma pequena moeda de oiro portugueza, um crusado novo, da era de 1678!. …”

Extraído de «BGMT», XIII-12 de 25 de Março de 1867, p. 65

Novas moedas de Macau, de uma e cinco patacas, de cupro-niquel entraram em circulação no dia 21 de Janeiro de 1982.

 A moeda de uma pataca traz, no centro do anverso, o desenho de duas carpas (魚-iu) que se dobram simetricamente sobre os elementos (nós místicos) do panteão chinês, representando, segundo o universo simbólico chinês, o símbolo da «Harmonia».

Na orla, em cima, a palavra «Macau» em caracteres chineses. Em baixo, a indicação em caracteres chineses e, em português, «1 Pataca»

Quanto à moeda de cinco, no anverso, na orla, em cima a palavra «Macau» em caracteres chineses e em baixo a indicação em caracteres chineses e, em português, «5 Patacas».

Ao centro do desenho de um dragão (龍-lôn), representando, segundo o universo simbológico chinês, o símbolo de «Bons Augúrios».

As moedas trazem no reverso, no centro, o escudo nacional e na orla as legendas «Republica Portuguesa – Macau», e, em baixo a indicação do ano de cunhagem. (1)

No mesmo dia, foram postos em circulação moedas de Latão-níquel de 10 avos, 20 avos e 50 avos. Decreto-Lei n.º 49/81/M de 26 de Dezembro de 1981 (BOM n.º 52, pp. 1853-1854)

(1) «Macau 82 Jornal do Ano», primeiro semestre, 1982, p. 14

Seis moedas de Macau dentro de uma embalagem de plástico compartimentado: 10 avos- 1993; 20 avos – 1993; 50 avos – 1993; 1 pataca – 1998; 5 patacas 1992; 10 patacas 1997. Foram compradas numa das bancas de venda de artigos variados para turistas, em 1998/1999, que existiam na Rua de S. Paulo /Largo Companhia de Jesus, junto às Ruínas de S. Paulo. Preço: 25 patacas.

Frente
Trás
Anverso das moedas –澳MACAU門
Reverso das moedas

10 Avos – 1993 – Dança Leão – redonda, latão, bordo liso, 1,38 gr, 17 mm de diâmetro e 1 mm de espessura; 壹毫: (yī háo, jat1hou4) 20 Avos – 1993 – Barco dragão – formato:12 lados, latão. Bordo liso, 2,8 gr, 20 mm de diâmetro e 1,28 mm de espessura; 贰 毫(èr háo/ji6 hou4) 50 Avos – 1993 – Dança do dragão – redonda, latão, bordo liso, 4,59 gr., 23 mm de diâmetro e 1,55 mm de espessura; 伍毫  (wǔ háo / ng5 hou4) 1 Pataca – 1998 – Farol e Capela da Guia – redonda, cupro-níquel, serrilhado, 9 gr, 26 mm de diâmetro e 2,25 mm de espessura; 壹圓 (yī yuán /jat1 jyun4) 5 Patacas – 1992 – Ruínas de S. Paulo e Junco chinês – formato: 12 lados, cupro-níquel, bordo liso, 10,1 gr; 27,5 mm de diâmetro e 2 mm de espessura. 伍圓 (wǔ yuán/ng5 jyun4) 10 Patacas – 1997 – Ruínas de S. Paulo – redonda, bimetálica: centro de cupro-níquel, anel de Latão, bordo serrilhado intermitente, 12 gr., 28 mm de diâmetro e 2,7 mm de espessura; 十圓 (shíyuán/ sap6 jyun4)

Envelope vermelho – Lai Si (12,5 cm x 8,3 cm), (1)  emitido pela Direcção dos Serviços de Turismo para comemorar o Ano de Dragão que se iniciou a 5 de Fevereiro de 2000.
No seu interior, um pequeno folheto dobrável em três partes (total: 21,5 cm x 11,8 cm) de cor vermelha: num dos lados, KUNG HEI FAT CHOI e uma moeda nova de 10 avos colada a uma das três partes;
a parte do meio, uma lista de eventos em Macau no ano 2000 (trilingue)
e a terceira, um boletim para sorteio.
Este sorteio era destinado apenas aos visitantes que quiseram participar com “prémios fabulosos” promovido pela Direcção dos Serviços de Turismo (DST) e com o patrocínio dos Hotéis, Agências de Viagens, Empresas Aéreas e de Navegação, devendo preencher o formulário e remetendo-o no período de 5 a 19 de Fevereiro para as caixas de sorteio que se encontravam localizados nos balcões de informação na sede da DST, Terminal marítimo e Aeroporto Internacional de Macau


