Archives for category: Hotéis

Anúncio na imprensa escrita de Macau, muito idêntico ao de 1922 do mesmo hotel (1)
Salienta-se neste anúncio, o preço da estadia ser em “mexicanas” (2)

“Preços médicos (sic)  $5,00 e $8,oo mexicanas por dia”

Nesse ano, 1924, o gerente do “New Macao Hotel”, na Rua da Praia Grande n.º 65, era Cuan Iec Chau
(1) https://nenotavaiconta.wordpress.com/2016/05/13/anuncio-de-1922-new-macao-hotel/
(2) “A pataca era uma moeda de prata, com o valor de 320 réis que foi emitida pelo governo português até o século XIX. O nome “pataca” deriva-se da moeda de prata de oito reais mexicanos. Antigamente era popular na Ásia, conhecidos em português como “pataca mexicana”.
https://pt.wikipedia.org/wiki/Pataca
Anteriores referências deste Hotel em:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/hotel-new-macao/

Extraído de «BGU»  XLV – 525,  1969.
O Dr. Diamantino de Oliveira Ferreira era o conservador da Conservatória dos Registos que abrangia o Registo Predial, Comercial e de Automóveis. Nesse ano, o Dr. Oliveira Ferreira era também conservador, substituto, em exercício do Conservatória do Registo Civil (ausente o conservador Dr. Manuel Luís Sousa Alves. (Anuário de Macau, 1969)
A criação da Conservatória dos Registos de Macau é de 1869 sendo seu 1.º Conservador Afonso Pinto de Mesquita Carvalho Magalhães de Carvalhosa (BBS – Cronologia da História de Macau, Vol.3)

Assinalando o 1.º aniversário de seu governo (1) a Comunidade Chinesa de Macau homenageou o governador da província, comandante Pedro Correia de Barros, e sua esposa, no dia 8 de Março de 1958, com um lauto banquete chinês no restaurante “Golden City” («Cidade de Oiro»), no Hotel Central (2)
Retribuindo os cumprimentos do comandante militar interino, tenente-coronel Leonídio Marques de Carvalho, o governador comandante Pedro Correia de Barros esteve no quartel-general, onde lhe foram prestadas as honras de ordenança militar.
Esteve em Macau, despendindo do governador comandante Pedro Correia de Barros, o novo embaixador dos Estados Unidos em Taipé Sr. Everet F. Drumright, (3) antigo cônsul geral em Macau e Hong Kong, acompanhado do adido naval, comandante M. C.Walley
Procedeu-se, no Porto Exterior, à destruição de grande quantidade de estupefacientes e artigos de fumatório e de laboratório apreendidos nos últimos 6 meses e avaliados em cerca de um milhão de patacas. Na foto vê-se o governador Pedro Correia de Barros assistindo.
Informações e fotos de «BGU» XXXIV-393, Março de 1958.
(1) Pedro Correia de Barros, tomou posse a 8 de Março de 1957 e governou a Província de Macau até 17 de Setembro de 1959 (sucedeu-o Jaime Silvério Marques)
Anteriores referências a este Governador em:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/pedro-correia-de-barros/
(2) O restaurante “Golden City” («Cidade de Oiro») ficava no 5.º andar do Hotel Central
Anteriores referências a este Hotel em:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/hotel-centralpresident-hotelgrand-central-hotel/
(3) Everrett F. Drumright (1906-1993), diplomata de carreira desde 1930, foi embaixador dos Estados Unidos em Taipé de 1958 a 1962. Foi um defensor das pretensões chinesas de Taipé (nacionalista), nas Nações Unidas (nomeadamente no assento no Conselho de Segurança). Reformado em 1963, manteve-se como académico em universidades americanas. Era um estudioso da língua chinesa pelo que a maior parte da sua carreira diplomática esteve sempre ligado à China (Hankow, Beijing, Shanghai, Shantou, Nanjing, Chongqing). Cônsul geral em Hong Kong e Macau de 1954 a 1958. (“The New York Times”, 27 de Abril de 1993)

Duas outras caixas de fósforos do Hotel Royal Macau, semelhantes entre si, mas diferentes das duas anteriores publicadas (1) no tamanho. Estas medem: 5,5cmx 3,8 cm x 0,5 cm. e são da década de 80 (séc XX).
Ambas de cores acastanhadas embora de tonalidades diferentes (já com manchas de humidade), apresentam no entanto «design» diferentes em ambos os lados.

