Duas fotos relacionadas com a fábrica de artefactos de malha Chi-Sang que laborou durante anos na Rua Francisco Xavier Pereira s/n.º.
ANUÁRIO 1938 - Fábrica de Malhas INo período de 1933 a 1935,  era um dos dez artigos mais exportados de Macau movimentando por exemplo nos anos 1933  (253.500,00 patacas ), 1934 (228.556,81 patacas) e 1935 (230.638,00 patacas).
Nas décadas de 30 e 40 (século XX), os artefactos de malha mantiveram-se como um dos principais artigos exportados de Macau (outros artigos mais exportados: panchões, fósforos, pivetes, peixe e mariscos, vinho chinês, moedas, tabacos, óleo de canela).
Em 1938,  havia 5 fábricas de artefactos de malha.

1 – Chi-Sang na Rua Francisco Xavier Pereira s/n.º (1)
2 – Chong-há na Rua dos Mercadores n.º 4
3 – Iong-moc-tong na Travessa Maria Lucinda n.º 15
4 – Wai-san na Avenida Almirante Lacerda n.ºs 6-8-10
5 – Wai-man na Rua João de Araújo n.ºs 12-22

Estabelecimentos fabris de artefactos de malha em 1947 (9); 1948 (7); 1949 (8)
ANUÁRIO 1938 - Fábrica de Malhas IINo Anuário de 1950 referia somente duas fábricas:
1 – Chun San na Rua Francisco Xavier Pereira n.º 47 (possivelmente a mesma fábrica referida no ano de 1938; ou mudou de nome da fábrica ou alteração da grafia utilizada
2 – Chong A na Rua de S. Paulo  n.º 35