No verso,  em três línguas, chinês, português e inglês:
As festividades do Ano Novo Lunar, iniciam-se no dia 5 de Fevereiro, este ano é dedicado ao signo do Dragão, que é porventura, o símbolo exterior e visível que melhor identifica e distingue a civilização e a cultura chinesa.
Das várias acções previstas e para as quais esperamos contar com a sua presença, encontram-se algumas com diversas simbologias representando as tradições milenárias , tal como a oferta de “Lai Si” que é uma forma de desejar ao próximo e ao ofertante boa sorte e prosperidade no decorrer do ano. Para os mais supersticiosos, haverá a dança do Dragão e do Leão, a queima de panchões, que de acordo com a tradição, servirá para afastar os maus espíritos.
(1) Ver anteriores referências em:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/envelopes-vermelhos-%E5%88%A9%E6%98%AF-%E5%88%A9%E5%B8%82-%E5%88%A9%E4%BA%8B/

Anúncio na imprensa escrita de Macau, muito idêntico ao de 1922 do mesmo hotel (1)
Salienta-se neste anúncio, o preço da estadia ser em “mexicanas” (2)

“Preços médicos (sic)  $5,00 e $8,oo mexicanas por dia”

Nesse ano, 1924, o gerente do “New Macao Hotel”, na Rua da Praia Grande n.º 65, era Cuan Iec Chau
(1) https://nenotavaiconta.wordpress.com/2016/05/13/anuncio-de-1922-new-macao-hotel/
(2) “A pataca era uma moeda de prata, com o valor de 320 réis que foi emitida pelo governo português até o século XIX. O nome “pataca” deriva-se da moeda de prata de oito reais mexicanos. Antigamente era popular na Ásia, conhecidos em português como “pataca mexicana”.
https://pt.wikipedia.org/wiki/Pataca
Anteriores referências deste Hotel em:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/hotel-new-macao/

ANÚNCIO de 1922 - HOTEL NEW MACAO

Anúncio (em português e inglês) do Hotel «New Macao”, em 1922, após “recente renovado e modernizado, com quartos duplos amplos e confortáveis; cozinha excelente e habilmente dirigida; mesas separadas; banhos quentes, frios e de chuva; luz eléctrica profusa; botequins público e privado; e casa de bilhar” e “acomodações de primeira classe para famílais e turistas”
Preços módicos – entre 5 e 8 mexicanas (1)  por dia

1909 Hotel New MacaoFoto de c. 1909, os edifícios dos Correios de Macau (à esquerda) e  do »New Macao Hotel» (à direita), cujas fachadas davam para a Avenida da Praia Grande, em frente ao mar.

Anteriores referências a este Hotel “New Macao Hotel» (inaugurado em 1903) que foi anteriormente “Hotel Hing Kee” (inaugurado em 1880) e depois seria o “Hotel Riviera” em 1928:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/hotel-new-macao/
(1) Em 1854, foi determinado que a pataca mexicana passasse a ter curso legal em Macau sendo recebida a par do peso duro ou pataca espanhol, mas em 1929 (Decreto-Lei 17 154) determinou-se  que era ilegal a circulação de qualquer moeda estrangeira  (o Banco Nacional Ultramarino foi inaugurado em Macau em 1902). Sabemos no entanto, que, embora ilegal, continuava a circular outras moedas.
Em 1938 circulava a pataca portuguesa, a nota inglesa de Hong Kong, as notas e a prata chinesa (mais valiosa e melhor aceite)
SILVA, Beatriz Basto da – Cronologia da História de Macau, Vol. 4, 1997

Caixa de papelão de 15,5 cm x 8,5 cm x 1 cm de dimensões contendo no seu interior 5 moedas de Macau, emitidas em 1992/1993, (1) comprada em Macau na década de 90, numa das “tendinhas” para turista que existiam perto de S. Paulo, antes da transição para a Região Administrativa Especial de Macau.
Realçar que a empresa vendedora desta caixa estava sediada na China (provavelmente Zhuhai/珠海)  pois os caracteres chineses da capa são simplificados (com uma tradução para inglês – AOMEN)

