Archives for category: Notafilia

Para assinalar o DIA DA CIDADE, 24 de Junho – dia do seu padroeiro, São João Baptista – em 1992, foi comemorada com diversas actividades:

– Três exposições: uma fotográfica sobre o “Leal Senado  e o Cidadão”, uma de flores de lotus e uma de notas. A mostra fotográfica, na galeria de exposições temporárias do município, destinada a informar os cidadãos sobre as actividades e o funcionamento do Leal Senado, abriu a 23 de Junho e esteve patente durante quase 15 dias. A exposição de flores de lotus decorreu no novo parque municipal Dr. Sun Iat Sem, construído junto ao canal dos Patos. O Banco Nacional Ultramarino que nesse ano festejava os 90 anos da sua presença no território promoveu, também no Leal Senado, uma exposição de notas, moedas e documentos de Macau.

– Uma corrida pedestre pelas ruas de Macau – “Uma légua na cidade”, a corrida pedestre aberta a todos os cidadãos, reuniu atletas divididos em cinco escalões: homens, mulheres, deficientes físicos, adultos com mais de 55 ano e crianças com menos de 13. Concentrados manhã cedo no Largo do Senado, os atletas correram cerca de 4.500 metros.

– Uma representação teatral

– Um espectáculo de variedades no Largo do Senado

No dia anterior, 23 de Junho, foi celebrada missa na Sé Catedral em honra de São João Baptista e à noite realizou-se o arraial de S. João em Hac Sá, Coloane.

Fotos e informação extraídos de «MacaU», II série n.º 4 de Agosto de 92, p.91.

Encontrei entre os meus livros um Lai Si – envelope vermelho (1) do Banco da China e no seu interior, uma nota nova (a tradição manda que no Ano Novo Chinês,as notas intoduzidas nestes envelopes sejam novas)  de “10 Patacas”, emissão do Banco Nacional Ultramarino de 1991 com a seguinte numeração: A Q 815568. Certamente, oferta de um familiar mais velho e nos princípios da década de 90 (século XX)

Banco da China, Sucursal Macau
中國銀行     澳門分行 (2)

Dimensões: 12,2 cm x 8.5 cm

FRENTE: 10 PATACAS – 拾圓 (3) – Casa Memorial Dr. Sun Yat-Sen
À esquerda a marca de água com um “junco chinês” À direita, a Casa Memorial do Dr. Sun Yat-Sen (4)
Em cima, à esquerda: “Decreto –Lei n.º 40/91/M  – Boletim Oficial de Macau n.º 27 de 08/07/1991”
Em baixo, ao centro, as assinaturas: “Presidente do Conselho de Administração” e do “Director Geral do Departamento de Macau”, e junto à moldura geral, o logótipo do Banco Nacional Ultramarino
Dimensões 138 x 69 mm
Cores: castanho, verde, azul amarelo. laranja e roxo.
VERSO:
Como ilustração principal, uma vista de Macau da década de 80, incluindo a ponte Macau-Taipa (5) e parte da Baía da Praia Grande e abertura à direita para a marca de água
Cores: castanho, verde, azul, amarelo
Quantidade emitida autorizada até à quantidade de 30 milhões de unidades.
Entrada em circulação: 1992
(1)https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/envelopes-vermelhos-%E5%88%A9%E6%98%AF-%E5%88%A9%E5%B8%82-%E5%88%A9%E4%BA%8B/
(2) 中國銀行 澳門分行 – mandarim pīnyīn: zhōng guó yín háng ào mén fēn háng ; cantonense jyutping: zung1 gwok3 ngan2 haang4 ou3 mun4 fan1 haang4
(3) 拾圓– mandarim pīnyīn: shí yuán; cantonense jyutping: sap6 jyun4
(4) https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/casa-memorial-sun-yat-sen/
(5) https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/ponte-do-governador-nobre-de-carvalho/

