Archives for category: Anúncios

Do panfleto turístico “Macau, Garden City ity of the Orient” (1) , retirei estes três anúncios de 1966 referentes aos hotéis mais modernos (na altura), com os comentários do autor do guia.


HOTEL MATSUYA – Brand spanking new, 1965. Terrace and rooms overlook the Outer Harbour and Pearl River”
HOTEL ESTORIL -Another 1965 model . Night club up-stairs, casino down. Take the lift (of course)”
HOTEL CARAVELA – 1965 model. Superb Outlook. Garden lounge. Picturesque
Anteriores referências a estes hotéis em:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/hotel-matsuya/
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/hotel-estoril/
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/hotel-caravela/
(1)  https://nenotavaiconta.wordpress.com/2017/07/24/guia-turistico-macau-garden-city-of-the-orient-1966/

Like a Millionaire´s Yacht! Hong Kong – Macau Line
M. V. TAI LOY
Confortable, air- conditioned ferry providing excelente service
Departs: Hong Kong 2.30 p.m. daily          Macau 2.30 a.m. daily

ROCK´ n’  ROLL?
NOT on this ship *!
The smoothest , quietest*, fastest and largest ferry to Macau – 
S.S.MACAU
De-luxe aircraft-type seats,
     Spacious lounges,
          Bar service,
              Dining Room,
                   Private cabins
* except Music in the Coffee lounge

SS TAKSHING
Regular Sailings from Hong Kong to Macao.
Air.conditioned Saloon, De Luxe Cabins.
ExcellentFood, Drinks, Service and Atmosphere.
Take your time and relax aboard Takshing
Ver referências anteriores sobre estes navios:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/transportes-maritimos/

Dois anúncios inseridos no jornal “Diário Popular” de 20 de Outubro de 1961, número especial dedicado ao Ultramar Português.
A  SOCIEDADE ORIENTAL DE FOMENTO LDA. com sede em Macau na Rua da Praia Grande n.º 63 tinha duas agências no exterior: em Dili (Timor) na Rua da Praya e em Hong Kong no “Mercantile Bank Building
 A “H. NOLASCO & CIA, LDA” tinha no exterior, agências em Lisboa (João Nolasco Lda. na Praça do Município n. 19-40), em Hong Kong (H. Nolasco & Co. Ltd. no “Ice House Street, n.º 10” e em Dili ( Sth Fl. Lif  Kin Joe, Ltd., Timor).

«Macau Garden City of the Orient», Vol 1, n.º 2 publicado em 1966, por «F. Rodrigues (Sucessores) Lda» e «Sociedade de Turismo e Diversões de Macau, SARL» e escrito por Geoffrey Powell. (1) Dimensões: 19 cm x 11,5 cm

Capa: dança do leão em frente do antigo Liceu Nacional Infante D. Henrique
Contracapa: publicidade da marca de tabaco: “Rothmans King Size

Introdução dos editores, “H. Rodrigues” e “The Sociedade de Turismo e Diversões de Macau, S.A.R.L.”

“We Are Proud of Macau !”

(1) Geoffrey Bruce St. Aubyn Powell, (1918-1989) fotógrafo, jornalista, realizador, documentarista e radialista australiano, veio pela primeira vez a Macau num trabalho para a Televisão ABC (Filipinas, Hong Kong e Macau) em 1960 e em 1962 deixou a Austrália para se instalar em Macau. Em 1963 trabalhou na Radio Hong Kong mas devido à sua pronúncia marcadamente australiana, o programa foi cancelado. Procurou então montar em 1962 uma estação de rádio em Macau, sem sucesso. Manteve colaboração com material televisivo para a ABC (Austrália). Em 1964, abriu uma empresa de turismo trabalhando para o Governo de Macau, na promoção do Grande Prémio de Macau.
Geoffrey Powell e Marya Glyn-Danie (2) encontravam-se em Macau, em 1966, trabalhando para o Centro de Informação e Turismo e estiveram incumbidos de organizar a campanha de publicidade do XIII Prémio de Macau, que teve lugar entre os dias 19 e 20 de Novembro de 1966. (3)
Geoffrey Powell casou em Macau em 1970. Em 1971 alargou  o seu negócio de promoção turística para outros países do sudeste asiático e fixou residência em Bankok (Tailândia) Durante todos esses anos manteve sempre a sua paixão pela fotografia, deixando um acerco fotográfico considerável (embora muito se perdeu)
http://www.photo-web.com.au/powell/doc/biography-1.pdf
(2) Marya Glyn-Daniel credenciada como auxiliar do operador de cinema, viveu o último semestre de 1966 em Macau (desde 11 de Agosto de 1966). Por isso presenciou os acontecimentos de «1.2.3». Fez a cobertura televisiva da conferência de imprensa do tenente-coronel Galvão de Figueiredo de 24 de Novembro de 1966. O então comandante da PSP de Macau atribuiu a ocorrência do incidente da ilha da Taipa do dia 15 de Novembro aos chineses e classificou-o como «um motim premeditado». Mas, enquanto a imprensa portuguesa de Macau, não noticiou a ocorrência de qualquer agitação durante a conferência, Marya defende que esta acabou apressadamente no meio de uma grande confusão quando o tenente-coronel Galvão de Figueiredo foi interpelado pela imprensa chinesa. Por outro lado, ela realizou também a cobertura televisiva da cerimónia de chegada a Macau do governador Nobre de Carvalho em 25 de Novembro. Marya Glyn-Daniel partiu de Macau no dia 6 de Dezembro, isto é, dois dias após os distúrbios dos dias 3 e 4 de Dezembro. (3)
Das suas memórias da estadia de Macau publicou 0 livro “The Macau Grand Prix and My Part in the Cultural Revolution in China”. Edição de Charnwood, Ginninderra Press, 1999, 232 páginas.

