Archives for category: Comércio e Indústria

Nos dias 20 e 21 de Abril de 1892 verificou-se em Macau uma greve que se estendeu pela primeira vez há muitos anos, a todo o comércio chinês, devido à questão dos monopólios do vinho chinês liu-pun (vinho de fermentação do arroz) que foi arrematado por um chinês de Hong Kong.
A questão foi encaminhada para resolução da corte, em Lisboa e o Visconde de Sena Fernandes (1) assumiu a questão do pagamento das taxas que o arrematante exigia, até vir resposta, o que de momento acalmou os ânimos (2) (3)
O jornal macaense “ O Oriente português”, (4) publicava no dia 21 de Abril, um artigo noticiando e comentando (uma picardia com outro jornal local “O Macaense”: «Mas também foi a primeira vez em que um jornal portuguez a procedeu de perto com a propaganda de que a greve é ilícita, o que é significativo?»)
………………………………………………………continua
Poderá visualizar todo o artigo, disponível em:
http://purl.pt/32515/3/html/index.html#/4-5
(1) Sobre o Visconde de Sena Fernandes, ver anteriores referências em
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/bernardino-de-senna-fernandes/
(2) SILVA, Beatriz Basto da – Cronologia da História de Macau, Volume 3, 1995)
(3) Os monopólios eram uma das fontes de receita para o território (taxas e impostos), mas por outro lado, encareciam os produtos (indirectamente atingiam os mais pobres, pois muitos  deles viviam dessas fontes de subsistência) e enriqueciam os comerciantes principalmente os que ganhavam a concessão. Estavam em causa os monopólios dos vinhos chineses, dos panchões, do salitre e do enxofre.
(4) «O Oriente Portuguez» Ano I, n.º 1. 26 de Abril de 1892. Redacção e Administração: Rua dos Prazeres n.º 1; Adm: A. V. da Silva; Por ano $5,00; Por Mês 50; N.º avulso: 20.

Saco comercial de plástico (44 cm x 31 cm) com uma pega de bordos de cor preta. O saco é de cor verde e o design a preto.
O centro comercial TAI  PING´S  太平 時 奘 (1) estava situado na Rua da Palha賣草地街, (2) n.º 7ª (Tel: 82460) na década de 80 (século XX).
(1) 太平 –  mandarim pīnyīn: tài píng  shí zàng; cantonense jyutping: taai3 peng4/ping4  si4 zong1
(2) 賣草地街mandarim pīnyīn: mài cǎo dì jiē; cantonense jyutping: maai6 cou2 dei6 gaai1; tradução literal: rua do terreno ((sítio) venda palha/erva.

Vendas de produtos variados, como curiosidade, nomeio alguns:
alguns chapeos para Senhoras , de verão e da última moda; luvas de Pariz para homens e senhoras de verdadeira pele de cabrito; chapéus de sol”
Vinho (xerez, clarete, madeira, porto, brandy, genebra, branco e tinto de Lisboa) ) que se recomenda como muito puro, pois “foi embarcado em Cadiz em duplos barris, até aso armazéns de exportação em Londres e dalli reembarcados directamente para a China”
couros de polimento e sola da Russia”
“ lápis de desenho, em caixas boas e baratos
“relógios de prata com vidro e aro de oiro”
elefantes (?)  sarassas (tecido fino de algodão),  máquina de copiar cartas etc”
Publicado no «B. G. P. de Macao, Timor e Solor, VI, n.º 20 de 5 de Abril de 1851.

Extraído de «BGC», IX – 94, Abril 1933,
Joaquim Anselmo de Mata de Oliveira governou Macau de 30 de Março de 1930 a 15 de Outubro de  1931.
Foi comandante, como 1.º tenente, da Lancha –canhoneira «Macau» no episódio contra os piratas em Coloane em 1910
Outras referências a este Governador
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/joaquim-a-mata-e-oliveira/

Pequena notícia publicada no Anuário de Macau de 1922, em português, francês e inglês,  retirada do «Bulletin Commercial d´Extrême-Orient»,  acerca do comércio do ópio. Informava que sete oitavas partes do ópio importado na China traziam etiquetas provando que o ponto de partida e da produção é Osaka e não Macau, como tinha sido injustamente atacado, nomeadamente a nível da «Association International contre l´Opium»
Recorda-se que Portugal esteve presente, em Dezembro de 1920, na constituição da chamada a «Comissão do Ópio» abreviatura da internacional «Comissão Consultora do Tráfico do Ópio e Outras Drogas perigosas». Dali resultaram duas conferências em 1924  onde não se chegaram a uma conclusão sobre a maneira de suprimir a produção ilegal do ópio. Só em 1927 foi concluída o “Regulamento do tráfego do ópio e seus derivados”). A situação económica de Macau estava muita boa no período de 1918 a 1921 devido sobretudo ao rendimento do exclusivo do ópio e a aplicação do regime sobre o regulamento de 1927 foi aplicado em Macau em Julho desse ano. (SILVA, Beatriz Basto da – Cronologia da História de Macau, Volume 4)

Calendário de bolso (9,2 cm x 6,5 cm) do ano de 1991, emitido pela companhia “Four Star Company” (1)
Nesse ano, a sua sede era na Rua da Madre Terezina C/F, 12-B (Tel. 564336) (2)
(1) “Four Star Company LImited –  科達有限公司”, criada em Macau, em 1968, é a maior distribuidora de produtos farmacêuticos (medicamentos e materiais/ instrumentos médicos) nesta cidade, representando muitas companhias farmacêuticas internacionais.
(2) Actualmente na Av. Venceslau Morais n.º 209, Edif. Air Way Block A 14/F.