Mais uma cédula (1) (danificada, faltando um pequeno pedaço na parte superior e outro menor na parte inferior) do Banco Nacional Ultramarino – Macau, de 20 – vinte avos, de 11 cm x 6 cm de dimensões, com o número 1211047. Autorizado pelo Decreto N.º 35.785 – Lisboa, 6 de Agosto de 1946.
As cédulas de 20 avos foram emitidas em 1942, 1945, 1946 e 1952. A casa impressora foi a litografia ”Hong Kong Printing Press – Hong Kong”, nos anos 194, 1945 e 1946. Em 1952 foi a “Bradbury Willkinson & Co  – Londres”.
Esta cédula de coloração acastanhada com a imagem das “Ruínas de S. Paulo”, tem assinatura do Director da Fazenda (fac-simile) e do Gerente (fac-simile).
Verso de coloração mais arroxeada, com o brasão de armas de Portugal.
(1) Ver anteriores referências em:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/category/notafilia/

Mais uma cédula (1), em bom estado de conservação com algumas manchas, do Banco Nacional Ultramarino Macau, este de «50 – CINQUENTA AVOS» (12 cm x 6 cm), com o número: HT 350780H.

Autorizado pelo Decreto n.º 35.785- Lisboa, 6 de Agosto de 1946, foi a última emissão de cédulas com os valores de cinquenta avos (emissões em 1920/1941/1942/1943/1944/1946) (2). Foram emitidas neste valor, 5.000.000

Coloração azulada com imagem dum junco chinês

Inicialmente as emissões de cédulas não eram datadas. A partir de 1946 passaram a apresentar data impressa (emissões de 06/08/1946 e de 19/01/1952)
Esta de 1946 foi assinada pelo Gerente do banco (fac-simile) e pelo Director de Fazenda de Macau (fac-simile)

Verso: coloração diferente, arroxeada com brasão de armas de Portugal

Na sequência da Portaria n.º 5:384, assinada pelo Governador Joaquim Marques Esparteiro e publicado no Boletim Oficial de Macau de 9 de Maio 1953 , estas cédulas foram recolhidas e trocadas por moedas metálicas divisionárias de igual valor.
(1) Ver anteriores referências em:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/2017/08/13/papel-moeda-ii-cedulas-do-banco-nacional-ultramari-no-para-macau-um-avo-e-dez-avos/
https://nenotavaiconta.wordpress.com/2012/07/10/papel-moeda-macau-i/
(2) As emissões desses anos (1920 a 1946) foram impressas em Hong Kong na Litografia «Hong Kong Printing Press (1946) Ltd».

Duas cédulas de DEZ AVOS e uma de UM AVO emitidos pelo Banco Nacional Ultramarino, (1) não datadas (2) e manualmente assinadas (3)

大西洋國海外滙理銀行 (4)

As duas cédulas de DEZ AVOS foram emitidas em 1920 (esverdeada) e a outra com a mesma tonalidade, entre 1941 – 1945 dado que a emissão de 1946 já apresentava a assinatura do Gerente do banco e do Director.

Cédula – DEZ AVOS N.º 122262 (9,8 cm x 5,5 cm) de 1920
Razoável estado de conservação
Cédula – DEZ AVOS N.º 122262 (9,8 cm x 5,5 cm) – verso
Cédula – DEZ AVOS N.º 147788 (9,8 cm x 5,5 cm) de
Razoável estado de conservação, com manchas
Cédula – DEZ AVOS N.º 147788 (9,8 cm x 5,5 cm) – verso
Cédula – UM AVO N.º 707244 (7,4 cm x 4,1 cm)
De cor castanha com assinatura do mesmo gerente (não legível) do publicado em (1), de 1942
Razoável estado de conservação.
Cédula  – UM AVO N.º 707244 (7,4 cm x 4,1 cm) – verso

(1) Denominam-se cédulas os documentos de papel emitidos em representação das moedas metálicas divisionária e de trocos. Na cunhagem destas moedas eram utilizados metais inferiores como o cobre, o níquel ou ligas destes metais tendo geralmente um valor nominal inferior ao real ou intrínseco.
Quando o custo destes metais subiu demasiadamente, como aconteceu durante e depois da I Grande Guerra Mundial (1914-1918) a fim de se evitarem as despesas da cunhagem daquelas moedas recorreu-se, em Portugal, à estampagem de cédulas às quais foi conferido curso legal.
Em 1919, a falta de moeda para trocos provocou em Macau uma situação crítica que levou o Governo do Território a introduzir pela primeira vez, no meio circundante local, este instrumento monetário – as cédulas. Foi então decidido emitir cédulas de 5, 10 e 50 Avos.
As cédulas deixaram de ser emitidas com o aparecimento em 1952 das primeiras moedas privativas de Macau e assim progressivamente foram recolhidas todas até 1953.
(Emissões de Papel-Moeda do banco Nacional Ultramarino Para Macau. Banco Nacional Ultramarino SA e Chaves Ferreira, Publicações, SA, 1997, 270 p., ISBN 972-9402-33-7)
(2) Inicialmente as emissões de cédulas não eram datadas, só a partir de 1946 passaram a apresentar data impressa.
(3) As primeiras emissões de cédulas  assinadas pelo Gerente da Filial do Banco Nacional Ultramarino em Macau, foram as de 1920 manuscrita e as seguintes com chancela, como estes exemplares.
(4) – 大西洋國海外滙理銀行 – Daxiyangguo (大西洋國- Grande Reino do Mar do Ocidente); 海外–Haiwai (ultramarino); 滙理- Huili (câmbio);   銀行- Yinghang ou mais conhecido como 大西洋銀行 – Daxiyang Yinghang ( Banco do Grande Reino do Mar do Ocidente)
Em cantonense jyutping: Daai6 sai1 joeng4 gwok3 hoi2 ngoi6 wui6 lei5 ngan2 hong4
Sobre Banco Nacional Ultramarino e um outra nota de UM AVO (N.º 360440) já publicado ver:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/banco-nacional-ultramarino/
https://nenotavaiconta.wordpress.com/2012/07/10/papel-moeda-macau-i/

Em 20 de Fevereiro de 1924 foi atribuído pelo Governo da Província um louvor ao Chefe da Policia de Investigação Criminal, Lao Ngui, pela habilidade e grande zelo demonstrados nas diligências a que procedeu, em Cantão, para a descoberta dos falsificadores de notas do Banco Nacional Ultramarino, e apreensão das máquinas empregadas neste fabrico. (1)
Um exemplar de uma nota de cinco patacas (pagável em Macau em moeda corrente) do Banco Nacional Ultramarino de 1 de Janeiro de 1924 apresentado no site (2)

NOTA BNU 5 ptcs 1924À esquerda, um navio a vapor (emblema do banco) (3) e
à direita um junco (referente a Macau)

NOTA BNU 5 ptcs 1924 verso
Recorda-se que no ano de 1924 a “Colónia” teve uma quebra das receitas por perda da exploração do exclusivo do ópio “descera das 263 668 patacas de média mensal para cerca de 22 000 nesse mês de Julho, com uma perspectiva para o mês de Agosto, que dizem, a custo chegará a 70 000 (carta do gerente em Macau, Monteiro Lopes, enviada a 29 de Julho de 1924). (4)
Também nesse ano, 1924, devido a tumultos em Cantão, muitos refugiados procuraram Macau. Foi a primeira vez que Macau ultrapassou os 100 mil habitantes, tendo cerca de 193 175. Quando os tumultos passaram nem toda a gente regressou a Cantão. A população em Macau baixou, mas mesmo assim registaram-se 120 mil habitantes. (1)
(1) SILVA, Beatriz Basto da – Cronologia da História de Macau, Volume 4.
(2) A nota foi impressa por “Thomas De La Rue & Company Limited, London, England.
http://www.worldbanknotescoins.com/2014/09/macau-banknotes-5-patacas-1924-banco-nacional-ultramarino.html
Emblema BNU(3) Da redacção dos primeiros Estatutos do BNU consta que o selo do Banco terá por emblema um navio a vapor com a legenda na parte superior “Banco Nacional Ultramarino” e na inferior “Colónias, Comércio e Agricultura
(4) Citado em: http://banconacionalultramarino.blogspot.pt/2011/07/bnu-macau.html

Banco da China 1997

Calendário do ano de 1997 do Banco da China (Sucursal de Macau), com as dimensões: 23 cm x 15,3 cm, publicitando em português e chinês  (frente) as novas notas (de então) de 10, 20, 50, 100, 500 e 1000 patacas.