Provas do Grande Prémio de Macau (1966)

Outros livros publicados:
Gulf Country : a play in one act “ – drama. Publicado por Charnwood, Ginninderra, 2000.
Floating in Foyers Coralie Wood Lashes Out” – biografia. Publicado por Ginninderra Press, Australia (2006)
Hong Kong Lover.” – romance. Publicado por “Trafford Publishing” (2007)
The ball’s up: a play in one act”” – drama produzido em 2001. Publicado por Ginninderra Press 2007.
Colaborou como “location manager” do filme australiano “A Garden of Exotic Plants”(2014), dirigido por Ian Hart.
http://www.imdb.com/name/nm7027862/
(3) FERNANDES, Moisés Silva – análise do livro de Marya Glyn-Daniel “The Macau Grand Prix and My Part in the Cultural Revolution in China” em
http://analisesocial.ics.ul.pt/documentos/1223992811Y2cMV9qk8Jx83ZM7.

MELCO – The Macao Electric Lighting Co. Ltd. (1)

Nesse ano de 1938, apareceu no mercado a “ventoinha” eléctrica da marca “Emerson” (creio ser este o modelo que está no anúncio) cuja novidade era possuir três velocidades e poder oscilar.
(1) “20-01-1909 – Assinado contrato da concessão do exclusivo para o fornecimento de energia eléctrica à cidade com o sr. Charles Ricou, (2) concessão que passou para a M. E. L. C. O. por autorização de 28-01-1911 (The Macao Electric Company Limited)” (3)
Anteriores referências a «M.E.L.C.O.»
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/melco/
(2) Anteriores referências a Charles Ricou
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/charles-ricou/
(3) SILVA, Beatriz Basto da – Cronologia da História de Macau, Volume 4, 1997))

Outro anúncio da Leitaria/Vacaria Macaense, este do ano de 1924 com o mesmo anunciado dos anúncios de 1922 e 1934, publicados anteriormente. (1)
Este anúncio publicita da mesma “empresa”, a Casa “Alto Douro”, e a representação em Macau de “Café Wiseman”(2) e de “Lane Crawford Co. Ltd de Hong Kong” (3)
(1) Anúncios de 1922 e 1934 da Leitaria /Vacaria Macaense
https://nenotavaiconta.wordpress.com/2016/11/05/anuncios-de-1922-e-1934-vacaria-leitaria-macaense/
(2) O “Café Wiseman” estava no rés do chão do edifício “Lane Crawford”; fechado de 1937-1945 aquando da ocupação dos japoneses e reaberto em 1950.
The Café Wiseman was the popular on-site restaurant, with its own bakery – in 1940 it became one of the first buildings in Hong Kong to adopt air-conditioning.”
https://gwulo.com/node/22408
(3) A “ Lane Crawford (Hong Kong) Ltd” está em Hong Kong desde 1850; em 1899 inaugurou a sua primeira loja comercial (4) e em 1905 (5) a sua “loja/edifício” (centro comercial) no “4 Ice House Street” após construção que demorou 7 anos, com uma área de 19 000 pés quadrados, tornando-se no centro comercial mais emblemático de Hong Kong (e das senhoras com mais posses de Macau).
(4) 1899: “Hong Kong Press reports on Lane Crawford’s new ladies fashion department and hails the store as the place to buy anything from “a pin to an anchor”.
“The departments embrace ship chandlery, groceries, outfitting, tailoring, millinery, furnishing, upholstery, hardware … and the purchaser may go from room to room and find everything that he or she may require with the minimum amount of trouble and loss of time.” (http://www.lanecrawford.com/info/about-us/)
(5) O “slogan” desse ano era:
“Anything from a collar stud to an anchor, and the very best quality too!”
NOTA “A “Lane Crawford” em 1937 acolheu centenas de refugiados (a maioria de Shanghai) depois da invasão da China pelos Japoneses. De 1941-1945 com a invasão dos japoneses , a empresa foi “nacionalizada” e adoptou o nome de “Matsuzakaya” (uma das mais conhecidas empresas no Japão).

A Casa de Chá Tong Teng situada na Avenida Almeida Ribeiro n.º 5, 2.º andar iniciou a sua actividade nesse ano de 1922 (a 27 de Fevereiro). Não tenho informações sobre quanto tempo esteve aberto ao público.