No dia 10 de Fevereiro de 1856, a galera portuguesa “Resolução” largou de Macau com destino a Havana, levando a bordo 350 passageiros chineses e 29 tripulantes. No dia 16, à vista de Pulo Sapato (Filipinas),  pelas 10 horas, a gente que estava de quarto foi atacada pelos chineses armados com facas de cozinha, que lhes tinham sido fornecidas por um servente do cozinheiro. A luta durou até à meia-noite, ficando mortos alguns chineses e feridos todos os oficiais e grande parte da tripulação que teve de abandonar o navio em botes, os quais chegaram ao cabo S. James (Camboja), na noite de 18, onde encontraram o navio que fora encalhar na baía do mesmo nome. Não julgaram prudente aproximar-se do mesmo e continuaram a navegar para o sul, com destino a Singapura, perdendo-se um bote, nessa noite, com 9 pessoas. No dia seguinte, os botes «foram cair sobre os parceis (recifes) de Camboja» onde se viraram, morrendo 10 pessoas, entre as quais os dois pilotos e o contramestre. O capitão e os restantes marinheiros alcançaram as ilhas de Camboja, onde foram presos, e maltratados pela gente da terra e, 25 dias depois, conseguiram embarcar numa soma, que os transportou a Singapura, onde chegaram no dia 5 de Maio.
Supôs-se que parte dos chineses que iam a bordo eram piratas, tendo pertencido ao partido rebelde e vendo-se perseguidos pelos mandarins, se resolveram alistar como colonos, aliciando outros para cometerem o atentado, afim de passarem a «algumas terras  dos Estreitos (de Singapura)» onde se encontravam refugiados os seus partidários e correlegionários das sociedades secretas. (1)

mapa-colton-1856-indochinaPormenor do Mapa Colton das “Índias Ocidentais” (Singapura, Tailândia, Bornéu e Malásia) de 1856 onde se pode ver: Pulo Sapata (ilha), Cabo S. James e as costas do Vietname e Camboja.

Fonte: http://www.geographicus.com/P/AntiqueMap/EastIndies-colton-1856#sthash.bUAR9tTx.dpuf 
(1) GOMES, Luís G. – Efemérides da História de Macau, 1954.