Folheto turístico “BEM VINDO A MACAU” emitido pela Direcção dos Serviços de Turismo em Maio de 1997, composto por três partes dobráveis (cada uma com cerca de 21 cm x 30 cm)

MACAU Cidade de Cultura

… Macau é desde há séculos, ponto de encontro privilegiado de viajantes e de culturas. Terra de comércio, Macau encontra na actividade turística a razão da própria identidade. Não espanta por isso que um território tão pequeno receba anualmente cerca de 8 milhões de visitantes. Macau é por si só, um destino exótico, multifacetado e único.
A interligação das culturas está bem patente na singular herança histórica: Templos do século XVI, Fortalezas do século XVII, Igrejas do século XVIII, Palácio do século XIX, jardins chineses e aldeias flutuantes de pescadores.
Todo este património cultural sobreviveu até aos nossos dias porque sempre fez parte do quotidiano de Macau. Conservando o charme romântico europeu. Macau é hoje um Território moderno e em franco progresso e com um produto turístico diversificado para oferecer aos seus visitantes. (…)
… O sector do Turismo ocupa lugar de relevo na economia de Macau contribuindo com 43 % para o produto Interno Bruto e empregando, directa e indirectamente 30% da população activa. No final de 1996 Macau dispunha de 104 unidades de alojamento e 8500 quartos oferecendo aos visitantes uma ampla escolha – desde simples pensões até hotéis de nível internacional, um dos quais disponde de campo de golfe… (…)
Com o Aeroporto Internacional de Macau e os ambiciosos projectos de infraestruturas entretanto concluídos (o Terminal Marítimo, o Complexo Portuário de Ká Hó e a nova ponte da Amizade), Macau assume-se cada vez mais como um destino final de lazer e cultura, local de Congressos e Incentivos e também ponto de passagem para outros locais da Ásia-Pacífico…(…)