Roteiro do Ultramar Capela e Farol GuiaCapela e farol da Guia em Macau

 “O Farol acendeu-se pela primeira vez a 24 de Setembro de 1865. Foi construído sob a direcção José Rodrigues Coelho do Amaral, sendo um hábil macaense, Carlos Vicente da Rocha, o autor do seu engenhoso maquinismo, que funcionava com um candeeiro de petróleo. Tão curioso era o modelo desse farol que o seu autor o enviou para Lisboa, onde se conservou muito tempo na Sala do Risco de Ministério da Marinha até que um incêndio o devorou” (1)

Segundo Luís Gonzaga Gomes em Efemérides da História de Macau “Acendeu–se pela primeira vez, nesta cidade o Farol da Guia, oferecido ao Governador José Rodrigues Coelho do Amaral, pela comunidade estrangeira de Macau, chefiada por H. D. Margesson, sendo o primeiro que se acendeu, na costa da China.”

 Roteiro do Ultramar Ruínas de S. PauloRuínas da Igreja da Madre de Deus (ou de S. Paulo), em Macau

 “A igreja de taipa com o título de Madre de Deus, foi construída em 1573-1574 por D. António de Vilhena, junto à sua residência. Havendo esta igreja sido incendiada pelos chineses, os jesuítas abandonaram-na e em 1582 o superior Pe. Pedro Gomes mudou-a para o actual local das Ruínas de S. Paulo, cobrindo-a de telha. Em 1601, ardeu esta igreja, sendo então construída uma nova e imponente igreja, cujas ruínas ainda hoje ali campeiam; esta foi inaugurada no Natal de 1603, tendo os habitantes de Macau dado para sua construção meio por cento quanto tinham no Japão.” (1)

Roteiro do Ultramar Leal SenadoLeal Senado da Câmara

 “O primitivo edifício parece datar de 1584. Ficou tão danificado pelo tufão de 1874 que foi necessário reconstruí-lo Foi novamente restaurado e inaugurado a 2 de Junho de 1940 (por ocasião do Duplo Centenário da Independência e da Restauração de Portugal).“ (1)

Fotogravuras do livro de
GONÇALVES, Manuel Henriques – Roteiro do Ultramar. Lisboa, 1958, 131 p.
(1) TEIXEIRA, P. Manuel – Toponímia de Macau, Volume I. Instituto Cultural de Macau, 1997, 667 p.