Archives for category: Hotéis

LADO A das 4 caixas de fósforos

Continuação das amostragens das caixas de fósforos que possuo do Hotel Lisboa (1)

LADO B das mesmas caixas

Das 4 caixas do mesmo design (com cores diferentes) num dos lados, apresento a 2.ª caixa. De cor castanha (mais acentuada que a anterior), mesmas dimensões, com a imagem do logótipo do Hotel Lisboa em ambas os lados.

Dimensões: 5, 5 cm x 3,5 cm x 0,8 cm
Lado A: logo tipo do Hotel Lisboa; ligeiramente riscado
Lado B: logótipo do Hotel Lisboa; com defeito no canto inferior direito
TEL: 377666: 577666
Fósforos de “cabeça” encarnada

(1) Ver anterior referência em:

 Das quatro caixas de fósforos que possuo do mesmo tamanho com o mesmo design (com cores diferentes) num dos lados, correspondentes aos primeiros anos da existência do Hotel Lisboa, apresento hoje a caixa, de coloração acastanhada, a única das quatros que no verso apresenta um design diferente.

Dimensões: 5, 5 cm x 3,5 cm x 0,8 cm
Lado A: logotipo do Hotel Lisboa
Lado B: HOTEL LISBOA – MACAU
“Telephone 377666, 577666”
Fósforos de “cabeça” encarnada

Continuação da publicação dos postais constantes da Colecção intitulada “澳門老照片 / Fotografias Antigas de Macau / Old Photographs of Macao”, emitida em Setembro de 2009 pelo Instituto Cultural do Governo da R. A. E. de Macau/Museu de Macau (1)

Aspecto do Porto Interior na década de 10 do século XX, (2) – uma ponte-cais de passageiros, muito possivelmente da empresa “The Hong Kong, Canton and Macao Steamboat Company, Ld.” (agente em Macau: A. A. de Mello – Praça Lobo de Ávila (Praia Grande) n.ºs 22-24.
Reparar nos anúncios (lado esquerdo da foto) aos hotéis: “THE MACAO HOTEL” – situated in the centre of praya grande facing the sea”,(3), “ORIENTAL HOTEL” (4) e “HOTEL DE BOA VISTA” (5) e ao cinema: “ VICTÓRIA CINEMATÓGRAFO”. (2)
(1) Ver anterior referência em:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/category/postais/
(2) Pelo anúncio afixado na fotografia: “VICTORIA CINEMATOGRAFO”, a foto deverá ter sido tirada após 08-01-1910, dia da inauguração desse cinematógrafo (o primeiro em Macau), situado na Calçada Oriental (hoje, Calçada do Tronco Velho)
Ver em: https://nenotavaiconta.wordpress.com/2011/12/28/cinemas-de-macau-i/
(3) Proprietário W.M. Farmer (Rua da Praia Grande n. º 65). Também proprietário do “Victoria Hotel” (em Cantão) e agente em Macau de casas comerciais de Cantão e Hong Kong.

Anúncio de 1912

Ver anterior referência em:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/2017/12/06/leitura-macau-ha-cem-anos-a-chegada-iii/
(4) O “Oriental Hotel” ficava na Rua da Praia Grande. Em 1912 era gerido por M. A. Conceição
東方酒店 mandarim pīnyīn: dōng fāng jiǔ diàn; cantonense jyutping:  dung1 fong1 zau2 dim3
(5)  Hotel de Boa Vista – 海鏡酒店 (“Hou Kiang Tsau Tim” ) , propriedade da Santa Casa da Misericórdia, estava alugada a A. A. Vernon. O Gerente era A. Naris.
Publicitado como “The Sanitarium of South China” na Rua do Tanque do Mainato n.º 1.
Ver anterior referência em:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/2017/04/24/anuncio-de-1904-boa-vista-hotel-sanitarium-of-south-china-macao/
海鏡酒店 mandarim pīnyīn: jiǔ jìng diàn hǎi ; cantonense jyutping: hoi2  geng3 zau2 dim3

Anúncio na imprensa escrita de Macau, muito idêntico ao de 1922 do mesmo hotel (1)
Salienta-se neste anúncio, o preço da estadia ser em “mexicanas” (2)

“Preços médicos (sic)  $5,00 e $8,oo mexicanas por dia”

Nesse ano, 1924, o gerente do “New Macao Hotel”, na Rua da Praia Grande n.º 65, era Cuan Iec Chau
(1) https://nenotavaiconta.wordpress.com/2016/05/13/anuncio-de-1922-new-macao-hotel/
(2) “A pataca era uma moeda de prata, com o valor de 320 réis que foi emitida pelo governo português até o século XIX. O nome “pataca” deriva-se da moeda de prata de oito reais mexicanos. Antigamente era popular na Ásia, conhecidos em português como “pataca mexicana”.
https://pt.wikipedia.org/wiki/Pataca
Anteriores referências deste Hotel em:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/hotel-new-macao/