O Banco da China emite notas
em prol de Macau e do seu Futuro

Banco da China 1997 verso

No verso (em inglês e chinês), o calendário e os números de telefones das 14 dependências que então havia em Macau e Ilhas.

NOTA: Com a criação do Instituto Emissor de Macau, em 1980, como entidade com o direito exclusivo da emissão de moeda em Macau, o BNU passou a ser banco agente do Governo de Macau na emissão de notas mas a partir de 16 de Outubro de 1995, com a criação da Autoridade Monetária de Macau, a filial de Macau do Banco da China tornou-se o segundo banco emissor.

Papel moeda de UM AVO, emitido pelo BANCO NACIONAL ULTRAMARINO, com  o n.º  360440,  de 7, 5 cm por  4 cm, de cor castanha.  Não datada mas pesquizando na ” website”, é de  1942 (1) (2). Razoável estado de conservação. A assinatura do gerente não é legível. Foi impressa pelo Hong Kong Printing Press (3)
A sucursal do Banco Nacional Ultramarino em Macau abre em 1902 e  foi autorizado a emitir notas com a  denominação de pataca em 1901. As primeiras notas impressas começaram a entrar em circulação em 1906 e 1907.(4)

FOTO DO BANCO NACIONAL ULTRAMARINO EM 1980

A  sede do BNU em Macau está no cruzamento da Avenida da Praia Grande com Infante D. Henrique e foi  inaugurado a 5 de Outubro de 1926. Nessa altura, o Banco ficava à beira rio. O edifício foi renovado várias vezes, tendo sido completamente ampliado e remodelado em 1997. Foi  colocada uma estrutura moderna sobre o antigo edifício, mas manteve a sua fachada tradicional.
NOTA: no site de leilões (5), uma nota do mesmo ano (n.º 058322) está a ser licitado com um valor mínimo de 14 euros:
(1) http://www.banknote.ws/COLLECTION/countries/ASI/MAC/MAC.htm#PORTUGUESE ADMINISTRATION 
(2) http://www.atsnotes.com/catalog/banknotes/macao.html
(3) http://macauantigo.wordpress.com/category/uncategorized/page/105/
(4) http://pt.wikipedia.org/wiki/Pataca#Pataca_de_Macau
(5) http://megaleiloes.pt/FFA-NOTA-1-AVO-N-D-1942-MACAU-leilao-389181