DAI-ICHI HOTELS
HOTEL ROYAL
MACAU
TEL: 552222

DAI-ICHI HOTELS
HOTEL ROYAL
MACAU
No Verso
Restaurante Vasco da Gama

A parte lateral desta caixa apresenta à direita “TEL: 5486333HKG”
(uma terceira caixa que possuo apresenta o mesmo indicativo mas em posição à esquerda.
RESTAURANTE
Vaco da Gama
Lateral desta última apresenta o “TEL:78822 MACAU”
Fósforos com a cabeça vermelha

Inicialmente o hotel era gerido pela cadeia internacional japonesa “Dai-Ichi Hotels” (desconheço qual a gerência actual) e o restaurante de comida portuguesa era “Restaurante Vasco da Gama”  (actualmente “ Restaurante Fado”)
Ver anterior referência a este Hotel e outras caixas de fósforos:

Duas caixas de fósforos do Hotel Royal Macau, rectangulares de 5,5 cm x 2,5 cm x 0,5 cm de dimensões e com fósforos de “cabeça” vermelha, com tons acastanhados, da década de 90 (séc. XX)

HOTEL ROYAL
MACAU
TEL: 552222
Estrada da Vitória N.º 2-4  Tel: (853)552222
Fax: (853)563008 E-mail: royalmcu@macau.ctm.net

O hotel Royal foi inaugurado em 1983 e continua funcionando, (hotel de 5 estrelas) na Estrada da Vitória n.º 2-4, localizado no sopé do Colina de Guia, com vista para o Jardim Vasco da Gama. (1)  Actualmente com 381 quartos e dois restaurantes (“Catalpa Garden” de comida shanghainense e “Fado” de comida portuguesa ) (2)

(1) 皇都酒店– mandarim pinyin: huáng dou jiú diàn; cantonense jyutping: wong4 dou1 zau2 dim3
澳門得勝馬路2-4號 Tel 853 28552222
(2) O restaurante de comida portuguesa chamava-se aquando da abertura do hotel:  “Restaurante Vasco da Gama
Anteriores referências ao Hotel Royal Macau:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/2014/07/19/os-novos-hoteis-de-macau-em-1983/
https://nenotavaiconta.wordpress.com/2015/11/02/caixa-de-fosforos-disco-royal/

A propósito da comemoração da inauguração do Casino Hotel Lisboa, fez ontem ( dia 3 de Fevereiro) 48 anos, publico mais  dois “slides” digitalizados da colecção  “MACAU COLOR SLIDES  – KODAK EASTMAN COLOR)”comprados já no final da década de 60 ou princípio de 70 (século XX), se não me engano , na Foto PRINCESA (1).
O primeiro “slide” é referente ao então novo coqueluche CASINO HOTEL LISBOA, a primeira grande unidade hoteleira dos tempos modernos em Macau.
Construção iniciada em 1964 (1.ª fase do Hotel Lisboa), abre ao público em 1970 (mantendo contudo ao longo dos anos sempre em obras de ampliação e remodelação de espaços) com hotel, casino, vários restaurantes europeus e orientais, clubes nocturnos, lojas, piscinas e outras facilidades. (2) Propriedade da Sociedade de Turismo e Diversões de Macau (S.T.D.M.), inauguração do Hotel Casino Lisboa foi a 3 de Fevereiro de 1970 e o Casino Lisboa situado na cave do edifício foi inaugurado em Junho de 1970. (3)
O 2.º “slide “  é do casino “MACAU PALACE CASINO” (1 e 2.º andar) e Restaurante “MACAU PALACE” (“rés do chão”) mais conhecidos como o Casino/Restaurante Flutuante, que começaram a funcionar no ano de 1962, no Porto Interior, num “junco adaptado”, atracado à Ponte Cais n.º 12/B. Foi o 1.º casino da era “STDM”, embora o considerado 1.º casino “terrestre” – o novo Hotel Estoril (3) – tivesse sido só inaugurado a 15 de Novembro de 1963 (4)
(1) Ver anteriores slides desta colecção em:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/category/artes/
(2) “06-02-1970 – Grande inauguração dos pisos 7.º e 8.º do novo Hotel Casino Lisboa ; é também aberto ao público o restaurante português «Portas do Sol», e um centro de «bowling». O grande mural com caravelas, patente no átrio da entrada do Hotel Lisboa, é da autoria do artista mexicano, residente em Hong Kong, Francisco Barbosa.” (SILVA, Beatriz Basto da – Cronologia, Volume 5, 1998)
(3) “Junho de 1970 – Inaugurado, no novo Hotel Casino Lisboa, o casino Lisboa, situado na cave do edifício. Ao mesmo tempo é encerrado o casino da Rua Cinco de Outubro (SILVA, Beatriz Basto da – Cronologia, Volume 5, 1998)
Ver mais informações em:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/hotel-lisboa/
(4) Mais informações em:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/casino-flutuante-macau-palace/

