ULTRAMAR n.º 14 p.7 - CAPADo jornal “Ultramar”, órgão oficial da I Exposição Colonial, de 15 de Agosto de 1934, n.º 14 , retirei a notícia referente a “A representação de Macau
ULTRAMAR n.º 14 p.7 - A representação de Macau IULTRAMAR n.º 14 p.7 - A representação de Macau IIRetiraram em 13 do corrente (13 de Agosto de 1934) para Marselha, de onde seguirão para Macau os nativos que constituíram a representação étnica de Macau – José Maria de Noronha, chefe; Chang-Hong, Lau-Lau, Ho-Heng. Chan-Cheong, Loi-Fu, Lon-Sap e Joel José Choi…”

ULTRAMAR n.º 14 ultima p. Farol da GuiaO «Farol da Guia» “construído” no jardim do Palácio de Cristal

A 1.ª Exposição Colonial Portuguesa foi inaugurada em 16 de Junho de 1934, na cidade do Porto, no Palácio de Cristal. O regime sob a presidência de António Óscar Fragoso Carmona, pretendia tal como nas exposições congéneres doutros países coloniais, Marselha (1922), Antuérpia (1930) e Paris (1931) mostrar o seu vasto império pluricontinental  e pluriétnico. Henrique Galvão (futuro dissidente do regime) foi então nomeado director técnico da exposição.
Ver anterior referência da 1.ª Exposição Colonial Portuguesa em:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/2012/08/30/30-de-agosto-de-1934-dia-de-macau-e-a-1-a-exposicao-colonial-portuguesa/