Continuação da publicação das fotografias deste pequeno álbum (1) (2) (3), com as legendas originais.

“SOUVENIR DE MACAU”

Souvenir de Macau 1910 Um Templo Chinez - BarraUM TEMPLO CHINEZ
(Pagode/Templo de Á Má ou da Barra)

Parece ter sido construído nos princípios da dinastia Ming; a actual estrutura data do reinado de Wan-Li (1573-1621).
Em 1828, os negociantes de Fuquiem e Taicho ofereceram mais de dez mil taéis de prata para a restauração do pagode da Barra.
Jaime do Inso descreve assim o templo da Barra num artigo publicado em 1929: «É este o único ante o qual se erguem os dois mastros ou «Vai-Coni», anunciadores dos pagodes, e encimados, por duas esferas de vidro azul. À entrada, dois leões de pedra, de fera expressão, terríficos e misteriosos, em esgares de ironia e crueldade, como costumam ser estes leões mitológicos dos chineses, guardam, quais sentinelas, as portas do pagode.” (4)

Souvenir de Macau 1910 Pagode da BarraPAGODE DA BARRA 

Seguem-se dois pórticos em pedra, de arquitectura típica e por detraz fica o primeiro santuário, de um deus desconhecido, «San-Fong» – o que sabe tudo em primeira mão – e que talvez por muito frequentado, está pedindo certos cuidados de limpeza a que os crentes não são muito sensíveis” (4)

(1)  https://nenotavaiconta.wordpress.com/2015/04/29/macau-de-1910-souvenir-de-macau-i/ 
(2) https://nenotavaiconta.wordpress.com/2015/05/01/macau-de-1910-souvenir-de-macau-ii/
(3) https://nenotavaiconta.wordpress.com/2015/05/02/macau-de-1910-souvenir-de-macau-iii/
(4) TEIXEIRA, P. Manuel – Toponímia de Macau, Vol. I, 1997.