Macao
Praia Grande, vista da Colina da Penha, c. 1885
Gravura feita após fotografia, colorida posteriormente

A Praia Grande em 1885
O Dr. Augusto Pereira Tovar de Lemos (1) descrevia assim a Praia Grande no «Relatório do serviço médico da província de Macau e Timor referido ao anno de 1885»: (2)
«Esta enorme e larga rua (Avenida da Praia Grande), na maior parte pertencente á freguesia da Sé, é curva e talhada juntamente com a muralha que a limita pelo E, S e SO em amphiteatro. É arborizada. Em curva mais suave, segue-se uma extensa linha de prédios, qual deles o melhor. Ao centro d´esta rua está um bello palácio, que por muito tempo foi residência dos Governadores, acomodando actualmente as seguintes repartições públicas – junta da fazenda, tribunaes judiciaes, europeu e china, com os respectivos cartórios e repartição de decimas. E um bello estabelecimento; em harmonia coma amplidão e elegância das salas está a sua mobília. Estão em decência á altura e dignidade de taes repartições. Apenas há a notar e sentir que algumas salas interiores no rez do chão, e que servem para cartórios da repartição da procuratura, tenham pouco ar e pouca luz, resultando, já se vê, crescimento de humidade, e por tanto insalubres, em especial no tempo invernoso. A sala de tribunal é mais de decente, é magestosa.
Um outro palácio de mais subido gosto, segundo a maioria dos pareceres, se encontra ao seguir da mesma fileira de prédios na Praia Grande o qual olha para o S. ou talvez mais rigorosamente para SO. Todo o palácio, como o seu adorno, está em circunstâncias de receber os mais elevados dignitários estrangeiros, sem quebra de nossa dignidade nacional. N´elle reside o actual Governador (Tomás de Sousa Rosa), a quem se deve tanto o melhoramento do palácio com a útil e grandiosa idea de reunir a maior parte das repartições, não se poupando a esforços para que as referidas repartições, se alojassem com o decido conforto, e decência. Todos os prédios que em graciosa e suave curva limitam pelo N. a praia são belos, e como são pintados ou caiados a diversas cores, o conjunto forma um todo bello. A rua é toda arborizada do lado S No limite E fica um elegante edifício, o Grémio Militar, e por detraz d´este em mais elevado plano o vistoso e bom quartel de S. Francisco. Do lado S.O. fica a montanha arborizada da Penha.
Entre os prédios dos particulares os que mais se distinguem são os do sr. Commendador Senna Fernandes e o Hotel (Macao Hotel ) que é de bom gosto. A apparência  d´estes edifícios não está em geral em harmonia com as divisões das casas, que têem irregularidades, com algum prejuízo para a hygiene».
(1) O Dr. Augusto Pereira Tovar de Lemos ( ? – 1933), chefe de serviço honorário da província de Moçambique, chegou a Macau no transporte «África», no dia 1 de Janeiro de 1882, acompanhando como médico, o 1.º Batalhão do Regimento de Infantaria do Ultramar. A 10 de Maio de 1884, foi nomeado cumulativamente o serviço também do 3.º Batalhão. Foi nomeado de 2 de Maio a 19 de Novembro de 1844, Chefe interino do Serviço de Macau e Timor substituindo o Director, Dr. Lúcio da Silva que esteve nesse período em Portugal de licença graciosa  Foi depois chefe interino algumas vezes  (17 de Janeiro a 1 de Dezembro de 1885; 27 de Junho a 3 de Outubro de 1887 e de 18 de Janeiro a 2 de Julho de 1888) , substituindo o Dr. Gomes da Silva, ausente quer por licença graciosa quer em missão de serviço a Timor e Sião. Seguiu de viagem para Portugal em 15 de Outubro de 1889, para se tratar da saúde, não mais regressou. Faleceu no dia 30 de Janeiro de 1933 segundo « Diário da Manhã» Ano II-n.º 630, 3 Janeiro de 1933.

(2) Publicado no Boletim Oficial, 6 de Maio de 1886, p. 154.