No dia 4 de Outubro de 1985, foi descerrado no Jardim Luís de Camões a estátua oferecida pela Conferência Episcopal da Correia, do Santo André Kim, primeiro coreano a ser ordenado sacerdote (Xangai, 1845) depois de ter estudado em Macau.  (1)

NAM VAN n.º 18 - 1985 Santo Andrè Kim InauguraçãoEsta estátua de bronze, em corpo inteiro, trajando de sacerdote, foi restaurado a 29 de Junho de 1997 pelos católicos coreanos de Hong Kong e Macau. Ergue-se sobre uma ampla base de mármore  e contém uma inscrição em coreano, chinês, inglês e português com as principais datas da sua vida.

NAM VAN n.º 18 - 1985 Santo Andrè Kim EstátuaAndré Kim nasceu a 21-08-1821 em Salmoe, na província coreana de Chong-Cheong-Do de uma família nobre coreana. O Padre Piérre Philipe Mauband, das Missões Estrangeiras de Paris, foi quem o encaminhou para o sacerdócio, enviando-o para Macau, com dois outros companheiros, quando tinha 15 anos de idade (data em que se converteu ao catolicismo, com os seus pais).  Para chegar a Macau, saíram da Coreia a 9 de Dezembro de 1836, atravessaram o continente chinês a pé, na companhia de um padre deste país, Pacificus Liu e chegaram a Macau a 17 de Julho de 1837.
Estudou de  1837  a 1842 na Procuradoria das Missões Estrangeiras de Paris, em Macau (então instalada na Casa de Beneficência, junto ao Jardim de Camões. Em 1843 retornou ao seu país, numa época em que o cristianismo era ali ferozmente perseguido. Foi ordenado padre em Xangai a 17 de Agosto de 1845, por Monsenhor Luís de Besi. No fim do mês de Agosto desse mesmo ano, regressou  num barco à vela, à  Coreia, para desempenhar a sua Missão na Província de Chong-Cheong-Do. Foi preso e  levado a Seoul e ali decapitado na margem do rio a 16 de Setembro de 1846.
Preso e martirizado pela tropa secreta coreana em Seoul a 15-09-1846, aos 25 anos de idade. Primeiro mártir coreano.
Em 1925 foi beatificado com um grupo de 78 mártires, seus compatriotas, entre eles o seu próprio pai, Inácio Kim.
Ele e os seus 102 companheiros católicos, que foram igualmente martirizados nessas paragens, foram canonizados por João Paulo II, durante a sua viagem à Coreia, no dia 6 de Maio de 1984 .
Informação recolhida de ARAÚJO, Amadeu Gomes – Diálogos em Bronze. Livros do Oriente, 2001. Mais informações deste santo em
http://evangelhoquotidiano.org/main.php?language=PT&module=saintfeast&id=11487&fd=0
(1) Foto da inauguração retirado da revista NAM VAN n.º 18,1985.