Morre no Convento de Santo Agostinho D. Álvaro Benavente, O.E.S.A., (1) vigário apostólico de Kiangsi que se refugiara em Macau 3 meses antes, ou seja, a 1 de Dezembro de 1708, Os portugueses, o clero local e os missionários estrangeiros, aqui refugiados, tomaram parte nas solenes exéquias fúnebres em Sto. Agostinho, onde foi sepultado na nave central a 21 de Março; a tropa assistiu também ao funeral.

Na capela-mor de Sto. Agostinho, no local da sua sepultura, está uma inscrição latina, que diz: “Aqui jaz o il. D. Fr Álvaro, nascido da nobre família de Benavente em Salamanca, onde ingressou na Ordem do Nosso Padre Agostinho. Pelo zelo de propagar a Fé, demandou a Província das Filipinas, foi transferido para o Império da China e, depois de ter administrado brilhantemente a mesma Província e a Missão da China, foi promovido a Bispo de Ascalona e a Vigário Apostólico; faleceu em Macau aos 20 de Março de 1709, com 63 anos de idade, 9 de Episcopado. Descanse em paz. Amen” (1)

(1) Álvaro Benavente nasceu a 1646 (?), tornando-se membro da Ordem do Nosso Padre Agostinho (O.E.S.A) aos 17 anos (1663), Vigário Apostólico de Kiangsi (China) (1698) e nomeado Bispo Titular de Ascalona em 1698 (ordenado em 1700).  http://www.catholic-hierarchy.org/bishop/bbenaa.html

(2) SILVA, Beatriz Basto da – Cronologia da História de Macau, Volume I, 2015, pp. 215-216)