William Holden 1954WILLIAM HOLDEN, em 1954

Esteve em Macau em visita particular de algumas horas, o actor do cinema americano William Holden, (1) que em 1953, ganhou um «Oscar» pela sua brilhante actuação no filme ‘Stalag 17». (2) Almoçou na residência do sr. Dr. Pedro José Lobo, Chefe dos Serviços Económicos e proprietário da Emissora Vila Verde.

MBI, 1954, n.º21 William Holden IÀ tarde deu um passeio pela cidade e apresentou cumprimentos a o Governador da Província, Almirante Joaquim Marques Esparteiro.

MBI, 1954, n.º21 William Holden II

À noite, o capitalista chinês, sr. Ho Yin, representante em Macau da «Paramount», companhia a que pertence aquele actor, ofereceu-lhe no Hotel «Kuoc Chai» um jantar à chinesa, a que assistiram vários jornalistas.

MBI, 1954, n.º21 William Holden IIIWilliam Holden, falando com o correspondente em Macau do «Hong Kong Standard» disse: “Sinto-me feliz em ter visitado esta encantadora cidade e tenho realmente pena daquelas pessoas que passam por Hong Kong e não têm oportunidade de vir até Macau. Apreciei, sobretudo, a vossa hospitalidade. Há muitos lugares em Macau tais como Ruínas de S. Paulo e o Pagode de Mong Há, que merecem ser visitados. Devo acrescentar que toda a cidade é maravilhosamente bela».

(1) William Holden, nome artístico de William Franklin Beedle Jr. (1918 — 1981), actor norte-americano. Nesse ano de 1954, filmaria três dos seus filmes mais conhecidos: “Sabrina” (com Audrey Hepburn e Humphrey Bogart); “The Country Girl” (com Grace Kelly e Bing Crosby) e “The Bridges at Toko-Ri” com Grace Kelly e Fredric March). Dois dos seus filmes estão relacionados com Hong Kong (alias desde a década de 50, William Holden tinha um apartamento em Hong Kong onde ficava entre as viagens que fazia aos países do Sudoeste Asiático): “The World of Suzie Wong” (1960) (3) e “Love is a Many Splendored Thing” (1955) (4)

Stalag 17
(2) Sob a batuta de Billy Wilder  com quem já trabalhara no excelente filme de 1950 (“Sunset Boulevard”), William Holden foi perfeito na sua interpretação do cínico sargento Sefton em “Stalag 17”.
(3) https://nenotavaiconta.wordpress.com/2012/10/05/folheto-de-cinema-teatro-apollo-iv/
(4) https://nenotavaiconta.wordpress.com/2012/11/10/leitura-a-colina-da-saudade/

Notícia e fotos do «Macau Boletim Informativo»,  1954