Na sequência do anterior post sobre PAPEL MOEDA – CHINA (I), apresento hoje,  outra nota emitida pelo “BANK OF COMMUNICATIONS”, mas de 1914. Embora emitida nesse ano, talvez tivesse circulado em Macau no período antes da Grande Guerra, no Pacífico, trazida pela vaga dos emigrantes da China e dos macaenses que viviam e trabalhavam em Shanghai, antes da Guerra.
Trata-se de uma nota de 10 yuan emitida pelo “BANK OF COMMUNICATIONS“, 交通銀行 (em pinyin: Jiāotōng Yínhán; em cantonense jyutping: gaau1 tung1 ngan4 hong4), de 1914, de coloração vermelha (exemplar que denota uso , amarrotado, mas ainda em razoável estado de conservação), com um bordo ornado e com as seguintes dimensões:  15,5 cm x 8,5 cm.
Um dos lados, letras em inglês, com a vinheta “porto de descarga de mercadorias do navio e do comboio“”, tem  uma indicação em baixo de “10 TEN YUAN OF THE NATIONAL COINAGE OF REPUBLIC OF CHINA“. Por cima da vinheta tem os seguintes dizeres: “PROMISES TO PAY THE BEARERN ON DEMAND AT THIS OFFICE HERE” . Tem duas assinaturas oficiais , a primeira da lado esquerdo, ilegível e à direita “I. S. Wong”. Entre as duas assinaturas puseram o carimbo a preto “SHANGHAI” (1). O N.º desta nota é: SB435361E. Em letras pequenas no meio em baixo, “OCTOBER 1st 1914“, e abaixo “AMERICAN BANK NOTE COMPANY, NEW YORK”
Do outro lado, com a vinheta “edifício e avenida“, tem as mesmas  indicações em chinês, com a numeração (SB435361E), sem as assinaturas mas com os carimbos chineses dos dois administradores. Também aqui puseram um carimbo em chinês, a preto, com a indicação de Shanghai. Em letras pequenas no meio em baixo “AMERICAN BANK NOTE Co, NEW YORK
Tenho outra nota da mesma quantia e teor mas com a numeração: SB435307E.
Segundo http://en.wikipedia.org/wiki/Bank_of_Communications:
O banco foi fundado em 1908 e foi o primeiro dos poucos bancos nacionais chineses e banco emissor nos primeiros anos da República da China. Abriu a primeira filial no estrangeiro em Hong Kong em 27 de Novembro de 1934, que ainda se mantém.
Hoje “Bank of Communications Limited” (交通银行股份有限公司) é actualmente um dos maiores bancos chineses.

(1) As notas com esta indicação eram para serem circuladas somente na Cidade de Shanghai: http://pnumismatika.cz/dokumenty/A_Monetary_History_of_the_Former_German_Colony_of_Kiaochou.pdf 

NOTA: Para os interessados, no ebay.com (síte de leilões) tem um exemplar, estado novo,  com licitação mínima de US $ 24.99

Entre algumas notas em papel moeda. que “herdei” dos meus pais,  emitidas na China (antes e durante a  II Guerra Mundial), e que circularam em Macau “clandestinamente” (muito desvalorizado), face à migração para Macau dos chineses,  dos próprios macaenses (principalmente da comunidade  de Shanghai) e de outras nacionalidades (segundo minha avó,”traziam consigo sacos de notas“), encontram-se algumas emitidas pelo “BANK OF COMMUNICATIONS” e as restantes emitidas pelo “THE CENTRAL BANK OF CHINA” ou “BANK OF CHINA”.
O que hoje apresento, trata-se de uma nota de 50 yuan emitida pelo “BANK OF COMMUNICATIONS“, 交通銀行  (em pinyin: Jiāotōng Yínháng, em cantonense Jyutping: gauu1 tung1 ngan2 hong4), de 1941, de coloração acastanhada (exemplar que denota uso , com vínculo no meio, mas ainda em razoável estado de conservação), com um bordo ornado e com as seguintes dimensões:  16,5 cm x 8 cm.
Um dos lados com letras em inglês, com a vinheta “navio a vapor“,  tem  uma indicação em letras pequenas no meio (em baixo) de” 50 – 1941 – 50″ de “AMERICAN BANK NOTE COMPANY“. Tem duas assinaturas oficiais  ” Y M. Chun (?) e I. S. Wong.
Do outro lado, com a vinheta “paisagem de montanha com dois comboios“, tem as mesmas  indicações em chinês, com a numeração (n.º X223922 ) (que não tem no outro lado) mas sem as assinaturas. Um pormenor: a data de 1941, em chinês, vem como “30 anos da fundação da República Chinesa”.

Segundo http://en.wikipedia.org/wiki/Bank_of_Communications:
O banco foi fundado em 1908 e foi o primeiro, dos poucos bancos nacionais chineses e banco emissor nos primeiros anos da República da China. Abriu a primeira filial no estrangeiro em Hong Kong em 27 de Novembro de 1934, que ainda se mantém.
Hoje Bank of Communications Limited” ( 交通银行股份有限公司 ) é um dos maiores bancos chineses.
NOTA: Para os interessados, no site dos leilões ebay.com, tem um exemplar, em melhor estado que o meu, com licitação mínima de US $ 9,99.