流 通 硬 (2)
AOMEN CIRCULATION COIN

AOMEN CIRCULATION COIN IUma das faces da caixa, apresenta uma foto histórica pois tem a particularidade de estar, em primeiro plano, no sopé das escadarias das Ruínas de S. Paulo, a estátua “Rapariga Pequena e o Cão” colocada aí em 1994 e retirada desse sítio em 2010 (por razões do politicamente correcto (!!!) (3)
AOMEN CIRCULATION COIN IIA outra face da mesma caixa, a insígnia da RAEM e os dizeres: “The New Circulation Coins  Collection”.
AOMEN CIRCULATION COIN IVNo seu interior uma embalagem plástica de 14 cm x 8,2 cm x 1cm, com dois suportes de plástico, para ser fixada na base e poder assim expor a embalagem em posição vertical.

AOMEN CIRCULATION COIN IIIO outro lado da embalagem
AOMEN CIRCULATION COIN VOs suportes de plástico
AOMEN CIRCULATION COIN VIOs suportes e a embalagem em posição vertical

No interior da embalagem, um cartão plastificado de cor azul ( 12,5 cm x 7 cm x 0,3 cm) com 5 moedas: 5 patacas de 1992; 1 pataca de 1992; 50 avos de 1993; 20 avos de 1993 e 10 avos de 1993.
AOMEN CIRCULATION COIN VIII(1) Decreto-Lei n.º 34/91/M, de 6 de Maio:

  • 1.º O desenho do anverso da moeda de 5 patacas representará, no centro, as Ruínas de São Paulo e um Junco Chinês, na orla, em cima, à direita, indicará o seu valor facial em caracteres chineses e, na orla, em baixo, conterá a indicação em português «5 patacas».
  • 2.º O desenho do anverso da moeda de 1 pataca representará, no centro, a Ermida e o Farol da Guia e, em baixo, conterá a indicação em caracteres chineses e, em português, «1 pataca».
  • 3.º O desenho do anverso da moeda de 50 avos representará, no centro, a Dança do Dragão, na orla, em cima, à esquerda, indicará o seu valor facial em caracteres chineses e, na orla, em baixo, à direita, conterá a indicação em português («50 avos»).
  • 4.º O desenho do anverso da moeda de 20 avos representará, no centro, um Barco do Dragão, conterá no lado esquerdo e no lado direito o seu valor facial em caracteres chineses e, na orla, em cima, a indicação em português («20 avos»).
  • 5.º O desenho do anverso da moeda de 10 avos representará, no centro, a Dança do Leão, conterá no lado esquerdo e no lado direito o seu valor facial em caracteres chineses e, na orla, em baixo, a indicação em português («10 avos»).
  • 6.º O reverso de todas as moedas será constituído, no centro pela palavra «Macau» em português e pelos respectivos caracteres chineses, na orla, em cima, pelo desenho de um morcego, o qual representa, segundo o universo simbológico chinês, a «Felicidade» e, em baixo, pela indicação do ano da cunhagem.

AOMEN CIRCULATION COIN VIIArt. 3.º As moedas de valor facial de 5 patacas e 1 pataca serão postas a circular no ano de 1992 e as de valor facial de 50 avos, 20 avos e 10 avos no ano de 1994.
(3) “Rapariga Pequena com o  Cão”, estátua de Lagoa Henriques, foi colocada em 1994. Lagoa Henriques é autor entre muitas obras, a da famosa e muito fotografada estátua em Lisboa, no Chiado, a escultura de Fernando Pessoa na porta da “Brasileira”.
Sobre a retirada desta estátua, sugiro leitura da reportagem no jornal «Ponto final» de 02-08-2010 (jornalistas Catarina Brites Soares e Kelvin Costa) e no «Jornal Tribuna de Macau» de 31-07- 20101,  disponíveis em:
https://pontofinalmacau.wordpress.com/2010/08/02/7846/
http://arquivo.jtm.com.mo/view.asp?dT=352103006
(2) 流 通 mandarim pinyin: ào mén liú tōng yìng, bì; cantonense jyutping: ou3 mun4 lau4 tung4 ngaaang6 bai6.

