Em anterior referência ao professor de inglês do Liceu Nacional Infante D. Henrique, Énio da Conceição Ramalho (1) referi que era lembrado sobretudo pela sua «Gramática de Língua Inglesa» utilizado pelos alunos de Liceu nas aulas de inglês.
Outro dos livros publicados pelo Dr. Énio Ramalho, e também muito utilizado no 2.º ciclo do Liceu para a disciplina de inglês foi o «Dicionário ESSENCIAL INGLÊS – PORTUGUÊS» (2)
Do Prefácio:
…Por isso, a solução que nos pareceu melhor foi a limitar o âmbito deste livro às exigências do programa do 2.º ciclo, considerando que o aluno faz uso do dicionário principalmente (e, na maioria dos casos, unicamente) para a tradução dos textos. Assim, ele encontrará adiante todos os vocábulos do texto nas várias acepções aí contidas, e outros que julgámos oportuno registrar sem todavia onerarmos demasiadamente o corpo do livro. …(…)

The Human Body – O Corpo Humano (fig. 3)
(Págs. VI-VII do VOCABULÁRIO ESSENCIAL ILUSTRADO)

… A parte final contém um vocabulário ilustrado que abrange o programa do 2.ºciclo e com os assuntos dispostos pela mesma ordem. Ele servirá principalmente para auxiliar o aluno nas revisões do vocabulário que julgamos essencial para esses três anos…. (…)

Football – Futebol ( Fig. 24)
(Pág XLIV do VOCABULÁRIO ESSENCIAL ILUSTRADO)

Na última página, o comprovativo da compra do livro (N.º 180434) na “afamada” livraria “Polidor”, na Travessa do Roquete n.º 5, Macau – Telefone: 2121. Se não me engano a compra efectuou-se em 1964 (ano lectivo 1964/65 – 3.º ano liceal em que se iniciava o “inglês”).
A «Polidor», iniciou actividades na Travessa do Roquete n.5 (1954?) e depois mudou-se (finais da década de 50?) para o Largo do Senado, no rés do chão do antigo edifício “Ritz Mansion” (posteriormente após restauro, foi aí instalada a “Direcção dos Serviços de Turismo de Macau”, hoje “Centro de Turismo de Negócios de Macau”
Era sobretudo uma livraria e papelaria onde se compravam os artigos, livros e manuais escolares, mas também vendia material de escritório. Durante muitos anos era o local onde se vendia os jornais vindo da “metrópole” (com algum??? atraso pois os jornais vinham por via marítima)
(1) https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/enio-ramalho/
(2) RAMALHO, Énio – Dicionário Essencial Inglês-Português (223 p.) + Vocabulário Essencial Ilustrado”. Empresa Literária Fluminense, Lda., Tipografia Camões, 1962, 223 p.+ 45 p., 17,5 cm x 12,5 cm x 2 cm. Capa dura.
NOTA: Mais referências sobre Énio Ramalho, aconselho leitura do artigo de António Aresta no «Jornal Tribuna de Macau», 17de Outubro de 2014, disponível em: http://jtm.com.mo/opiniao/enio-ramalho/