No dia 29 de Abril de 1982, Madre Teresa, (1) prémio Nobel da Paz, em 1979, chega a Macau para visitar as quatro Irmãs da Caridade (ordem que fundou em Calcutá) e verificar a obra realizada deste Outubro passado, no asilo de Santa Maria de Mazarello.

 «Vim ver Cristo nos que têm fome, estão despidos, enfermos e sem tecto» – diz recordando a doutrina de sua congregação que fez o voto de «amparar os mais pobres de entre os pobres» … (2)

(1) Anjezë Gonxhe Bojaxhiu M.C. (Skopje, 1910 — Calcutá, 1997), conhecida como Madre Teresa de Calcutá ou Santa Teresa de Calcutá, foi uma religiosa católica de etnia albanesa naturalizada indiana, fundadora da congregação das Missionárias da Caridade, Por seu serviço aos pobres, tornou-se conhecida ainda em vida pelo codinome de “Santa das Sarjetas”. Madre Teresa teve o seu trabalho reconhecido ao longo da vida por instituições dentro de fora da Índia, recebendo o Prêmio Nobel da Paz em 1979. Foi beatificada em 2003 pelo Papa João Paulo II e canonizada em 2016 pelo Papa Francisco na Praça de São Pedro, no Vaticano. (https://pt.wikipedia.org/wiki/Madre_Teresa_de_Calcut%C3%A1)

(2) «Macau82 jornal do ano»,  1.º semestre, GCS 1982 pp. 94-95