No Boletim Oficial n.º 14 de 05 de Abril de 1975: é autorizada a emissão de 1 milhão de moedas de prata comemorativas da inauguração da Ponte Macau-Taipa, com o nome de Ponte Governador Nobre de Carvalho «Nobre de Carvalho» destinadas a Macau, com o valor facial de 20 patacas (1)
MOEDA 20 pts Ponte Macau-Taipa IA promulgação da emissão foi publicada no Decreto n.º 138/75 de 18 de Março:
Considerando que a inauguração da ponte Macau-Taipa deve ficar assinalada com a emissão de uma moeda comemorativa;
Atendendo ao interesse nesse sentido expresso pelo Governo de Macau;
Ouvido o Banco Nacional Ultramarino;
Usando da faculdade conferida pelo § 1.º do artigo 136.º da Constituição e de acordo com o § 2.º do mesmo artigo, o Governo decreta e eu promulgo, para valer como lei nos territórios ultramarinos, o seguinte:
Artigo 1.º É autorizada a emissão de 1 milhão de moedas de prata comemorativas da inauguração da ponte Macau-Taipa, destinadas a Macau, com o valor facial de 20 patacas.
Art. 2.º – 1. As moedas serão serrilhadas, terão o toque de 650 milésimos, o diâmetro
de 35 mm e o peso de 18 g, com a tolerância de 5 milésimos, para mais ou para
menos, no toque e no peso.
MOEDA 20 pts Ponte Macau-Taipa II2. O anverso terá na orla, em cima, a legenda «República Portuguesa», em baixo, a legenda «Ponte Macau-Taipa», e, no centro, além da legenda em chinês «Ponte Macau-Taipa», figurará a representação de um troço da ponte sob a qual se encontra um junco.
MOEDA 20 pts Ponte Macau-Taipa III3. O reverso terá na orla, em cima, a legenda «Macau», em baixo, o valor «20 patacas», nos intervalos as mesmas legendas em caracteres chineses, e, no centro, a esfera armilar com os sete castelos e as cinco quinas.
Art. 3.º Na Repartição Provincial dos Serviços de Finanças de Macau será aberta uma conta de operações de tesouraria sob a epígrafe «Cunhagem de moeda divisionária», pela qual serão satisfeitos todos os encargos resultantes do custo, frete, despacho, seguro e despesas de amoedação.
Visto e aprovado em Conselho de Ministros. – Vasco dos Santos Gonçalves – António de Almeida Santos.
Promulgado em 11 de Março de 1975.
Publique-se.
O Presidente da República, FRANCISCO DA COSTA GOMES.
Para ser publicado no Boletim Oficial de Macau. – A. Almeida Santos.”

MOEDA 20 pts Ponte Macau-Taipa IVOutras especificações desta moeda:
Data de emissão: 1975
Distribuição: Circulação padrão
Fabricantes: Imprensa Nacional – Casa da Moeda, Portugal
Composição: Prata
Bordo: Serrilhado/Grão
Formato: Circular
Orla: em relevo. sem decoração. os dois lados
Peso: 18 gramas
Diâmetro: 35 mm
Valor facial: 20  patacas
Cunhagem conhecida: 1.010.000
Detalhes da composição: prata  650/1000
(1)  A inauguração oficial da Ponte Macau-Taipa, com o nome de Ponte Governador Nobre de Carvalho foi a 5 de Outubro de 1974.  A cerimónia estava incluída na celebração do 64.º aniversário da implantação da República Portuguesa (Cfr. B. O. n.º 39-S, de 4 de Outubro). A ponte é obra do Eng. Edgar Cardoso, tem 3,78 Km de comprimento e levou cerca de 5 anos a ser construída. Entre 1974 e 1981, cobrava-se pela circulação de veículos, uma portagem inicial de cinco patacas na entrada da ponte do lado da Ilha da Taipa. Posteriormente abolida e hoje, desde 2007, somente é circulada por veículos de transportes públicos (Táxis e “Buses”)
SILVA, Beatriz Bastos da – Cronologia da História de Macau, Volume 5.
Referências anteriores em:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/2012/06/28/leitura-a-ponte-macau-taipa-iii-e-mapa-de-macau-1965-1966/