O tufão formou-se no Pacífico, em 28 de Agosto, a norte de Yap (1), a NW das Ilhas Carolinas (2), deslocou-se para W e depois para WNW, atravessou o Canal de Balintang (3) e o seu centro passou a cerca de 10 milhas a Norte de Macau, tendo o barógrafo registado o valor de 717,5 mm valor muito inferior ao dos tufões de 1923, 1927, e 1936 que causaram muitos danos e vítimas na Província.

Tufões que Assolaram Macau 2SET1937 IEstado em que ficou uma antena metálica da Estação Radiotelegráfica
depois da passagem do Tufão de 2 de Setembro de 1937

Este tufão pela sua violência e destruição aproximou-se bastante do de 1874, mas os estragos foram menores possivelmente, em virtude de uma melhor eficiência na distribuição dos avisos meteorológico ao público.
Produziu no entanto consideráveis estragos e registaram-se algumas mortes.
Pressão mínima: 717,46 mm.
Rajadas superiores a 200 Km/h
Em Hong Kong as rajadas atingiram 267 Km/h.

Tufões que Assolaram Macau 2SET1937 IIRuínas provenientes da passagem do tufão de 2 de Setembro de 1937

Dissipou-se a Norte de Hanoi (Vietname.)

Tufões que Assolaram Macau 2SET1937 IIINaufrágio do navio da carreira Macau-Taipa-Coloane resultante do
Tufão de 2 de Setembro de 1937

(1) Yap é um dos quatros estados que fazem parte dos Estados Federados da Micronésia. É o mais ocidental da federação localizada a meio caminho entre as ilhas de Guam e Palau.
(2) As ilhas Carolinas pertencem ao arquipélago no Oceano Pacífico ocidental localizadas a nordeste da Nova Guiné. Fazem parte da Micronésia.
(3) O canal de Balintang fica entre as ilhas Batanes e Babuyan, nas Filipinas, no estreito de Luzon.
Informações e fotografias de Fernando do Rosário, retirados de:
NATÁRIO, Agostinho Pereira – Tufões que Assolaram Macau. Serviço Meteorológico de Macau, Macau, Imprensa Nacional, 1957, 20 p + 26 p. (gráficos, mapas e fotografias), 32 cm. x 23 cm.
Ver em: https://nenotavaiconta.wordpress.com/2014/07/06/leitura-tufoes-que-assolaram-macau-i/