Continuação da anterior “Colónia de Férias nas Ilhas em 1972 (I)”. Hoje retiro da reportagem (1), a parte referente à Casa de Férias dos Correios.
“Os Correios, através da sua Lutuosa, mantém em Coloane a sua Casa para colónia de férias dos filhos dos seus funcionários. Uma edificação sólida, rústica, bem enquadrada no ambiente campesino que o rodeia. Serve-lhe de base a força invencível do granito que faz ali um socalco. Logo em baixo, a praia de Cheok Van, a que se chega por uma escadaria construída para este mesmo fim.
Crianças chinesas, de ambos os sexos, mostram-nos nos rostos abertos a alegria do viver e a forte influência e no seu espírito, mais descontraídos. As idades variam, mas sem grandes distâncias, a não ser uma ou outra que mais avantaja sobre a maior parte delas o que não impede que a franca camaradagem reine entre todos numa comunhão de amizade e fraternidade.
MACAU B.I.T.7-8,1972 CASA DOS CORREIOS IAs mais crescidinhas deixam-se prender aos encantos da leitura que as diverte e instruí, na frescura do terreiro da Casa de Férias dos Correios.
MACAU B.I.T.7-8,1972 CASA DOS CORREIOS IIOs jovens da Casa dos Correios, entretidos com o jogo de mesa, encontram nekle um passatempo divertido, nas horas em que não vão para a praia.
Esta colónia de férias para crianças dos funcionários dos C. T. T. representa uma das obras meritórias da Lutuosa dos referidos Serviços, que todos os anos se repete com os consequentes benefícios para os que dela se utilizam.
(1) https://nenotavaiconta.wordpress.com/2016/08/04/colonia-de-ferias-nas-ilhas-em-1972-i-colegio-de-d-bosco/
«MACAU B. I. T., 1972»