Nesta data, por portaria do Governador Francisco Gonçalves Cardoso, Pedro Paulo do Rosário, ex-soldado do Batalhão de Artilharia, um dos aliciadores de grande número de deserções de praças que compunham a Força Auxiliar e da guarnição da corveta D. João I, foi amarrado a uma das peças da lajeria superior da Fortaleza de S. Francisco, a fim de ser chibatado até os facultativos declararem, oficialmente, encontrar-se em perigo de vida. Uma força do batalhão Naval e outra de marinhagem da corveta D. João I foram ordenadas a assistir à execução que principiou às 6.00 horas da manhã do dia 11 deste mês, sendo anunciada, por um tiro de peça da Fortaleza de S. Francisco disparando-se outro quando terminada.
GOMES, Luís Gonzaga – Efemérides da História de Macau.
NOTA: Esta mesma notícia está datada em 13 de Setembro de 1851 por António Feliciano Marques Pereira  na sua obra: “Ephemerides Commemorativas da História de Macau e das Relações da China com os Povos Christãos“, 1868.