Navegação (entre Macau e portos vizinhos) – Carreiras diárias de manhã e de tarde entre Macau, Hong Kong (que dista 40 milhas para Este) e vice-versa, gastando cerca de 4 horas. Macau-Cantão (1) e vice-versa, carreira diária, gastando cerca de 8 horas e, carreiras diárias de «Tous» ou Lorchas, (2) entre Macau e Kongmun, (3) e Macau e Siacqui, (4) ambas em 8 horas.

Para Kong-Chao-Van, (5) há vapores de pequena cabotagem que fazem carreiras entre os dois portos em 30 horas. De quando em quando, o pôrto de Macau é visitado pelos vapores japoneses e noruegueses de grande cabotagem, que trazem carvão, sal e álcool.

Semanalmente, tocam em Macau os aviões da Pan America Arways Co. , (6) que fazem a viagem de S. Francisco, da Califórnia a Macau com escala por Honolulu, Wake, Guam e Manila. (7)

Mapa de Macau 1951 - Semana do Ultramar Português

(1) Cantão ou Guangzhou (廣州 mandarim pinyin: Guǎngzhō; cantonense jyutping: Gwong2 zau1),  capital e a maior cidade da província de Guangdong. Fica a cêrca de 80 milhas a Norte
(2) https://nenotavaiconta.wordpress.com/2012/11/30/macau-maritimo-i/ 
(3) Kong-Moon, ou Kongmun ou  Jiangmen (江門 – mandarim pinyin: Jiāngmén ; cantonense jyutping:  Gong1 mun4)
(4) Seac Ki ou Shiqi (石岐 – mandarim pinyin: Shíqí ; cantonense jyutping: sek6 kei4) ) antiga capital do distrito,  hoje um distrito urbano no centro da cidade de  Zhongshan (Guangdong).
Segundo Jaime do Inso, em 1929, “Seac-Ki, cidade comercial muito importante e hoje em via de grande desenvolvimento, para onde o trafego é feito por carreiras de “Tous”, grandes embarcações chinesas que navegam a reboque e gastam perto de seis horas apesar da distancia ser só cêrca de 25 milhas. Brevemente Macau estará ligada a Seac Ki por uma ampla estrada, cuja construção já está muito adiantada e que há-de vir a ser de grande valôr para a região”
INSO, Jaime do  – Macau. Escola Tipográfica do Orfanato de Macau, 1929, 152 p.
(5) Kuong-Chau-Van, era colónia francesa e existia um comércio relativamente importante  com Macau – a importação de suínos.
(6)  https://nenotavaiconta.wordpress.com/2012/02/09/inaugura-cao-da-carreira-aerea-macau-s-francisco/
(7) Anuário do Império Colonial Português. Emprêsa do Anuário Comercial, 6.ª edição, 1940, 636 p.

NOTA: O mapa de “MACAU NO DELTA DE CANTÃO” foi retirado de:
REGO, A. Da Silva – Macau e a Semana do Ultramar Português de 1951. Sociedade de Geografia de Lisboa, 1951.