Extraído de «BGU»  XLV – 525,  1969.
O Dr. Diamantino de Oliveira Ferreira era o conservador da Conservatória dos Registos que abrangia o Registo Predial, Comercial e de Automóveis. Nesse ano, o Dr. Oliveira Ferreira era também conservador, substituto, em exercício do Conservatória do Registo Civil (ausente o conservador Dr. Manuel Luís Sousa Alves. (Anuário de Macau, 1969)
A criação da Conservatória dos Registos de Macau é de 1869 sendo seu 1.º Conservador Afonso Pinto de Mesquita Carvalho Magalhães de Carvalhosa (BBS – Cronologia da História de Macau, Vol.3)

Assinalando o 1.º aniversário de seu governo (1) a Comunidade Chinesa de Macau homenageou o governador da província, comandante Pedro Correia de Barros, e sua esposa, no dia 8 de Março de 1958, com um lauto banquete chinês no restaurante “Golden City” («Cidade de Oiro»), no Hotel Central (2)
Retribuindo os cumprimentos do comandante militar interino, tenente-coronel Leonídio Marques de Carvalho, o governador comandante Pedro Correia de Barros esteve no quartel-general, onde lhe foram prestadas as honras de ordenança militar.
Esteve em Macau, despendindo do governador comandante Pedro Correia de Barros, o novo embaixador dos Estados Unidos em Taipé Sr. Everet F. Drumright, (3) antigo cônsul geral em Macau e Hong Kong, acompanhado do adido naval, comandante M. C.Walley
Procedeu-se, no Porto Exterior, à destruição de grande quantidade de estupefacientes e artigos de fumatório e de laboratório apreendidos nos últimos 6 meses e avaliados em cerca de um milhão de patacas. Na foto vê-se o governador Pedro Correia de Barros assistindo.
Informações e fotos de «BGU» XXXIV-393, Março de 1958.
(1) Pedro Correia de Barros, tomou posse a 8 de Março de 1957 e governou a Província de Macau até 17 de Setembro de 1959 (sucedeu-o Jaime Silvério Marques)
Anteriores referências a este Governador em:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/pedro-correia-de-barros/
(2) O restaurante “Golden City” («Cidade de Oiro») ficava no 5.º andar do Hotel Central
Anteriores referências a este Hotel em:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/hotel-centralpresident-hotelgrand-central-hotel/
(3) Everrett F. Drumright (1906-1993), diplomata de carreira desde 1930, foi embaixador dos Estados Unidos em Taipé de 1958 a 1962. Foi um defensor das pretensões chinesas de Taipé (nacionalista), nas Nações Unidas (nomeadamente no assento no Conselho de Segurança). Reformado em 1963, manteve-se como académico em universidades americanas. Era um estudioso da língua chinesa pelo que a maior parte da sua carreira diplomática esteve sempre ligado à China (Hankow, Beijing, Shanghai, Shantou, Nanjing, Chongqing). Cônsul geral em Hong Kong e Macau de 1954 a 1958. (“The New York Times”, 27 de Abril de 1993)

Duas outras caixas de fósforos do Hotel Royal Macau, semelhantes entre si, mas diferentes das duas anteriores publicadas (1) no tamanho. Estas medem: 5,5cmx 3,8 cm x 0,5 cm. e são da década de 80 (séc XX).
Ambas de cores acastanhadas embora de tonalidades diferentes (já com manchas de humidade), apresentam no entanto «design» diferentes em ambos os lados.

DAI-ICHI HOTELS
HOTEL ROYAL
MACAU
TEL: 552222

DAI-ICHI HOTELS
HOTEL ROYAL
MACAU
No Verso
Restaurante Vasco da Gama

A parte lateral desta caixa apresenta à direita “TEL: 5486333HKG”
(uma terceira caixa que possuo apresenta o mesmo indicativo mas em posição à esquerda.
RESTAURANTE
Vaco da Gama
Lateral desta última apresenta o “TEL:78822 MACAU”
Fósforos com a cabeça vermelha

Inicialmente o hotel era gerido pela cadeia internacional japonesa “Dai-Ichi Hotels” (desconheço qual a gerência actual) e o restaurante de comida portuguesa era “Restaurante Vasco da Gama”  (actualmente “ Restaurante Fado”)
Ver anterior referência a este Hotel e outras caixas de fósforos: