Bolo Bate Pau Wing WahHoje inicia o Festival da Lua (中秋節) (1) – a festa do Bolo Lunar Bate-Pau – 15.º dia do 8.º mês lunar do calendário chinês que coincide com o equinócio de Outono do calendário solar. A lua está cheia, mais redonda e mais brilhante/luminosa, em seu maior esplendor, para comemorar a colheita do verão. A harmonia dos elementos do yang e yin deste dia começa a alterar-se para o predomínio do yin. (2)

Na Lua do “Bate-Pau”
Quanta Lua tem Macau!

Palpita, volita, presa
Em cada lanterna acesa

Que a ponta de um pau balança
Na inquieta mão da criança

E na praia de Hac-Sá
Olha as Luas que ali há!

Mãos-cheias de Lua-cheia
Giram e jogam na areia

Toda a face iluminada
Faz-se Lua enluarada!

E o céu do Meio-Outono
Envolve num véu de sono

A sua Lua, por ver
Luas mais lindas a arder

António Manuel Couto Viana (3)
Até ao Longínquo China Navegou, 1991

NOTA: a foto é de um bolo “ bate-pau”, comprado no “Hong Kong Wing Wah Cake Shop Limited” (“founded in 1950, the Hong Kong Yuen Long Wing Wah Mooncake is marked leader in Hong Kong, overseas and Mainland market”)

(1) 中秋節; mandarim pinyin: zhòng qiu jiè; cantonense jyutping: zung1 cau1 zit3.
(2) Aproveitar para reler a crónica de Leonel Barros, publicado no Jornal Tribuna de Macau de 13 de Setembro de 2008.
http://arquivo.jtm.com.mo/view.asp?dT=292402001
(3) Sobre este poeta, ver referências anteriores em:
https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/antonio-couto-viana/ .